Página Inicial » Bastidores da História


 
|01|

 

Resumo histórico de todos os Papas

A trajetória da mais antiga instituição na Terra, a Igreja Católica, confunde-se com a própria história humana, e seu líder - Papa, Bispo de Roma, Supremo Pontífice, entre outros nomes - é um de seus principais protagonistas. Entre santos e pecadores, mais de 260 homens estiveram à frente da Igreja, desde seus tempos de clandestinidade, durante o império romano, até os conectados e globalizados dias de hoje. Conheça o perfil de cada um deles

 

  1. São Pedro (Petrus)

28 de outubro de 30 - 29 de julho de 67
Duração: 37 anos
Nome de batismo: Simão Pedro
País: Israel

Primeiro e principal apóstolo, é considerado o primeiro papa por conta de sua proximidade com Jesus. Só passou a ser considerado o primeiro bispo de Roma a partir do final do século II ou início do século III. Devido a sua importância, nenhum papa na história - nem aqueles com o mesmo nome de batismo - assumiram o nome de Pedro II. Pela tradição católica, todos os papas sucedem a Pedro, mas nenhum o substitui: apenas continuam seu trabalho.

 
 

  2. São Lino (Linus)

67 - 79
Duração: 12 anos
Nome de batismo: Lino
País: Itália

Até o início do século III, era considerado o primeiro papa. Sabe-se pouco sobre suas atividades.

 
 

  3. Santo Anacleto (Anacletus)

79 - 88
Duração: 9 anos
Nome de batismo: Anacleto
País: Grécia

Exerceu liderança pastoral em Roma, a qual teria dividido em 25 paróquias.

 
 

  4. São Clemente I (Clemens)

88 - 97
Duração: 9 anos
Nome de batismo: Clemente
País: Itália

Conhecido como o autor do mais importante documento do cristianismo no século I, fora o Novo Testamento - uma carta em que pedia à igreja em Corinto que revertesse a deposição de padres e que expulsasse os jovens que se rebelaram contra eles.

 
 

  5. Santo Evaristo (Evaristus)

97 - 107
Duração: 10 anos
Nome de batismo: Evaristo
País: Cisjordânia
 
Sabe-se pouco sobre seu pontificado, apenas que tinha papel proeminente na liderança da Igreja em Roma, que ainda não funcionava como um mono-episcopado (apenas um bispo).

 
 

  6. Santo Alexandre I (Alexander)

105 - 116
Duração: 11 anos
Nome de batismo: Alexandre
País: Itália
 
Atribui-se a ele a inserção da eucaristia, ou comunhão, originária da Última Ceia, no ritual da missa.

 
 

  7. São Sisto I (Xystus)

116 - 125
Duração: 9 anos
País: Grécia
 
Era filho de um padre. Sabe-se muito pouco sobre seu pontificado.

 
 

  8. São Telésforo (Telesphorus)

125 - 138
Duração: 13 anos
País: Grécia
 
Primeiro papa cujo martírio foi historicamente comprovado. Era considerado mártir quem se recusava a negar Cristo - atitude que entre os séculos I e III era punida com a morte, em Roma.

 
 

  9. São Higino (Hyginus)

138 - 142
Duração: 4 anos
País: Grécia
 
Nascido em Atenas, na Grécia, era também filósofo.

 
 

  10. São Pio I (Pius)

142 - 155
Duração: 13 anos
País: Itália
 
Foi o primeiro papa a atuar como único bispo de Roma. Antes dele, o comando da Igreja era compartilhado, com o papa como o bispo proeminente.

 
 

  11. Santo Aniceto (Anicetus)

155 - 166
Duração: 11 anos
País: Síria

Segundo o Liber Pontificalis, coleção de biografias dos papas compilada no século VI, Aniceto proibiu clérigos de usarem cabelo comprido e ficou conhecido por recusar, embora de maneira amigável, sugestões de São Policarpo sobre a celebração da Páscoa, então feita todos os domingos.

 
 

  12. São Sotero (Soterius)

166 - 175
Duração: 9 anos
País: Itália

Instituiu a Páscoa como uma celebração anual, e não mais todos os domingos.

 
 

  13. Santo Eleutério (Eleutherius)

175 - 189
Duração: 14 anos
País: Grécia

Serviu como diácono do papa Aniceto

 
 

  14. São Vítor I (Victor)

189 - 199
Duração: 10 anos
País: Africa

Primeiro papa do continente africano (não se sabe ao certo o local exato de seu nascimento). Conhecido também como o primeiro autor eclesiástico em latim. Envolveu-se em uma controvérsia ao tentar fazer prevalecer na Ásia Menor o costume da Igreja Romana de celebração da Páscoa no domingo seguinte ao dia 14 do mês judaico de Nisan. As igrejas da Ásia Menor cultivavam prática diferente, comemorando a Páscoa Judaica no 14º dia de Nisan, independentemente do dia da semana. Contrariado, chegou a excomungar esses fiéis, conhecidos como quartodecimanistas. Ao sofrer forte rejeição, recuou.

 
 

  15. São Zeferino (Zephyrinus)

199 - 217
Duração: 18 anos
País: Itália

Papa muito criticado por sua falta de ação contra dissidências doutrinárias como o Montanismo (que divulgava profecias de fim do mundo e pregava hábitos mais rígidos), o Adocionismo (pregava que Jesus era um ser humano normal "adotado" como filho de Deus em seu batismo) e o Sabelionismo (teoria de que Deus seria apenas uma entidade, com três tipos diferentes de manifestação).

 
 

  16. São Calisto I (Callistus)

217 - 223
Duração: 16 anos
País: Espanha

Foi diácono do Papa Zeferino, sob o qual exercia grande influência. Sofreu forte antagonismo de Hipólito, o primeiro antipapa (indivíduos que recusavam a autoridade do Papa eleito e eram apoiados por um grupo de bispos dissidentes)

 
 

  17. Santo Urbano I (Urbanus)

223 - 230
Duração: 7 anos
País: Itália

Primeiro Papa a experimentar um pontificado sem a perseguição romana, então sob o reinado de Alexandre Severo (222-35).

 
 

  18. São Ponciano (Pontianus)

21/07/0230 - 28/09/0235
Duração: 5 anos e 70 dias
País: Itália

Primeiro papa a renunciar e a ter datas exatas de início e fim de pontificado. Renunciou pois foi deportado pelo novo imperador romano, Maximino Trácio, para um campo de trabalhos forçados na ilha de Sardenha, de onde poucos voltavam vivos. Junto com ele, o primeiro antipapa, Hipólito. Ambos morreram no exílio.

 
 

  19. Santo Antero (Anterus)

21/11/0235 - 03/01/0236
Duração: 43 dias
País: Grécia

Teve pontificado curto, de menos de dois meses, pois morreu de causas naturais.

 
 

  20. São Fabiano (Fabianus)

10/01/0236 - 20/01/0250
Duração: 14 anos e 14 dias
País: Itália

É considerado o Papa mais respeitado do início do catolicismo. Entre seus feitos, reorganizou o clero romano, dividiu a Igreja em sete distritos eclesiásticos e supervisionou a construção de cemitérios para o 18º Papa, Ponciano, e o antipapa Hipólito. Morreu sob comando de Décio, o 34º imperador romano.

 
 

  21. São Cornélio (Cornelius)

06/03/0251 - Junho de 253
Duração: 2 anos e 117 dias
País: Desconhecido

Por conta das perseguições do imperador romano Décio, a escolha do novo Papa demorou mais de um ano. Seu pontificado foi marcado por discussões sobre o batismo para hereges e cismáticos (dissidentes) e pela oposição do antipapa Novaciano. Cornélio defendia a validade desses batismos. Morreu perseguido pelo imperador Treboniano Galo.

 
 

  22. São Lúcio I (Lucius)

25/06/0253 - 05/03/0254
Duração: 253 dias
País: Itália

Logo após sua eleição, foi banido de Roma pelo imperador Treboniano Galo, que já havia perseguido seu antecessor, Cornélio. Exilou-se em Cittavechia, uma província portuária de Roma. Com a morte de Treboniano Galo, retornou a Roma.

