O prédio da Suprema Corte de Israel e a Nova Ordem Mundial

O prédio foi uma doação da família Rothschild, Conheça alguns detalhes dessa doação muito misteriosa

O Supremo Tribunal de Israel é uma criação de uma família da elite: Os Rothschilds. Em suas negociações com Israel, eles concordaram em doar o prédio sob três condições: os Rothschilds tinham que escolher o lote de terra, eles usariam seu próprio arquiteto e ninguém jamais saberia o preço de sua construção. As razões para essas condições são bastante evidentes: a construção da Suprema Corte é um Templo Maçônico da Religião de Mistério e foi construído pela elite, para a elite. Criada em 1992, a Suprema Corte esta assentada em Israel em Jerusalém, na frente do Knesset (Poder legislador israelense). Sua arquitetura peculiar ganhou elogios da crítica devido ao contraste luz contra a sombra e linhas retas e curvas planejadas pelos arquitetos.

Os engenheiros que foram escolhidos para esse trabalho pelos Rothschild foram o neto e neta de Ben-Zion Guine da Turquia, que trabalhou para o Barão Rothschild, Kurmi Ram, nascido em Jerusalém em 1931, e Ada Karmi-Melanede nascido em Tel-Aviv em 1936 .

Era importante para o construtor para ter tudo feito de acordo com os números corretos.

Havia 1.000 folhas de plantas, 1.200 postes de cimento, eles trabalharam na construção de 3 anos ou 750 dias. 20 trabalhadores a cada dia, para 200.000 dias de trabalho, 250.000 pedras de construção, cada placed.

When mão trabalhar dentro das diretrizes da sagrada geometria / arquitectura, números e datas e perfeita simetria são de extrema importância.

Quase todos os críticos e jornalistas, porém, deixaram de mencionar os símbolos flagrantes do ocultismo presentes em todo o edifício. Princípios Illuminati-maçônicos estão fisicamente incorporados em numerosas ocasiões, provando, sem sombra de dúvida, quem comanda o show lá.

Uma força do mal tem sido posto em prática em Jerusalém e se espalhou por todo Israel, nas preparações para o tempo final eo assento do anti-Cristo.

A família Rothschild é uma dinastia internacional dos alemães de descendência judaica, que estabeleceu um sistema bancário mundial e operação financeira.

Casa dos Rothschilds
A família Rothschild é uma dinastia internacional de alemães de origem judaica, que estabeleceu um sistema bancário mundial e operação financeira. Os descendentes de Mayer Amschel Rothschild (1744-1812) se espalharam por toda a Europa e se tornaram os principais intervenientes na vida social, política e econômica do continente. Por ter laços estreitos com a elite da Inglaterra, Áustria, França e Itália, os Rothschild tornaram-se uma força oculta na maioria dos eventos políticos dos últimos séculos. Historiadores alternativos dizem que eles são parte das infames 13 linhagens dos Illuminati, juntamente com os Rockefeller e os Duponts.

Os Rothschilds são um dos criadores do movimento sionista e os atores mais ativos na criação do Estado de Israel. James A. de Rothschild financiou o Knesset, o principal edifício político de Israel. Bem na frente dele está o Supremo Tribunal de Israel, doado por um outro membro da dinastia: Dorothy de Rothschild.

Na mesma área geral de Jerusalém, portanto, podemos encontrar o Knesset e o Supremo Tribunal, construídos pelos Rothschilds e, na sequência de uma linha perpendicular, a vários quarteirões de distância, fica o Museu Rockefeller (Outra família da Elite). Você pode começar a entender o que há nesta área agora.

Jerry Golden escreveu há muitos anos que o Supremo Tribunal de Israel, apropriadamente aponta para conceitos ocultistas. Quando você estuda os tipos de edifícios, das construções, logo percebe que os mesmos temas reaparecem, inevitavelmente: iluminação, pirâmide, a ascensão, o número 13 ou 33, símbolos fálicos/Iônicos, etc. Este edifício tem tudo isso e muito mais.

Caminho para a Iluminação
Uma viagem através da Corte Suprema é na verdade um viagem simbólica para a “Iluminação”. A meta final da viagem é chegar ao topo da pirâmide que está localizada no teto do Supremo Tribunal Federal, no topo de uma área onde, hipoteticamente, o “santo dos santos” (da Elite) estaria em um templo judaico. Em cada lado do ápice da pirâmide tem um buraco que representa o “olho que tudo vê” maçônico do Grande Arquiteto do Universo.

Vamos percorrer o caminho do “profano” para alcançar a “iluminação”.

