Página Inicial » Meio Ambiente


                       

     

|01|

 
Fazenda de cultivo de pérolas está ameaçada de extinção

A China é a maior emissora de gases que provocam o efeito estufa, responsáveis pelo aquecimento e as mudanças climáticas. As mudanças no clima, acredite, podem afetar até a produção de perólas no mundo. Nossa viagem pelos lugares que mais sofrem com o aquecimento global chega, hoje, ao país campeão de poluição. Curiosamente, é, também, o país que mais investe em soluções.

Apenas 30 anos separam a China, da fome e da miséria. A maior história de ascensão social da humanidade, que transforma as vidas de 1,3 bilhões de pessoas numa velocidade vertiginosa tem um custo.

Na província de Shanxi, o coração negro da China, centro da produção de carvão, num país que é quase todo assentado sobre um imenso lençol subterrâneo do mineral. O carvão é a energia da China. O carvão vendido na beira da estrada é para cozinhar e aquecer as casas no inverno. E é o carvão que garante a energia barata e abundante das indústrias que já fizeram da China a segunda potência econômica do mundo.

Nenhuma outra fonte de energia é tão suja. As cinzas e metais resultantes da queima cobrem o país. Empalidecem o sol. Fazem as cidades desaparecerem na névoa. A ponte mergulhar no vazio. Os chineses sofrem com essa poluição de partículas que flutuam sobre as cidades.

Lin Fen, na província de Shanxi, tem 7 milhões de moradores. Mas seria só mais uma mega cidade do interior, não fosse a notoriedade que ganhou por causa da poluição.

Em 2006 quando o Banco Mundial apontou Lin Fen como a cidade mais poluída do planeta, dizia-se que o ar aqui era tão denso que dava pra pegar com a mão. Pro governo chinês, limpar a cidade virou questão de honra. O investimento foi pesado. Hoje, num bom dia, Lin Fen ainda é mais poluída que São Paulo no seu pior dia do ano. Agora é possível enxergar o que está a 100 metros de distância.

Cem metros, e não muito mais. Mas o velhinho comemora: “antes eu olhava pra cima não via o sol. De noite, não via a lua ou as estrelas. Durante anos não via nada”, lamenta.

O estudante universitário disse que ficou dois anos aqui sem saber que havia montanhas ao redor da cidade. Parece contradição, mas a redução da poluição que é boa para Lin Fen é ruim para o planeta. É que os filtros instalados nas chaminés seguram as partículas maiores presentes na poluição. Não os gases que provocam o efeito estufa.

Entenda o que acontece:

Enquanto os gases como o carbônico impedem que o calor saia da atmosfera - daí o nome efeito estufa - as partículas do carvão funcionam como um espelho, rebatendo o calor do sol de volta pro espaço. Sem as partículas, a temperatura na Terra aumenta ainda mais.

Para a saúde do povo, é essencial limpar as partículas, explica o cientista Brian Hoskins. Mas em termos de aquecimento global, preocupa. Porque limpando as partículas sem limpar os gases de efeito estufa, vamos ter ainda mais aquecimento.

E as emissões de gases da China dispararam desde que começaram as reformas econômicas. De 2000 para cá, quase dobraram. Mas o maior poluidor do planeta também lidera no campo oposto: é o país que mais investe em energia limpa. Só no ano passado, US$ 35 bilhões - o dobro dos Estados Unidos.

A 200 quilômetros de Pequim, o primeiro projeto chinês que gera eletricidade do vento, ligado diretamente à rede de energia. Em todo o país, a produção dessa energia, a eólica, é equivalente a uma vez e meia a da usina de Itaipú, ainda a maior do mundo.

Treze milhões de novos carros nas ruas por ano, ao mesmo tempo em que o governo investe em transporte coletivo, como metrô. Até 2020, serão 16 mil quilômetros de linha de trem de alta velocidade - três vezes do Oiapoque ao Chuí.

Em uma vila, perto de Xangai, um centro de treinamento militar para estudantes do colegial ganhou um segundo telhado, feito de painéis solares, com capacidade para atender a 2,5 mil famílias.

É uma experiência que vai ser estendida ao resto do país. Por enquanto o custo de cada quilowatt produzido aqui ainda é de dez vezes maior do que a energia produzida pelo carvão. Mas ninguém duvida da capacidade da China fazer o custo baixar como já fez com tantos outros produtos: produzindo em larga escala, aos milhões.

Como já fez com os painéis usados para aquecer água. Quase todas as casas e pequenos prédios têm um. Pode ser comprado e instalado pelo equivalente a R$ 250.

O cientista inglês diz que já chamou a atenção do seu governo: “temos que nos preocupar com o fato de que a China vai ser a líder mundial em tecnologia verde. E todos vamos depender dos chineses”.

Mas tudo isso ainda não se traduz numa boa noticia para o planeta. O governo da China já disse que, para garantir o crescimento econômico, as emissões vão continuar aumentando, durante muitos anos, antes de começarem a estabilizar e cair. A velocidade com que a China chegar lá, vai determinar o futuro do planeta.

A China tem pressa. Seus principais rios nascem no Himalaia, como as outras cadeias de montanhas do mundo estão perdendo gelo.

As mudanças do clima estão deixando o seco vale do Rio Amarelo ainda mais árido. No centro e no sul as cheias já estão mais devastadadoras. Da água do Yangtsé, depende a maior parte da produção do arroz que alimenta 1,3 bilhão de bocas.

Na planície alagada as mudanças climáticas ameaçam também uma atividade milionária. Nas águas escuras, são cultivadas ostras que servem para mais do que alimentar o povo. Tiradas vivas da água, são submetidas a uma pequena cirurgia. Uma inseminação artificial, para produzir pérolas.

Depois de cultivadas as ostras estão sendo devolvidas aqui pra água. Agora é só esperar pras pérolas aparecerem. O rapaz traz duas ostras, abre, e a repórter não resiste à tentação de fazer essa colheita. São 24 pérolas dentro de uma ostra só.

Parece uma fábrica. Mas é uma linha de seleção de pérolas. A empresa produz duzentas toneladas por ano. Cores, tamanhos, a pérola que o cliente procurar, a empresas da rica cidade de Zhuji tem para oferecer. Agora num shopping center imenso, todo dedicado a essa vaidade.

Um milhão de pessoas dependem direta ou indiretamente do cultivo de pérolas.
Um milagre que se processa na água só em condições perfeitas. Alguns graus a mais na água... E tudo pode se perder.

 

 


Conheça os Cursos On-Line
Portal do Conhecimento