 
 

  23. São Estêvão I (Stephanus)

12/05/0254 - 02/08/0257
Duração: 3 anos e 83 dias
País: Itália

Envolve-se na polêmica do batismo para hereges e cismáticos (dissidentes), que surgiu no pontificado de Cornélio (251-53). Seu adversário nessa discussão teológica é Cipriano, que defende a necessidade de novo batismo para essas pessoas. A discussão encerrou-se com as mortes de Estevão I e, um ano depois, de Cipriano.

 
 

  24. São Sisto II (Xystus Secundus)

31/08/0257 - 06/08/0258
Duração: 340 dias
País: Grécia

É o mártir mais venerado da Igreja. Elegeu-se na mesma época em que o então imperador, Valeriano, abandonou a postura tolerante em relação aos cristãos. Morreu decapitado por soldados do ímpério enquanto falava à congregação.

 
 

  25. São Dionísio (Dionysius)

22/07/0259 - 26/12/0268
Duração: 9 anos e 160 dias
País: Grécia

Foi um dos principais Papas do século III por seu poder de organização e sua contribuição sobre a doutrina da Trindade, ao enfatizar o equilíbrio de duas noções: a distinção entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo, e a igualdade e unidade dessas três pessoas.

 
 

  26. São Félix I (Felix)

05/01/0269 - 30/12/0274
Duração: 5 anos e 360 dias
País: Itália

Um dos Papas historicamente menos conhecidos.

 
 

  27. Santo Eutiquiano (Eutychianus)

04/01/0275 - 07/12/0283
Duração: 337 dias
País: Desconhecido

Pontificou sob um período de paz, porém poucas informações sobreviveram à perseguição do imperador Diocleciano, a partir de 303. Estima-se, porém, que a Igreja expandiu-se sob seu comando, a julgar pelo aumento no número de cemitérios oficiais no período. Foi o último Papa a ser enterrado na cripta papal nas catacumbas de Calisto, na Via Ápia.

 
 

  28. São Caio (Caius)

17/12/0283 - 22/04/0296
Duração: 12 anos e 130 dias
País: Desconhecido

Pontificou sob período de paz em que a Igreja consolidou-se. Poucas informações sobreviveram à perseguição do imperador Diocleciano, a partir de 303.

 
 

 29. São Marcelino (Marcellinus)

30/06/0296 - 01/04/0304
Duração: 7 anos e 276 dias
País: Desconhecido

Foi forçado pelo imperador Diocleciano a entregar cópias das Escrituras Sagradas e outros livros sacros. Não se sabe ao certo se foi deposto ou renunciou. Por ter cedido às demandas do imperador - que retomou a perseguição aos cristãos a partir de 303 -, Marcelino chegou a ser omitido da lista oficial de Papas por certo período.

 
 

  30. São Marcelo I (Marcellus)

27/05/0308 - 16/06/0309
Duração: 1 ano e 20 dias
País: Desconhecido

Eleito após um intervalo de três anos e meio sem um Papa. Ficou conhecido por sua atitude severa em relação aos cristãos ausentes durante a perseguição do imperador Diocleciano, a partir de 303. Suas penas foram rígidas a ponto de causar um conflito dentro da própria igreja e ser banido de Roma pelo imperador Magêncio (306-12).

 
 

  31. Santo Eusébio (Eusebius)

18/04/0309 - 31/12/0310
Duração: 1 ano e 257 dias
País: Desconhecido

Durante todo seu pontificado foi obrigado a lidar com as consequências da perseguição cristã deflagrada pelo imperador Diocleciano, em 303. Assumiu uma postura reconciliatória, de arrependimento e penitência aos cristãos considerados ausentes durante o período de perseguição. A atitude pastoral recebeu críticas de uma facção que exigia ações mais duras.

 
 

  32. São Melquíades (Miltiades)

02/07/0311 - 10/01/0314
Duração: 2 anos e 193 dias
País: Africa

Durante seu pontificado ocorreu o Édito de Milão, acordo entre os co-imperadores romanos Constantino e Licínio que garantiu a tolerância ao cristianismo e a devolução das propriedades da igreja confiscadas por Diocleciano em 303.

 
 

  33. São Silvestre I (Silvester)

31/01/0314 - 31/12/0335
Duração: 21 anos e 339 dias
País: Itália

Apesar de ter pontificado por 22 anos, deixou poucas marcas na Igreja. No Primeiro Concílio de Niceia, um mais importantes da história do catolicismo por definir pela primeira vez a natureza divina de Jesus Cristo e a definição oficial da data da Páscoa, o Papa não contribuiu.

 
 

  34. São Marcos (Marcus)

18/01/0336 - 07/10/0336
Duração: 263 dias
País: Itália

Pontificado curto, no qual testemunhou polêmicas em torno de alguns dos ensinamentos do Primeiro Concílio de Niceia, em 325. Não há registros de que tenha interferido no debate.

 
 

  35. São Júlio I (Iulius)

06/02/0337 - 12/04/0352
Duração: 15 anos e 69 dias
País: Itália

Coube a Júlio I a defesa dos ensinamentos estabelecidos no Primeiro Concílio de Niceia, em 325, posteriormente questionados por algumas facções da Igreja. O principal ponto de discussão é a questão Ariana, em torno da natureza divina de Jesus Cristo e sua relação com Deus.

 
 

  36. Libério (Liberius)

17/05/0352 - 24/09/0366
Duração: 14 anos e 133 dias
País: Desconhecido

Papa considerado fraco e, por essa razão, o primeiro a não ter sido canonizado. Falhou em defender a postura ortodoxa firmada no Primeiro Concílio de Niceia, em 325, que estabeleceu a natureza divina de Jesus, e não a posição defendida pelos Arianos, que acreditavam que Jesus era a "maior das criaturas", porém não da mesma substância que Deus.

 
 

  37. São Dâmaso I (Damasus)

01/10/0366 - 11/12/0384
Duração: 18 anos e 76 dias
País: Itália

Um dos Papas que mais agressivamente defendeu a primazia papal nos primeiros séculos da Igreja - ou seja, a supremacia do Bispo de Roma (o Papa) sobre as demais igrejas. Nesse processo, embelezou as tumbas dos mártires católicos e encomendou uma nova tradução para o latim do Novo Testamento, originalmente em grego.

 
 

  38. São Sirício (Siricius)

11/12/0384 - 26/11/0399
Duração: 14 anos e 353 dias
País: Desconhecido

Primeiro Papa a emitir decretos. O primeiro de que se tem registro data de fevereiro de 385, e discute temas disciplinares, como a readmissão de hereges e o celibato para padres e diáconos.

 
 

  39. Santo Anastácio I (Anastasius)

26/11/0399 - 19/12/0401
Duração: 2 anos e 24 dias
País: Desconhecido

Mais conhecido por sua condenação de Orígenes (considerado o primeiro teólogo da Igreja Católica), mesmo sem conhecer sua obra, e por ser o pai de seu próprio sucessor, Inocêncio I.

 
 

  40. Santo Inocêncio I (Innocentius)

22/12/0401 - 12/03/0417
Duração: 15 anos e 84 dias
País: Desconhecido

Filho do Papa anterior, Anastácio I. Em um momento de turbulência no império romano, Inocêncio I tentou consolidar a Igreja ao emitir decretos regulamentando rituais e sacramentos, além de excluir livros apócrifos das Sagradas Escrituras. É considerado um dos mais importantes entre os primeiros Papas.

 
 

  41. São Zósimo (Zosimus)

18/03/0417 - 26/12/0418
Duração: 1 ano e 283 dias
País: Desconhecido

Segundo o teólogo e historiador Richard Peter McBrien, Zósimo foi um Papa "de temperamento impulsivo, inapto politicamente e culturalmente despreparado para o cargo". Acredita-se que sua eleição tenha sido manipulada pelo bispo Pátroclo de Arles, que exercia forte domínio sobre o Papa.

 
 

  42. São Bonifácio I (Bonifacius)

29/12/0418 - 04/09/0422
Duração: 3 anos e 250 dias
País: Desconhecido

Autor do axioma 'Roma Locuta est, causa finita est' ('Roma falou, a causa está encerrada', em tradução livre), que reafirma a autoridade papal.