A Escadaria das Trevas para a Luz
Aquele que entra no Supremo Tribunal Federal encontra-se em uma área escura, na frente de uma escada que leva a uma fonte de luz

Ao subir as escadas, o visitante sai gradualmente das profundezas da escuridão para, finalmente, chegar a gloriosa luz do sol. Há exatamente três vezes 10 etapas, num total de 30. Eles representam os 30 primeiros graus da Maçonaria, onde o profano está gradualmente sendo retirado das profundezas da vida material (escuridão) para a sabedoria e à iluminação (luz). Sabemos que a Maçonaria compreende um total de 33 graus e nós vamos depois ver onde podemos encontrar os últimos três graus na estrutura. No lado direito da escada estão rochas antigas, que lembram as muralhas da antiga Jerusalém, enquanto na esquerda há uma parede lisa e moderna. Isso representa a natureza intemporal de ensinamentos ocultos, que foram transmitidos desde os tempos antigos até hoje. Depois de ter subido as escadas, o visitante pode admirar uma bela vista de Jerusalém. De uma forma simbólica, a pessoa iluminada ganhou “visão espiritual”.

Incorporado no chão tem uma linha, que direciona o viajante até a entrada da biblioteca, que está convenientemente localizada logo abaixo da pirâmide.

A Biblioteca

A biblioteca é dividida em três níveis, representando simbolicamente os últimos três graus da Maçonaria (31, 32 e 33 graus honorários). O primeiro nível é reservado para os advogados, a segunda é reservada para os juízes e os livros estão no terceiro nível só pode ser lido por juízes aposentados. O modo de funcionamento da biblioteca – onde a informação é o privilégio exclusivo de alguns selecionados – correlaciona-se diretamente com o funcionamento das ordens de ocultismo, onde os ensinamentos de um certo grau só pode ser dado se o iniciado terminou com sucesso os graus anteriores.

A biblioteca contém obras jurídicas, judiciais, filosóficas e espirituais. Não há dúvida de que os livros “reservados” contêm uma riqueza de conhecimentos esotéricos. Bem acima do nível superior da biblioteca (que representa o nível de alvenaria, 33 graus) esta a base da pirâmide. Este é o lugar onde a Maçonaria simbolicamente termina e a ordem oculta dos Illuminati começa.

Sob o ápice da pirâmide, no chão, podemos encontrar padrões de geometria sagrada.

Jerry Golden mencionou que um cristal está incorporado no centro do padrão geométrico, bem debaixo do olho da pirâmide. O que isso significaria?

Juízes Trazendo Iluminação

As entradas das salas de audiência são ditas para se assemelhar a antigos túmulos judaicos. Os furos no topo das portas são destinadas a permitirem que a alma saia da sala. Além disso, observe nas paredes, o contraste entre o velho e o novo

As celas de prisão, o tribunal e os quartos do juízes são colocados um em cima do outro, simbolizando a natureza tríplice do mundo. Os detentos estão presos em celas, simbolizando a prisão do mundo material inferior. O tribunal, colocado por cima das celas, representando o “mundo superior” onde a divindade entra em contato com a humanidade.

Sala de tribunal

Nos tribunais, os juízes são iluminados por uma fonte de luz natural. Assim, os juízes, ao ouvirem as suplicas das massas, estão sentados lá com a luz divina sempre brilhando sobre eles. Após as audiências, os juízes se retiraram para seus aposentos, situado sobre o tribunal. Eles simbolicamente sobem para o “mundo divino”. Quando uma decisão é tomada, eles descem para trazer “iluminação” para o mundo inferior.

Símbolo de fertilidade
Fora dos tribunais há uma escadaria que leva a um nível inferior. Este templo do ocultismo não estaria completo sem os próximos dois recursos.

O centro da escada tem a forma de uma bexiga piscis (representando genitais femininos) “penetrada” por uma coluna (símbolo fálico). Este é um símbolo de fertilidade bem óbvio, a união dos princípios do sexo masculino e do sexo feminino. Numerosos templos ocultistas inserem um símbolo de fertilidade em seu piso inferior. Mas espere, há geralmente uma roda acompanhando um símbolo de fertilidade.

Pois é, ela está na entrada. Alguns edifícios ocultos escondem a estrela de Ishtar (símbolo de fertilidade), no centro de roda menor. Ela está escondido lá?

Área externa
O exterior do Supremo Tribunal contém outras cargas de recursos simbólicos. Basta seguir a pedra(imagem abaixo) de “Dorothy de Rothschild” para ver onde ele leva.

Obelisco

Este é o bosque Dorothy de Rothschild. O obelisco é o símbolo ocultista mais flagrante e comumente usado em todo o mundo. No antigo Egito, o culto deste símbolo fálico foi associado com o deus Osíris, que foi cortado em 13 pedaços por Seth. Isis viajou para longe afim de recuperar todas as partes do corpo de Osiris e foi bem sucedida, com exceção de uma parte do corpo, o pênis, que foi engolido por um peixe. “O falo perdido” é, portanto, representante da energia masculina, e quase sempre é colocado (como neste caso) dentro de um círculo, que representa a genitália feminina e energia. O obelisco no meio de um círculo representa o ato sexual e da união de forças opostas. Em nosso mundo moderno, obeliscos são encontrados em quase todos os marcos importantes e, assim, tornou-se e símbolo de poder do ocultismo e da elite, o símbolo máximo de seu domínio e poder.

