E-Books Literários

 > Sigmund Freud - Antologia Literaria - TE0046

R$ 10,00  

 

Compartilhar no Twitter Recomende pelo WhatsApp

Este site aceita pagamentos com Visa, Mastercard, Dinners, American Express, Hypercard, Aura, Bradesco,Itau, Banco do Brasil, Caixa, Saldo no PagSeguro e Boleto pagável em toda a rede bancária.

 

  

Sigmund Freud

O pai da Psicanálise
Antologia Literária
Totalmente em Português
São 23  E-books  em formato PDF

VOLUME I (1886-99): Publicações pré-Psicanalíticas e esboços inéditos. *244 páginas*
VOLUME II (1893-1895): Estudos sobre a histeria Josef Breuer e Sigmund Freud.
*219 páginas*
VOLUME III (1893-1899): Primeiras publicações psicanalíticas.
*201 páginas*
VOLUME IV
*228 páginas*
VOLUME V (1900-1901): A interpretação dos sonhos (Segunda parte) e Sobre os sonhos.
*225 páginas*
VOLUME VI (1901): Sobre a psicopatologia da vida cotidiana.
*179 páginas*
VOLUME VII (1901-1905): Um caso de histeria. Três ensaios sobre a teoria da sexualidade e outros trabalhos.
*195 páginas*
VOLUME VIII (1905): Os chistes e sua relação com o inconsciente.
 
*154 páginas*
VOLUME IX (1906-1908): "Gradiva" de Jensen e outros trabalhos.
*135 páginas*
VOLUME X (1909): Duas histórias clínicas (O "Pequeno Hans" e o "Homem dos ratos").
*184 páginas*
VOLUME XI (1910[1909]): Cinco lições de psicanálise, Leonardo da Vinci e outros trabalhos.
*144 páginas*
VOLUME XII (1911-1913): O caso Schreber, artigos sobre técnica e outros trabalhos.
*209 páginas*
VOLUME XIII (1913-1914): Totem e tabu e outros trabalhos.
*163 páginas*
VOLUME XIV (1914-1916)::
*205 páginas*
VOLUME XV (1915-1916): Conferências introdutórias sobre psicanálise (Partes I e II).
*156 páginas*
VOLUME XVI (1916-1917): Conferências introdutórias sobre psicanálise (Parte III).
*147 páginas*
VOLUME XVII (1917-1919): História de uma neurose infantil e outros trabalhos.
*172 páginas*
VOLUME XVIII (1925-1926): Além do princípio de prazer, psicologia de grupo e outros trabalhos.
*176 páginas*
VOLUME XIX (1923-1925): O ego e o Id e outros trabalhos.
*169 páginas*
VOLUME XX (1925-1926): Um estudo autobiográfico Inibições, sintomas e ansiedade. A questão da análise leiga e outros trabalhos.
*176 páginas*
VOLUME XXI (1927-1931): O futuro de uma ilusão O mal estar na civilização e outros trabalhos.
*156 páginas*
VOLUME XXII (1932-1936): Novas conferências introdutórias sobre psicanálise e outros trabalhos.
*164 páginas*
VOLUME XXIII (1937-1939): Moisés e o monoteísmo. Esboço de psicanálise e outros trabalhos.
*103 páginas*

Os Textos encontram-se no Formato PDF (para se ler com Acrobat Reader)  

A vantagem o Livro em formato Digital é você poder imprimi-lo, editá-lo a vontade.

Os vinte e três livros juntos contém 3584 páginas.

O Material é enviando em um arquivo "Zip" com 16,6 megas

Uma Breve História de Sigmund Freud

Sigmund Freud

1856-1939

Freud nasceu em Freiberg, Tchecoslováquia, no ano de1856. Este grande nome da psicanálise foi o responsável pela revolução no estudo da mente humana.

Formado em medicina e especializado em tratamentos para doentes mentais, ele criou uma nova teoria. Esta estabelecia que as pessoas que ficavam com a mente doente eram aquelas que não colocavam seus sentimentos para fora. Segundo Freud, este tipo de pessoa tinha a capacidade de fechar de tal maneira esses sentimentos dentro de sua mente, que, após algum tempo, esqueciam-se da existência.

A partir de sua teoria, este grande psicanalista resolveu tratar esses casos através da interpretação dos sonhos das pessoas e também através do método da associação livre, neste último ele fazia com que seus pacientes falassem qualquer coisa que lhes viessem à cabeça.

Com este método ele era capaz de desvendar os sentimentos “reprimidos", ou seja, aqueles sentimentos que seus pacientes guardavam somente para si, após desvendá-los ele os estimulava a colocarem esses sentimentos para fora. Desta forma ele conseguiu curar muitas doenças mentais.

Freud escreveu um grande número de livros importantes, alguns deles foram: Psicologia da Vida Cotidiana, Totem e Tabu, A interpretação dos sonhos, O ego e o Id e muitos outros. Neles, o “pai da psicanálise” (assim conhecido por ter inventado o termo “psicanálise” para seu método de tratar das doenças mentais) responsabilizava a repressão da sociedade daquela época, que não permitia a satisfação de alguns sentimentos, considerando-os errados do ponto de vista social e religioso.

Segundo ele, o sexo era um dos sentimentos reprimidos mais importantes. Naquela época essa afirmação gerou um grande escândalo na sociedade, entretanto, não demorou muito para que outros psicólogos aderissem à idéia de Freud. Alguns deles foram: Jung, Reich, Rank e outros.