 
 

43. São Celestino I (Coelestinus)

10/09/0422 - 27/07/0432
Duração: 9 anos e 323 dias
País: Itália

Conhecido por não participar do Primeiro Concílio de Éfeso, em 431, convocado pelo imperador Teodósio II (408-50) para discutir o Nestorianismo (doutrina que distinguia as naturezas humana e divina de Jesus). Essa doutrina foi rejeitada pelo Concílio, decisão ratificada pelo Papa. Celestino também envolveu-se em disputa com bispos do norte da África, na qual tentou reafirmar a autoridade universal do Papa sobre questões fora de Roma.

 
 

  44. São Sisto III (Xystus Tertius)

31/07/0432 - Agosto de 440
Duração: 8 anos e 3 dias
País: Desconhecido

Angariou fundos junto ao império para reparar danos em propriedades da Igreja danificados durante a invasão dos visigodos a Roma, em 410. Buscou reconciliação da Igreja com o bispo João I da Antioquia, excomungado após o Primeiro Concílio de Éfeso, em 431, que discutiu o Nestorianismo (doutrina que distinguia as naturezas humana e divina de Jesus).

 
 

  45. São Leão I (Leo Magnus)

29/09/0440 - 10/11/0461
Duração: 21 anos e 47 dias
País: Itália

Quando eleito, ainda era diácono e nem em Roma estava: viajava em missão diplomática na Gália (atual França). Um dos dois Papas da história a serem apelidados de 'O Grande' (Gregório I, em 590, foi o outro). Seu pontificado é considerado um marco histórico na articulação da suprema autoridade papal sob a Igreja. Um de seus maiores feitos foi convencer Átila, o Huno, a não invadir Roma, em sua ofensiva na Itália, em 452. Uma das lendas sobre o episódio é que Átila vislumbrou imagens dos apóstolos Pedro e Paulo sobre a cabeça do Papa.

 
 

  46. Santo Hilário (Hilarius)

19/11/0461 - 29/02/0468
Duração: 6 anos e 103 dias
País: Itália

Papa que viveu à sombra de seu antecessor, o respeitado Leão I, o Grande (440-61). Não teve grandes realizações.

 
 

  47. São Simplício (Simplicius)

03/03/0468 - 10/03/0483
Duração: 15 anos e 10 dias
País: Itália

Pontificado que coincidiu com a queda do último imperador romano do Ocidente, Rômulo Augusto (475-76) - fato que marca o fim da Idade Antiga e o início da Idade Média. Assim como seu antecessor, Hilário, Simplício também viveu à sombra de Leão I, "o Grande" (440-61), e perdeu influência sobre a Igreja no Oriente.

 
 

  48. São Félix III (II) (Felix Tertius (Secundus))

13/03/0483 - 01/03/0492
Duração: 8 anos e 356 dias
País: Itália

Conhecido como Félix III pois, na época de seu papado, o nome do antipapa Félix II (355-65) ainda não havia sido retirado da lista oficial de Papas. Quando eleito, era viúvo e tinha dois filhos. Causou o chamado cisma acaciano ao excomungar Acácio de Constantinopla, patriarca que apoiou o Henotikon, édito feito em 482 pelo imperador bizantino Zenão I que buscava conciliar doutrinas rivais da Igreja oriental sobre a natureza de Jesus Cristo. A excomunhão acabou minando ainda mais o poder do Papa sobre a Igreja no Oriente, que já vinha se enfraquecendo desde seu antecessor, Simplício.

 
 

  49. São Gelásio I (Gelasius)

01/03/0492 - 21/11/0496
Duração: 4 anos e 266 dias
País: Africa

Segundo Papa mais importante do século V, depois de Leão I, "o Grande" (440-61), devido a sua influente teoria da natureza dupla do poder: a espiritual (a Igreja) e a temporal (o Imperador). Os dois, derivados de Deus, deveriam ser conduzidos em harmonia e independência - com superioridade, porém, do poder espiritual. Em seu pontificado, precisou navegar com habilidade pelo novo cenário político, dominado pelos novos imperadores bárbaros e Arianos (que viam Jesus como "a maior das criaturas", porém não o Filho de Deus).

 
 

  50. Anastácio II (Anastasius Secundus)

24/11/0496 - 19/11/0498
Duração: 1 ano e 360 dias
País: Desconhecido

Papa eleito com a missão clara de reparar o cisma acaciano - a disputa entre as facções Ocidental e Oriental da Igreja, agravadas pela excomunhão de Acácio de Constantinopla por Félix III. Para isso, aceitou um acordo com Constantinopla sobre o Henotikon, édito feito em 482 pelo imperador bizantino Zenão I que buscava conciliar doutrinas rivais da Igreja oriental sobre a natureza de Jesus Cristo. A concessão gerou revolta entre bispos romanos, que romperam com o Papa. Anastácio II morreu antes de solucionar a crise e, por muito tempo, foi considerado traidor da Igreja.

 
 

  51. São Símaco (Symmachus)

22/11/0498 - 19/07/0514
Duração: 15 anos e 242 dias
País: Itália

Teve um pontificado turbulento: assumiu com o clero dividido pelo seu antecessor, Anastácio II, e entrou em conflito com o imperador bárbaro Teodorico, o Ostrogodo, por celebrar a Páscoa de acordo com o calendário romano, e não o calendário alexandrino. Teodorico tentou derrubar o papa, mas não conseguiu.

 
 

  52. Santo Hormisdas (Hormisdus)

20/07/0514 - 19/07/0523
Duração: 9 anos e 1 dias
País: Itália

Era casado e teve um filho, Silvério, que décadas depois também se tornaria papa. Teve um pontificado de reconciliação que efetivamente encerrou o cisma acaciano, conflito doutrinário que dividiu as alas Ocidental e Oriental da Igreja. A chave para a solução do conflito foi a ascenção de um novo imperador bizantino, Justino I, um católico ortodoxo.

 
 

  53. São João I (Ioannes)

13/08/0523 - 18/05/0526
Duração: 2 anos e 279 dias
País: Itália

Mesmo idoso e doente (ainda que não se saiba sua idade correta), foi o primeiro Papa a viajar ao Oriente. A viagem foi imposta, contudo, pelo imperador Teodorico, o Ostrogodo, para que o Papa negociasse junto ao imperador bizantino Justino I o arrefecimento de leis contra os arianos - doutrina, seguida pelo próprio Teodorico, que consideraba Jesus "a maior das criaturas", porém não o Filho de Deus. O Papa fracassa na missão e, ao retornar de viagem esgotado e apavorado com a reação de Teodorico, entra em colapso e morre.

 
 

  54. São Félix IV (III) (Felix Quartus (Tertius))

13/07/0526 - 22/09/0530
Duração: 4 anos e 72 dias
País: Itália

Ficou conhecido por apoiar o bispo Cesário de Arles contra os semi-pelagianos, grupo que acreditava na salvação humana pela Graça divina com um importante porém: a salvação partiria obrigatoriamente de um gesto livre do próprio homem. Seu pontificado ficou marcado também por sua tentativa de escolher o sucessor (Bonifácio II) ainda em vida, atitude rejeitada pelo Senado romano.

 
 

  55. Bonifácio II (Bonifacius Secundus)

22/09/0530 - 17/10/0532
Duração: 2 anos e 26 dias
País: Itália

Primeiro Papa de origem germânica. Foi escolhido pelo Papa anterior, Félix IV, quando este ainda era vivo, atitude rejeitada pelo Senado romano e por parte do clero. Tanto que a maioria dos cardeais elegeu Dióscoro, enquanto a minoria elegeu Bonifácio II. Diáscoro teria sido o Papa legítimo, mas morreu 22 dias depois de escolhido e Bonifácio II assumiu.

 
 

  56. João II (Ioannes Secundus)

02/01/0533 - 08/05/0535
Duração: 2 anos e 126 dias
Nome de batismo: Mercúrio
País: Itália

Primeiro Papa a escolher o próprio nome, pois fora batizado com um nome pagão, Mercúrio. Eleito sob suspeitas de suborno. Seu pontificado ficou marcado por contradizer ensinamentos de um Papa anterior, Hormisdas (514-23), por pressão do imperador bizantino Justiniano I.

 
 

  57. Santo Agapito I (Agapetus)

13/05/0535 - 22/04/0536
Duração: 345 dias
País: Itália

Sob ameaça do imperador ostrogodo Teodato, penhorou bens da Igreja para viajar a Constantinopla e tentar demover o imperador bizantino Justiniano I de tentar invadir a Itália. Não teve sucesso e morreu em Constantinopla.