Pátio

O pátio tem uma bela sensação zen. A fonte de água em constante ebulição rola através de um estreito caminho rumo a uma estranha pedra. A documentação do oficial Supremo Tribunal diz que o pátio é uma representação física do versículo do Salmo 85:11:

“A verdade brotará da terra, e a justiça olhará desde os céus.”

O escritórios dos juízes tem vista para o pátio, para que eles estejam simbolicamente “olhando para baixo do céu”. O fluxo de água vai direto e acaba bem debaixo de uma pedra estranha e enigmática.

Será por isso que a “verdade brotará da terra” está sendo levando para ele? A superfície polida da pedra reflete uma imagem distorcida do pátio. O que isso representa?

Cruz Pisoteada

No centro do parque estão os caminhos em forma da cruz cristã. Jerry Golden mencionou que esta cruz foi colocada para ser pisada especificamente pelos visitantes. Ele provavelmente está certo. Em um prédio onde simbolismo espiritual reina, existem efetivamente poucas chances de que o layout dessas vias não foram minuciosamente planejadas ??pelos arquitetos. Em outras palavras, isso não pode ser apenas uma coincidência. Os visitantes têm que descer as escadas – simbolicamente “descer” para as esferas mais baixas – para chegarem à cruz. Como você deve ter notado, a importância do ato de subir e descer neste edifício é muito importante. E isto não é uma exceção.

Sociedades secretas ocultistas têm estado historicamente em conflito com a igreja cristã que repetidamente os perseguiu e os acusou de todos os tipos de heresias. Durante a Idade Média os Cavaleiros Templários (ancestrais da Maçonaria) foram acusados ??pelo arcebispo de Canterbury de inúmeros atos anti-cristãos, incluindo de “pisotearem a Cruz debaixo de seus pés” durante seus processos de iniciação. Eles estão dando o troco no Cristianismo com este símbolo?

Romãs

Essas romãs deitadas no chão podem parecer extremamente insignificantes para o espectador de raciocínio médio. Elas, contudo, tem um significado especial para os estudantes dos mistérios e para a Maçonaria.

“Entre os antigos mistérios, a romã também foi considerado um símbolo divino de tal significado peculiar que a sua verdadeira explicação não poderia ser divulgada. Ela foi chamada pelo Cabiri “o segredo proibido.” Muitos deuses e deusas gregos são retratados segurando a fruta ou flor da romã em suas mãos, evidentemente para significar que são doadores de vida e da abundância. Capiteís de romã foram colocados sobre os pilares de Jaquim e Boaz que estavam em pé na frente do Templo do Rei Salomão, e por ordem de Jeová, flores de romã foram bordadas sobre o fundo do éfode do Sumo Sacerdote”. - Manly P. Hall, Secret Teachings of All Ages

Como afirma Hall, romãs foram colocadas em cima dos dois pilares que estão na frente do Templo de Salomão. Se você tiver um conhecimento mínimo dos ensinamentos maçônicos, você sabe que o Templo de Salomão e os pilares chamados Jaquim e Boaz são de uma extrema importância para eles.

“Os capitéis foram enriquecidos com romãs de bronze, coberto por uma rede de bronze, e ornamentada com coroas de bronze, e parecem ter imitado a forma da semente do vaso de flor de lótus ou lírio egípcio, um símbolo sagrado para os hindus e Egípcios”. - Albert Pike, Morals and Dogma

Sabemos que os maçons pacientemente esperam o dia em que irão reconstruir o Templo de Salomão em sua terra original – Temple Mount, em Jerusalém. Estão aquelas romãs à espera de serem colocadas sobre os pilares do próximo e último templo?

Conclusão
Este artigo teceu apenas alguns arranhões na superfície do simbolismo oculto da Suprema Corte israelense. No entanto, está claro que a arquitetura do prédio carrega simbolismos importantes relacionados à espiritualidade e à realização da iluminação. Ele não é um monumento religioso relacionado ao judaísmo ou de qualquer religião organizada. A Suprema Corte é um templo dos Mistérios, que é uma amálgama de rituais pagãos entrelaçados com uma interpretação esotérica das Escrituras.

O ensinamento dos Mistérios é reservado aos membros das sociedades secretas ocultistas, das quais os Rothschilds obviamente fazem parte. O significado esotérico deste edifício é escondido do público, mas inequivocamente revela aos iniciados quem realmente possui o poder no mundo.

Compartilhar no Twitter Recomende pelo WhatsApp


 
 

 

Fale Conoscoooo
Miziara e Silveira Ltda ME
CNPJ: 01.828.629/0001-97 NIRE: 53 2 0085951-3
SQSW 305 B 102 - Setor Sudoeste - Brasília-DF CEP 70.673-422