Página Inicial » Charadas


 

     

|02|


O que é memória?

 
A memória é um componente fundamental da inteligência.
Tudo o que você aprende durante a está armazenado de alguma forma. A eficácia a de como você acessa essa informação é o que define se você terá memória boa ou ruim.
Cientistas há muito pesquisam em que região do cérebro as memórias são armazenadas, apontando o hipocampo e o córtex como possíveis lugares. No entanto, ao contrário do que muitos pensam, as últimas pesquisas sugerem que a memória não se localiza e apenas uma região do cérebro. Na realidade, é incorreto pensar a memória como um local de armazenamento de tudo o que foi aprendido e que pode ser acessada quando queremos recuperar algum tipo de informação.
Memória não é um lugar. É uma atividade, uma experiência: ao nos lembrarmos de alguma situação, na realidade, estamos reconstruindo essas lembranças através de detalhes que consideramos importantes. Nossa memória é seletiva e interpretativa e os mecanismos que a orientam estão espalhados pelo cérebro. Duas pessoas que presenciaram o mesmo episódio podem dar depoimentos totalmente diferentes. Recordamo-nos mais facilmente do significado de um episódio do que de seus detalhes concretos.

Sua memória prega peças em você? Essa ideia nos vem quando conseguimos recordar vividamente um episódio de nossa infância, mas não somos capazes de lembrar o nome de uma pessoa que conhecemos no dia anterior. Ou, então, podemos nos lembrar da letra de uma música da nossa banda favorita e esquecer de algo tão simples quanto a direção em que devemos girar um parafuso para afrouxá-lo. Por que nossa memória é seletiva? Ela é assim porque tem capacidade limitada e, por isso, temos que priorizar que tipo de informação armazenar e que tipo descartar? Se esse for o caso, seria possível, então, encontrarmos formas de estimular e melhorar nossa memória? Talvez devamos abordar essas questões após definir o que é memória.

A memória pode ser estimulada?
Totalmente! A memória pode ser exercitada, melhorada e nutrida. A informação guardada na memória é influenciada pelo significado que se atrela a ela. Por exemplo, temos mais chances de nos lembrarmos de alguma coisa se a memória estiver ligada a uma experiência pessoal ou emocional. Podemos incrementar a memória fornecendo a informação desejada para se fazer memorizações e associações mais fortes.

A memória funciona quando:
• realizamos algo notável;
• organizamos e armazenamos essa informação memorável;
• recuperamos essa informação quando queremos.

Mitos da memória
0 mito que mais escutamos sobre memória é que ela se deteriora com a idade. Isto é falso. Se o cérebro é estimulado com regularidade, ele realmente pode melhorar com a idade. Pessoas com 80 e 90 anos podem possuir a mesma capacidade de memória que pessoas com metade dessa idade. As células cerebrais não morrem quando começamos a envelhecer. "Os momentos de senilidade têm mais a ver com falta de uso da mente do que ausência de memória". As mais incríveis capacidades de memória não pertencem, necessariamente, aos mais jovens, mas àqueles que continuam usando suas habilidades cognitivas ao longo da vida. Pessoas mais velhas que se engajam em trabalho mental diário aprendem novas habilidades e se mantêm fisicamente ativas, com mais chances de estarem em forma mentalmente
do que uma pessoa mais jovem, que não faz todas essas coisas. A prática mental proporciona um bom exercício cognitivo. Então, esta é sua chance de exercitar o cérebro e impulsionar a sua memória.

 

 

 


Conheça os Cursos On-Line
Portal do Conhecimento