 
 

  58. São Silvério (Silverius)

01/06/0536 - 11/11/0537
Duração: 1 ano e 163 dias
País: Itália

Filho do Papa Hormisdas (514-23), primeiro e único subdiácono a ser eleito Papa. Logo que eleito, foi pressionado pela imperatriz bizantina Teodora, esposa de Justiniano I, a renunciar em favor do núncio apostólico Virgílio, de Constantinopla, que seria mais favorável à doutrina monofisista (crença de que Cristo não possuía natureza humana, apenas divina). Ao recusar, Silvério foi acusado de tramar em favor dos ostrogodos, banido e deposto. Justiniano I chegou a recuar e ordenar um julgamento do Papa em Roma, mas o novo Papa já havia sido escolhido e Silvério foi obrigado a renunciar.

 
 

  59. Vigílio (Vigilius)

29/03/0537 - 07/06/0555
Duração: 18 anos e 74 dias
País: Itália

Considerado um dos papas mais corruptos da história da Igreja por vender-se à imperatriz bizantina Teodora em troca da validação da doutrina monofisista (crença de que Cristo não possuía natureza humana, apenas divina). Por sua traição, foi excomungado por bispos do norte da África em 550. Morreu de uma crise de colelitíase, ou pedra na vesícula.

 
 

  60. Pelágio I (Pelagius)

16/04/0556 - 04/03/0561
Duração: 4 anos e 323 dias
País: Itália

Escolhido pelo imperador bizantino Justiniano I, sem eleição colegiada de bispos. Por essa razão, recebeu forte oposição em Roma. Apesar disso, trabalhou para reorganizar a Igreja e cuidar dos famintos na Itália após a queda do império ostrogodo na região.

 
 

  61. João III (Ioannes Tertius)

17/07/0561 - 13/07/0574
Duração: 13 anos e 364 dias
Nome de batismo: Catelinus
País: Itália

Eleito com o apoio do imperador bizantino Justiniano I. Em seu pontificado, testemunhou a invasão da penísula Itálica pelos lombardos, crise que acabou reforçando a união da Igreja no Ocidente, então abalada pela interferência do imperador bizantino Justiniano I nos assuntos da Igreja em Roma.

 
 

  62. Bento I (Benedictus)

02/06/0575 - 30/07/0579
Duração: 4 anos e 59 dias
País: Itália

Há poucos registros de seu pontificado, que ocorreu em meio à invasão dos lombardos na península Itálica.

 
 

  63. Pelágio II (Pelagius Secundus)

26/11/0579 - 07/02/0590
Duração: 10 anos e 76 dias
País: Itália

Pontificou em meio ao cerco dos lombardos à península Itálica, que fez com que o Papa enviasse pedidos de ajuda a Constantinopla e aos francos, sem sucesso. Morreu doente, após a praga desencadeada pela inundação do rio Tibre.

 
 

  64. São Gregório I (Gregorius Magnus)

03/09/0590 - 12/03/0604
Duração: 13 anos e 193 dias
País: Itália

Segundo Papa da história a ser chamado de "o Grande", depois de Leão I (440-61). Era considerado um grande escritor, cujo livro "Ação Pastoral" serviu de base para todos os bispos católicos na Idade Média. Em tempos de fome e guerra, urgiu a todo o clero o cuidado com os pobres como prioridade da Igreja. Não apenas conseguiu negociar uma trégua com os lombardos como conteve sua reação quando a trégua foi quebrada pelo vice-rei em Ravena. Na prática, tornou-se o líder político e espiritual de Roma. Foi responsável também pela imposição do celibato ao clero e pelo incentivo à música litúrgica (mais tarde chamado de canto gregoriano em sua homenagem).

 
 

   65. Sabiniano (Sabinianus)

13/09/0604 - 22/02/0606
Duração: 1 ano e 162 dias
País: Itália

Foi um dos papas mais impopulares da história, tanto que seu funeral teve que ser feito fora de Roma para evitar protestos. O motivo: com a retomada da ofensiva lombarda à penísula Itálica, a Igreja passou a cobrar dos pobres pela comida que antes, sob o Papa Gregório I (590-604), era distribuída gratuitamente. Foi acusado de lucrar com o sofrimento do povo e, por isso, desprezado.

 
 

  66. Bonifácio III (Bonifacius Tertius)

19/02/0607 - 12/11/0607
Duração: 266 dias
País: Itália

Teve pontificado curto, de apenas alguns meses, em que proibiu enfaticamente a discussão sobre a sucessão papal com o pontífice ainda no cargo. A medida foi uma tentativa de conter as intrigas entre os grupos pró e anti-monástica da Igreja.

 
 

  67. São Bonifácio IV (Bonifacius Quartus)

25/08/0608 - 08/05/0615
Duração: 6 anos e 257 dias
País: Itália

Discípulo do Papa Gregório I (590-604) na defesa do monasticismo e dos pobres.

 
 

  68. São Adeodato I (Adeodatus)

19/10/0615 - 08/11/0618
Duração: 3 anos e 21 dias
País: Itália

Eleito com o apoio do grupo anti-monástico da Igreja, que ganhara força com os Papas Gregório I (590-604) e Bonifácio IV (608-15). É o primeiro Papa de que se tem registro a deixar, em seu leito de morte, uma herança ao seu clero.

 
 

 69. Bonifácio V (Bonifacius Quintus)

23/11/0619 - 25/10/0625
Duração: 5 anos e 338 dias
País: Itália

Assim como seu antecessor, Adeodato I (615-18), favoreceu ao clero diocesano ante aos monásticos, apoiados por Gregório I (590-604) e Bonifácio IV (608-15). Ficou conhecido como um papa generoso e preocupado com os pobres, a quem doou toda sua fortuna.

 
 

  70. Honório I (Honorius)

27/10/0625 - 12/10/0638
Duração: 12 anos e 353 dias
País: Itália

Um dos poucos Papas da história a ser condenado por um concílio ecumênico por desvio de doutrina em sua aceitação de teses consideradas heréticas sobre a Trindade. Apesar disso, foi considerado um Papa eficiente e um bom líder.

 
 

  71. Severino (Severinus)

Outubro de 638 - 02/08/0640
Duração: 1 ano e 295 dias
País: Itália

Sua consagração como Papa demorou dois anos devido a sua recusa de um documento monotelista do imperador (heresia que considera que em Cristo há apenas uma vontade divina, e não duas, divina e humana). Enquanto aguardava sua confirmação, teve sua fortuna saqueada por soldados do império. Morreu dois meses após sua confirmação como Papa.

 
 

  72. João IV (Ioannes Quartus)

24/12/0640 - 12/10/0642
Duração: 1 ano e 292 dias
País: Croácia

Assumindo uma questão imposta ao seu antecessor, Severino (640), coube a João IV a recusa enfática à pressão do imperador pela validação da doutrina monotelista (heresia que considera que em Cristo há apenas uma vontade divina, e não duas, divina e humana).

 
 

  73. Teodoro I (Theodorus)

24/11/0642 - 14/05/0649
Duração: 6 anos e 173 dias
País: Cisjordânia

Inimigo implacável do monotelismo (heresia que considera que em Cristo há apenas uma vontade divina, e não duas, divina e humana), doutrina que tinha apoio de Constantinopla.

 
 

  74. São Martinho I (Martinus)

Julho de 649 - 16/09/0654
Duração: 5 anos e 78 dias
País: Itália

Último Papa a ser considerado mártir (morto por professar a fé cristã). Enfureceu o imperador bizantino Constante II primeiro ao ser consagrado Papa sem sua aprovação. Depois, ao convocar um concílio para condenar o monotelismo (heresia que considera que em Cristo há apenas uma vontade divina, e não duas, divina e humana). Constante II depôs o Papa, mandou sequestrá-lo e o condenou, após julgamento em Constantinopla, a flagelação e à morte, pena posteriormente convertida em exílio. Morreu na Crimeia, em 655.

 
 

  75. Santo Eugénio I (Eugenius)

10/08/0654 - 02/06/0657
Duração: 2 anos e 297 dias
País: Itália

Eleito Papa quando seu antecessor, Martinho I, ainda estava vivo, no exílio. Tentou, sem sucesso, reparar as relações com Constantinopla sobre a questão do monotelismo (heresia que considera que em Cristo há apenas uma vontade divina, e não duas, divina e humana).

