Página Inicial » Mundo Animal




|02|

Aparências enganam, este pássaro é uma das criaturas crueis do mundo

Este pássaro “fofo” é considerado um dos mais crueis do mundo por gostar de comer cérebros.

O chapim-real (Parus major), pode parecer apenas um pequeno e bonito pássaro, mas não deixe sua aparência enganá-lo.

Na realidade, ele é uma das criaturas mais cruéis do mundo. Também conhecido como “O Pássaro Zumbi”, a ave é conhecida por buscar outras aves (e até mesmo morcegos) e esmagar suas cabeças com bicadas. Muitas vezes, após isso, ele possui o hábito de consumir seus cérebros.

Encontrado em várias partes da Ásia e no norte da África, os chapim-reais se alimentam principalmente de insetos e sementes. De fato, 90% da sua dieta consiste de material vegetal. Eles são tão poderosos e formidáveis para o seu tamanho, que eles podem usar seus bicos para perfurar duras cascas de avelãs e nozes.

Porém, este adorável pássaro também possui um lado assassino, de acordo com vários relatórios científicos. Dada a oportunidade, ele não hesitará em tirar proveito de seu poderoso bico, matando agressivamente os pássaros menores. Em uma imagem particularmente horrível da internet, é possível ver mais de dez pássaros mortos com os crânios esmagados, sendo supostas vítimas de um chapim-real.


Houve também dois ou três casos em que pardais foram encontrados mortos com crânios esmagados, em seus próprios ninhos. Em 1958, um caso relatado por um inglês, conta que o pássaro foi visto voando para longe com um pássaro conhecido no Brasil como ‘estrelinha-de-poupa’, morto, com bicadas na parte de trás da cabeça. Seus olhos foram arrancados e seu crânio mutilado.

"O chapim-real pode atacar aves pequenas e fracas, dividindo seus crânios com seu poderoso bico, a fim de chegar a seus cérebros; existem casos conhecidos de que até morcegos já foram vítimas", observou o ornitólogo Howard Saunders, em 1899. Mais recentemente, um artigo de 2010, destacou o assunto sobre o chapim-real matar e comer cérebro de morcegos. De acordo com o relatório, as mães da espécie que buscam alimentos para seus filhotes, por vezes, se aventuram em cavernas em busca de pequenos morcegos em hibernação, bicando suas cabeças para perfurar o crânio, alcançando o cérebro que será usado para alimentar os filhotes.

Se você pensa que está seguro deste predador nada comum, está muito enganado. Mesmo que nossos crânios sejam muito difíceis de serem perfurados por pássaros deste tamanho, estas aves destemidas não hesitarão em bicar nossa pele, até conseguir concluir seu objetivo.

 

 


Conheça os Cursos On-Line
Portal do Conhecimento