 
 

  76. São Vitaliano (Vitalianus)

30/07/0657 - 27/01/0672
Duração: 14 anos e 184 dias
País: Itália

Adotou tom mais conciliatório com Constantinopla acerca do monotelismo (heresia que considera que em Cristo há apenas uma vontade divina, e não duas, divina e humana) e, por isso, ganhou presentes e apoio do império Bizantino. Também esforçou-se para que ganhasse mais influência sobre a Igreja na Inglaterra.

 
 

  77. Adeodato II (Adeodatus Secundus)

11/04/0672 - 17/06/0676
Duração: 4 anos e 68 dias
País: Itália

Ao contrário de seu antecessor, rejeitou o diálogo com o imperador bizantino sobre o monotelismo (heresia que considera que em Cristo há apenas uma vontade divina, e não duas, divina e humana). Tinha reputação de caridade e generosidade com os pobres, peregrinos e o clero.

 
 

  78. Dono (Donus)

02/11/0676 - 11/04/0678
Duração: 1 ano e 160 dias
País: Itália

Convenceu o arcebispo de Ravena a abrir mão de sua independência administrativa em relação a Roma, privilégio que fora estabelecido em 666. Também ficou conhecido como um construtor e reparador de igrejas.

 
 

  79. Santo Agatão (Agatho)

27/06/0678 - 10/01/0681
Duração: 2 anos e 198 dias
País: Itália

Pontificado marcado pelo fim da polêmica com Constantinopla acerca do monotelismo (heresia que considera que em Cristo há apenas uma vontade divina, e não duas, divina e humana), que durava décadas.

 
 

  80. São Leão II (Leo Secundus)

Dezembro de 681 - 03/07/0683
Duração: 1 ano e 214 dias
País: Itália

Papa que efetivamente aprovou os atos do Terceiro Concílio de Constantinopla sobre a condenação do monotelismo (heresia que considera que em Cristo há apenas uma vontade divina, e não duas, divina e humana).

 
 

  81. São Bento II (Benedictus Secundus)

26/06/0684 - 08/05/0685
Duração: 316 dias
País: Itália

Conhecido como Papa humilde, gentil e caridoso com os pobres.

 
 

  82. João V (Ioannes Quintus)

12/07/0685 - 02/08/0686
Duração: 1 ano e 21 dias
País: Síria

Há poucos registros de seu pontificado, que durou pouco mais que um ano.

 
 

  83. Cónon (Conon)

21/10/0686 - 22/09/0687
Duração: 336 dias
País: Desconhecido

Papa considerado ingênuo e fraco fisicamente, cujo pontificado ficou marcado pela nominação de um diácono que se mostrou corrupto.

 
 

  84. São Sérgio I (Sergius)

15/12/0687 - 08/09/0701
Duração: 13 anos e 270 dias
País: Itália

Em contraste a seu antecessor, Cónon, considerado fraco e ingênuo, Sérgio foi um Papa forte e resoluto, que não cedeu às pressões do imperador bizantino Justiniano II pelo enfraquecimento do poder da Igreja no Ocidente. Em resposta, o imperador tentou capturar o Papa, em Roma, mas enfrentou forte resistência das tropas em Ravena e, por isso, acabou deposto e exilado.

 
 

  85. João VI (Ioannes Sextus)

30/10/0701 - 11/01/0705
Duração: 3 anos e 74 dias
País: Grécia

Pontificado de poucas realizações, exceto o dispêndio de grandes somas de dinheiro no pagamento de resgate de prisioneiros capturados em batalhas por terras da Igreja.

 
 

  86. João VII (Ioannes Septimus)

01/03/0705 - 18/10/0707
Duração: 2 anos e 231 dias
País: Grécia

Primeiro Papa filho de um oficial do império. Ficou marcado como um patrono das artes e construtor que patrocinou a restauração e o adorno de várias igrejas com mosaicos e afrescos - frequentemente retratando a si próprio.

 
 

  87. Sisínio (Sisinnius)

15/01/0708 - 04/02/0708
Duração: 20 dias
País: Síria

Embora respeitado e admirado, assumiu o cargo tão enfermo de gota que não conseguia nem usar as mãos para alimentar a si mesmo. Morreu 20 dias após sua eleição.

 
 

  88. Constantino (Constantinus)

25/03/0708 - 09/04/0715
Duração: 7 anos e 16 dias
País: Síria

O principal evento em seu pontificado foi uma viagem de um ano a Constantinopla, onde reconciliou a Igreja com o imperador Justiniano II, depois de décadas de discórdia. Logo ao retornar a Roma, porém, o imperador foi assassinado e seu sucessor, Filípico, exigiu novamente a aceitação do Papa à doutrina monotelita (heresia que considera que em Cristo há apenas uma vontade divina, e não duas, divina e humana). Com a recusa do Papa e a tentativa de imposição da vontade do imperador pelo exarco de Ravena, houve um conflito sangrento em Roma. Filípico, porém, foi deposto e seu sucessor retomou o acordo de Justiniano II.

 
 

  89. São Gregório II (Gregorius Secundus)

19/05/0715 - 11/02/0731
Duração: 15 anos e 272 dias
País: Itália

Considerado o principal Papa do século VIII. Conseguiu retomar propriedades tomadas pelos lombardos, evitar os altos impostos cobrados pelo imperador Leão III e recusar seu banimento à veneração de imagens sacras. Também ajudou a expandir a liturgia Católica Romana entre os germânicos.

 
 

  90. Gregório III (Gregorius Tertius)

18/03/0731 - 28/11/0741
Duração: 10 anos e 258 dias
País: Síria

Escolhido Papa por aclamação popular ainda no velório de seu antecessor, Gregório II. Condenou o movimento iconoclasta (proibição do culto a imagens sacras) disseminado pelo imperador Leão III. Apesar da discordância, o Papa permaneceu fiel ao império.

 
 

  91. São Zacarias (Zacharias)

03/12/0741 - 22/03/0752
Duração: 10 anos e 112 dias
País: Grécia

Último Papa a enviar um pedido de confirmação de sua eleição a Constantinopla. Continuou a aproximação da Igreja romana com a Alemanha ao apoiar Pepino III - posteriormente conhecido como Pepino, o Breve - como rei dos francos.

 
 

  92. Estêvão II (III) (Stephanus Secundus) (Tertius)

26/03/0752 - 26/04/0757
Duração: 5 anos e 32 dias
País: Desconhecido

Primeiro Papa a estabelecer independência do império bizantino e colocar a Igreja sob proteção do império franco. Ao ver Roma ameaçada pelos lombardos, o Papa pediu ajuda a Pepino III, que por duas vezes derrotou os invasores. Foi o líder franco que concedeu à Igreja os territórios que se tornariam os Estados Pontifícios, que pertenceram à instituição até a unificação da Itália, em 1870.

 
 

  93. São Paulo I (Paulus)

29/05/0757 - 28/06/0767
Duração: 10 anos e 32 dias
País: Itália

Primeiro Papa a suceder o próprio irmão, Estevão II. Durante seu pontificado, lutou pela consolidação dos Estados Pontifícios, território concedido à Igreja pelo imperador franco Pepino, o Breve, em 754. É considerado um Papa rígido e que alienou parte da aristocracia de Roma.

 
 

  94. Estêvão III (IV) (Stephanus Tertius) (Quartus)

07/08/0767 - 24/01/0772
Duração: 4 anos e 171 dias
País: Itália

Assumiu sob a sombra de Cristóvão, primicerius (chefe da chancelaria e da biblioteca papal), que conspirou por sua eleição. Ao tentar se livrar da influência de Cristóvão, associou-se ao rei dos lombardos, Desidério, que articulou o assassinato de Cristóvão e seu filho, Sérgio, e passou a ter controle sobre o Papa até o fim de seu pontificado.

 
 

  95. Adriano I (Hadrianus)

01/02/0772 - 26/12/0795
Duração: 23 anos e 334 dias
País: Itália

Foi em seu pontificado que houve a confirmação dos Estados Pontifícios, amplo território concedido à Igreja e que se estendia pelas regiões italianas atuais de Roma, Marcas, Úmbria e Lácio. Em seu pontificado, apoiou os ensinamentos do Segundo Concílio da Niceia, que condenou a iconoclastia (movimento contrário à veneração de imagens sacras).

 
 

  96. São Leão III (Leo Tertius)

26/12/0795 - 12/06/0816
Duração: 20 anos e 174 dias
País: Itália

Primeiro e único Papa a jurar obediência a um imperador do ocidente - Carlos Magno, primeiro imperador carolíngeo e coroado pelo próprio Papa. Enfrentou oposição dos parentes aristocratas de seu antecessor, Adriano I, que tentaram matá-lo e cegá-lo em um ataque enquanto o Papa fazia uma procissão. Chegou a ser capturado, mas escapou.

 
 

  97. Estêvão IV (V) (Stephanus Quartus (Quintus))

12/06/0816 - 24/01/0817
Duração: 226 dias
País: Itália

Primeiro Papa a indicar um imperador, invertendo pela primeira vez a lógica que era aplicada na relação entre a Igreja e os imperadores bizantinos. Teve um pontificado e conciliação e de alta popularidade.

 
 

  98. São Pascoal I (Paschalis)

25/01/0817 - 11/02/0824
Duração: 7 anos e 18 dias
País: Itália

Por seu estilo severo, tornou-se um Papa impopular em Roma e, por essa razão, acabou nem sendo enterrado na Basílica de São Pedro. Teve relação harmoniosa com o imperador Luís I, o Piedoso, que reafirmou a autoridade papal sobre os Estados Pontifícios e jurou não interferir em assuntos eclesiásticos. Entrou em conflito, porém, com o filho do imperador, Lotário I, que tentou isentar uma abadia ao norte de Roma do pagamento de impostos à Igreja.

 
 

  99. Eugénio II (Eugenius Secundus)

08/05/0824 - Agosto de 827
Duração: 3 anos e 115 dias
País: Itália

Por conta do conflito entre seu antecessor, Pascoal I, e o co-imperador romano-germânico Lotário I, o novo Papa fez concessões ao jurar aliança ao imperador Luís I, o Piedoso, e reconhecer a soberania dos Estados Pontifícios a ele. O novo domínio do império sobre a Igreja ficou registrado no documento conhecido como a Constituição Romana de 824. O Papa manteve, contudo, o controle sobre os assuntos eclesiásticos como a simonia (compra e venda de cargos eclesiásticos), deveres e qualificações dos bispos, casamento e outros assuntos.

 
 

100. Valentino (Valentinus)

Agosto de 827 - Setembro de 827
Duração: 31 dias
País: Itália

Eleito por unanimidade, mas morreu cerca de um mês depois e não deixou obra marcante.

 
 

  101. Gregório IV (Gregorius Quartus)

827 - Janeiro de 844
Duração: 16 anos e 126 dias
País: Itália

Embora seu pontificado tenha durado 16 anos, teve poucas realizações eclesiásticas. Envolveu-se no conflito de poder entre o imperador Luís I, o Piedoso, e seus filhos ao apoiar o primogênito Lotário I. Acabou sendo usado por ele para negociar um falso acordo com Luís I, que acabou deposto. Depois disso, o Papa abandonou a política imperial e focou-se nas questões da Igreja.

 
 

  102. Sérgio II (Sergius Secundus)

Janeiro de 844 - 07/01/0847
Duração: 3 anos e 7 dias
País: Itália

Teve um dos pontificados mais corruptos da história da Igreja. Papa ambicioso, praticou a simonia - venda de bençãos, objetos sagrados ou cargos eclesiásticos - para o financiamento de reformas na Basílica de São João de Latrão. Poucos meses antes de sua morte, as basílicas de São pedro e São Paulo foram saqueadas por piratas sarracenos, encarado por muitos como espécie de “retribuição divina” à corrupção de seu período.

 
 

  103. São Leão IV (Leo Quartus)

Janeiro de 847 - 17/07/0855
Duração: 8 anos e 199 dias
País: Itália

Foi um Papa enérgico e autoritário que não só reconstruiu Roma após os ataques de piratas sarracenos, em 846, como organizou uma ofensiva militar contra eles três anos depois. Embora sua postura tenha garantido grande popularidade, gerou também atrito com o Sacro Império Romano-Germânico, que considerou excessivo seu uso de autoridade episcopal.

 
 

  104. Bento III (Benedictus Tertius)

29/09/0855 - 17/04/0858
Duração: 2 anos e 201 dias
País: Itália

Pontificado curto e sem realizações, mais marcado pelo turbulento processo de escolha que o elegeu como segunda opção (após a recusa de Adriano, cardeal de São Marcos).

 
 

  105. São Nicolau I (Nicolaus Magnus)

24/04/0858 - 13/11/0867
Duração: 9 anos e 205 dias
País: Itália

É em seu pontificado que se planta a semente da Grande Cisma do Oriente, disputa que irromperia em 1054 e marca a separação definitiva da Igreja Católica Romana da Igreja Ortodoxa. Papa ambicioso e defensor da suprema autoridade do pontífice, condenou a polêmica deposição do patriarca de Constantinopla, Inácio, em favor de Fócio I. O Papa se recusou a reconhecê-lo como novo patriarca e o excomungou, atitude devolvida pelo próprio Fócio, que permaneceu no cargo.

 
 

  106. Adriano II (Hadrianus Secundus)

14/12/0867 - 14/12/0872
Duração: 5 anos e 2 dias
País: Itália

Antes de tornar-se Papa, era casado e teve uma filha. Ambas foram mortas, durante seu pontificado, por um irmão do ex-antipapa Anastácio. Manteve a condenação de seu antecessor, Nicolau I, a Fócio I, novo patriarca de Constantinopla.

 
 

  107. João VIII (Ioannes Octavus)

14/12/0872 - 16/12/0882
Duração: 10 anos e 4 dias
País: Itália

Primeiro Papa a ser assassinado fora de uma situação de martírio (perseguição religiosa). Teve um pontificado conturbado, perturbado pela ameaça de invasão dos sarracenos. Chegou a oferecer concessões ao patriarca de Constantinopla, Fócio I, que havia sido considerado herege pelo Papa Nicolau I, em troca de auxílio militar. Antes de obter essa ajuda, porém, foi envenenado e espancado até a morte. Não se sabe o motivo do assassinato, mas acredita-se que tenha sido cometido por alguns de seus parentes.

 
 

  108. Marinho I (Marinus)

16/12/0882 - 15/05/0884
Duração: 1 ano e 151 dias
País: Itália

Primeiro bispo de outra diocese (Cerveteri, no Lácio) a ser eleito Bispo de Roma. Tentou manter boas relações com o patriarca de Constantinopla, Fócio I, que havia sido considerado herege pelo Papa Nicolau I.

 
 

  109. São Adriano III (Hadrianus Tertius)

17/05/0884 - Setembro de 885
Duração: 1 ano e 107 dias
País: Itália

É possível que tenha sido o segundo Papa da história a ser assassinado fora de uma situação de martírio (perseguição religiosa), provavelmente envolvido nas mesmas intrigas que causaram a morte do primeiro, João VIII. Morreu em Módena, na Itália, em viagem a caminho da Alemanha, em circunstâncias obscuras.

 
 

  110. Estêvão V (VI) (Stephanus Quintus (Sextus))

885 - 14/09/0891
Duração: 6 anos e 257 dias
País: Itália

Ao proibir a Igreja da Morávia (na Europa central) a utilizar o antigo eslavo eclesiástico como idioma em sua liturgia, o Papa efetivamente afastou os eslavos da Igreja Católica em direção à Igreja Ortodoxa - que, posteriormente, se expandiria em países como Rússia, Bulgária e Ucrânia.

 
 

  111. Formoso (Formosus)

19/09/0891 - 04/04/0896
Duração: 4 anos e 199 dias
País: Itália

Em seu pontificado, fortaleceu a divulgação do cristianismo na Inglaterra e na Alemanha. Fez muitos inimigos ao apoiar o imperador romano-germânico Arnulfo da Caríntia, incluindo o bispo Estevão, que viria a se tornar Papa e seria responsável por um dos momentos mais infames da história da Igreja: nove meses após a morte do Papa Formoso, o então Papa Estevão VI mandou exumar seu cadáver, que foi colocado sob julgamento e condenado por perjúrio. O cadáver foi mutilado e jogado no rio Tibre.

 
 

  112. Bonifácio VI (Bonifacius Sextus)

04/04/0896 - 19/04/0896
Duração: 15 dias
País: Itália

Único Papa eleito após ter sido despido de suas funções eclesiásticas duas vezes por imoralidade. Morreu 15 dias depois de consagrado, vítima de gota.

 
 

  113. Estêvão VI (VII) (Stephanus Sextus (Septimus))

22/04/0896 - Agosto de 897
Duração: 1 ano e 101 dias
País: Itália

Responsável por um dos momentos mais infames da história da Igreja: nove meses após a morte do Papa Formoso, o Papa Estevão VI (inimigo de Formoso pelo seu apoio ao imperador romano-germânico Arnulfo da Caríntia) mandou exumar seu cadáver, que foi colocado sob julgamento e condenado por perjúrio. O cadáver foi mutilado e jogado no rio Tibre. O episódio ficou conhecido como o Sínodo do Cadáver. Posteriormente, acabou deposto e morreu estrangulado.

 
 

  114. Romano (Romanus)

Agosto de 897 - Novembro de 897
Duração: 92 dias
País: Itália

Papa de pontificado curto e envolto em obscuridade. Acredita-se que tenha sido deposto e convertido-se monge, sem precisão sobre a data de sua morte.

 
 

  115. Teodoro II (Theodorus Secundus)

Dezembro de 897 - Dezembro de 897
Duração: 30 dias
País: Itália

Seu pontificado durou menos de um mês, mas nesse período teve tempo de organizar um sínodo anulando o Sínodo do Cadáver, quando o cadáver do Papa Formoso foi exumado e submetido a um falso julgamento pelo Papa Estevão VI. É possível que tenha sido assassinado.

 
 

  116. João IX (Ioannes Nonus)

Janeiro de 898 - Janeiro de 900
Duração: 2 anos
País: Itália

Assim como seu antecessor, Teodoro II, anulou o Sínodo do Cadáver, quando o cadáver do Papa Formoso foi exumado e submetido a um falso julgamento pelo Papa Estevão VI.

 
 

  117. Bento IV (Benedictus Quartus)

900 - 903
Duração: 3 anos
País: Itália

Pontificado ainda afetado pela controvérsia de quase uma década em torno do Sínodo do Cadáver, quando o cadáver do Papa Formoso foi exumado e submetido a um falso julgamento pelo Papa Estevão VI. Também sofreu com o clima de anarquia política da época. É possível que tenha sido assassinado a mando de Berengário I, rei da Itália.

 
 

  118. Leão V (Leo Quintus)

Julho de 903 - Setembro de 903
Duração: 62 dias
País: Itália

Pontificou por apenas dois meses antes de ser capturado e deposto pelo antipapa Cristóvão, ele próprio posteriormente encarcerado e morto pelo Papa Sérgio III, que ordenou a morte de Leão e Cristóvão.

 
 

  119. Sérgio III (Sergius Tertius)

29/01/0904 - 14/04/0911
Duração: 7 anos e 77 dias
País: Itália

Um dos Papas mais cruéis e corruptos da história. Ordenou a morte de seu antecessor e do antipapa Cristóvão, assim como confirmou o infame Sínodo do Cadáver, quando o cadáver do Papa Formoso foi exumado e submetido a um falso julgamento pelo Papa Estevão VI. Tinha o apoio da corrupta família do senador romano Teofilato I, Conde de Túsculo.

 
 

  120. Anastácio III (Anastasius Tertius)

Abril de 911 - Junho de 913
Duração: 2 anos e 62 dias
País: Itália

Papa totalmente dominado pelo senador romano Teofilato I, Conde de Túsculo e diretor financeiro da Santa Sé, e sua esposa.

 
 

  121. Lando (Lando)

Agosto de 913 - Março de 914
Duração: 212 dias
País: Itália

Papa sem realizações notáveis. Acredita-se que tenha sido escolhido pela poderosa família do senador romano Teofilato I, Conde de Túsculo e diretor financeiro da Santa Sé.

 
 

  122. João X (Ioannes Decimus)

Março de 914 - Maio de 928
Duração: 14 anos e 65 dias
País: Itália

Teve papel importante na organização da resistência italiana contra a invasão dos sarracenos na porção central da Itália. Também promoveu a conversão dos normandos (norte da França). Aproximou-se do rei da Itália e enfureceu a poderosa família do senador romano Teofilato I, Conde de Túsculo e diretor financeiro da Santa Sé. Acabou testemunhando o assassinato do próprio irmão durante uma revolta, deposto e preso.

 
 

  123. Leão VI (Leo Sextus)

Maio de 928 - Dezembro de 928
Duração: 214 dias
País: Itália

Assumiu já em idade avançada e morreu antes mesmo de seu antecessor, João X, que havia sido deposto e preso.

 
 

  124. Estêvão VII (VIII) (Stephanus Septimus (Octavus)

Dezembro de 928 - Fevereiro de 931
Duração: 2 anos e 62 dias
País: Itália

Papa de transição, colocado no poder apenas para guardar o lugar de João XI - filho da princesa toscana Marózia, matriarca da poderosa família Túsculo, com o Papa Sérgio III.

 
 

  125. João XI (Ioannes Undecimus)

Março de 931 - Dezembro de 935
Duração: 4 anos e 276 dias
País: Itália

Filho ilegítimo do Papa Sérgio III (904-11) com a princesa toscana Marózia, matriarca da poderosa família Túsculo. Celebrou o casamento da mãe (então viúva) com o próprio cunhado, Hugo, rei de Provença. O casamento enfureceu Alberico II, filho de Marózia e meio-irmão do Papa, que organizou um cerco ao castelo onde o casal morava, capturou a própria mãe e transformou o Papa em escravo pessoal.

 
 

  126. Leão VII (Leo Septimus)

03/01/0936 - 13/07/0939
Duração: 3 anos e 192 dias
País: Desconhecido

Eleito sob influência de Alberico II, auto-intitulado príncipe de Roma após organizar um golpe em que expulsou Hugo, rei de Provença, capturou a própria mãe e tornou escravo o Papa João XI. Em 937, autorizou ao arcebispo da Mogúncia (na Alemanha) a expulsar judeus que se recusassem a serem batizados.

 
 

  127. Estêvão VIII (IX) (Stephanus Octavus (Nonus))

13/07/0939 - Outubro de 942
Duração: 3 anos e 81 dias
País: Alemanha

Eleito sob influência de Alberico II, auto-intitulado príncipe de Roma.  Ameaçou excomungar a população da França e da Borgonha caso não se submetessem a Luíz IV, rei da França. Morreu mutilado a mando de Alberico, que suspeitou do envolvimento da Igreja em uma tentativa de golpe contra seu reinado.

 
 

  128. Marinho II (Marinus Secundus)

30/10/0942 - Maio de 946
Duração: 3 anos e 184 dias
País: Itália

Eleito sob influência de Alberico II, auto-intitulado príncipe de Roma. Não deixou obra marcante.

 
 

  129. Agapito II (Agapetus Secundus)

10/05/0946 - Dezembro de 955
Duração: 9 anos e 207 dias
País: Itália

Eleito sob influência de Alberico II, auto-intitulado príncipe de Roma. Em seu leito de morte, Alberico reuniu o Papa, o clero e a nobreza da região para exigir um juramento (ilegal) de que seu filho ilegítimo fosse escolhido o próximo Papa.

 
 

  130. João XII (Ioannes Duodecimus)

16/12/0955 (18 anos) - 14/05/0964 ( 27 anos)
Duração: 8 anos e 152 dias
Nome de batismo: Octavian
País: Itália

Príncipe de Roma, eleito Papa aos 18 anos a pedido de seu pai, o rei Alberico II. A vida de luxos e excessos de realeza se impôs ao papel de pontífice, que manchou com sua vida privada considerada depravada. Na tentativa de expandir o território dos Estados Pontifícios, apoiou o rei Otão I, aclamado Sacro Imperador Romano-Germânico. Ao perder autonomia política, porém, o Papa tramou contra o novo imperador, que o depôs e elegeu um novo Papa, Leão VIII. Chegou a expulsar Leão e retomar seu pontificado, mutilando e matando membros do clero que o haviam abandonado. Morreu, supostamente, na cama de uma amante, vítima de um AVC ou morto pelas mãos do marido traído.

 
 

  131. Bento V (Benedictus Quintus)

22/05/0964 - 23/06/0964
Duração: 32 dias
País: Itália

Escolhido Papa pelo rei Otão I, Sacro Imperador Romano-Germânico, após a traição do Papa João XII, que fugiu de Roma e foi deposto. A população de Roma se revoltou, expulsou o novo Papa e abriu espaço para o retorno de João XII, que morreu logo em seguida. Os romanos rapidamente elegeram um novo Papa, Bento V, que pontificou por pouco tempo: Leão voltou a Roma, depôs Bento e o deportou para Hamburgo, na Alemanha.

 
 

  132. Leão VIII (Leo Octavus)

Julho de 964 - 01/03/0965
Duração: 243 dias
País: Itália

Pontificado curto e que ocorreu num período confuso da Igreja, pois assumiu quando o Papa João XII havia morrido e seu sucessor, Leão VIII, expulso de Roma. Pontificou apenas até o retorno de Leão, que o depôs e deportou para Hamburgo, na Alemanha.

 
 

  133. João XIII (Ioannes Tertius Decimus)

01/10/0965 - 06/09/0972
Duração: 6 anos e 342 dias
País: Itália

Papa considerado ao mesmo tempo autoritário em seu estilo de governo e submisso a Otão I, Sacro Imperador Romano-Germânico. Chegou a ser atacado e aprisionado em Campagna, no sul da Itália, mas conseguiu escapar.

 
 

  134. Bento VI (Benedictus Sextus)

19/01/0973 - Junho de 974
Duração: 1 ano e 133 dias
País: Itália

Elegeu-se sem o apoio da aristocracia romana. Com a morte do rei Otão I, Sacro Imperador Romano-Germânico, o Papa perdeu toda sua sustentação política e foi capturado e deposto por uma facção liderada pela influente família Crescentii. Um cardeal chamado Franco assumiu o nome de Bonifácio VII, elegeu-se Papa e ordenou a morte de Bento VI. Até 1904, Bonifácio VII constava na lista oficial de Papas, mas desde então foi excluído e considerado um antipapa.

 
 

  135. Bento VII (Benedictus Septimus)

Outubro de 974 - 10/07/0983
Duração: 8 anos e 284 dias
País: Itália

Papa de vocação mais espiritual que política. Promoveu o o monasticismo e condenou a simonia (venda de bençãos, objetos sagrados ou cargos eclesiásticos).

 
 

  136. João XIV (Ioannes Quartus Decimus)

Dezembro de 983 - 20/08/0984
Duração: 1 ano e 20 dias
Nome de batismo: Pietro Campanora
País: Itália

Primeiro Papa batizado de Pedro a escolher um nome diferente a fim de não tomar para si o nome do Primeiro Apóstolo. Abandonado pelo Sacro Império Romano-Germânico, enfraquecido por problemas de sucessão, o Papa foi preso, espancado e deposto pelo antipapa Bonifácio VII.

 
 

  137. João XV (Ioannes Quintus Decimus)

Agosto de 985 - Março de 996
Duração: 10 anos e 215 dias
País: Itália

Primeiro Papa formalizar uma canonização: a de Santo Ulrico, em 993. Papa ambicioso, mais interessado nos negócios da Igreja do que em seus assuntos eclesiásticos.

 
 

  138. Gregório V (Gregorius Quintus)

03/05/0996 (24 anos) - 18/02/0999 ( 27 anos)
Duração: 2 anos e 291 dias
Nome de batismo: Bruno de Caríntia
País: Alemanha

Primeiro Papa alemão. A origem germânica do pontífice gerou insatisfação em Roma e acabou expulso por intriga da poderosa família Crescentii. Retornou sob proteção do imperador, depôs o antipapa que o havia substituído e viu Crescentius, líder do complô, ser decapitado. Morreu de malária.

 
 

  139. Silvestre II (Silvester Secundus)

02/04/0999 - 12/05/1003
Duração: 4 anos e 40 dias
Nome de batismo: Gerbert d'Aurillac
País: França

Primeiro Papa francês. Possuía cultura ampla sobre assuntos diversos como matemática, literatura, música e astronomia. Antes um ferrenho defensor dos direitos dos bispos, inverteu sua posição ao tornar-se um pontífice autoritário.

 
 

  140. João XVII (Ioannes Septimus Decimus)

16/05/1003 - 06/11/1003
Duração: 174 dias
Nome de batismo: Siccone
País: Itália

Há poucas informações disponíveis sobre seu curto pontificado.

 
 

  141. João XVIII (Ioannes Duodevicesimus)

25/12/1003 - 31/07/1009
Duração: 5 anos e 220 dias
Nome de batismo: Giovanni Fasano
País: Itália

Há poucas informações disponíveis sobre seu pontificado. Há, porém, indícios de que o Papa João XVIII tenha renunciado e se tornado monge na Basílica de São Paulo Extramuros, em Roma.

 
 

  142. Sérgio IV (Sergius Quartus)

31/07/1009 - 12/05/1012
Duração: 2 anos e 286 dias
Nome de batismo: Pietro Boccapecora
País: Itália

Escolhido por influência da poderosa família Crescentii, de Roma. Há poucas informações disponíveis sobre seu pontificado, que se encerrou com seu desaparecimento (e possível assassinato) durante uma revolta, em 1012.

 
 

  143. Bento VIII (Bendedictus Octavus)

18/05/1012 - 09/04/1024
Duração: 11 anos e 329 dias
Nome de batismo: Theophylactus II, Conti di Tusculum
País: Itália

Primeiro de três Papas de origem secular (fora da Igreja). Escolhido sob influência da família de Túsculo (ele próprio filho do Conde de Túsculo e irmão de seu sucessor, Papa João XIX) para agir como um braço político e militar contra os rivais Crescentii. Em seu pontificado, proibiu o casamento para membros do clero.

 
 

  144. João XIX (Ioannes Undevicesimus)

09/04/1024 - 20/10/1032
Duração: 8 anos e 196 dias
Nome de batismo: Romanus, Conti di Tusculum
País: Itália

Segundo de três Papas de origem secular (fora da Igreja). Segundo Papa da história a suceder o próprio irmão, Bento VIII. Elegeu-se por meio de suborno, fato que afetou negativamente seu pontificado junto aos fiéis.

 
 

  145. Bento IX (Benedictus Nonus)

01/08/1032 - 16/01/1045
Duração: 12 anos e 171 dias
Nome de batismo: Theophylactus III, Conti di Tusculum
País: Itália

Terceiro de três Papas de origem secular (fora da Igreja) e membro da poderosa e corrupta família Túsculo. Único Papa da história a pontificar por três vezes, em períodos diferentes. Pela segunda vez seguida, a escolha do Papa foi marcada por suborno. Por seu estilo de vida considerado imoral, o Papa se viu alvo de uma revolta popular e fugiu de Roma. A família Crescentii, rival dos Túsculo, elegeu um novo Papa (Silvestre III), que pontificou por apenas 2 meses antes de ser expulso por Bento. Ele renunciou em seguida, em favor do próprio padrinho (Gregório VI). O imperador Henrique III, porém, desconsiderou todos esses nomes e aclamou Clemente II no novo Papa. Com a morte de Clemente oito meses depois, Bento retomou o cargo.

 
 

  146. Silvestre III (Silvester Tertius)

20/01/1045 - 10/03/1045
Duração: 80 dias
Nome de batismo: João, Bispo de Sabina
País: Itália

Eleito Papa pela família Crescentii após a expulsão de seu sucessor, Bento IX, membro dos rivais da família Túsculo. Seu pontificado durou cerca de dois meses, deposto após a volta de Bento.

 
 

  147. Gregório VI (Gregorius Sextus)

01/05/1045 - 20/12/1046
Duração: 1 ano e 233 dias
Nome de batismo: Johannes Gratianus
País: Itália

Escolhido Papa depois que pagou ao afilhado, o Papa Bento IX, que renunciasse. Foi condenado pelo imperador Henrique III por simonia (venda de bençãos, objetos sagrados ou cargos eclesiásticos) e deposto em poucos meses.

 
 

  148. Clemente II (Clemens Secundus)

20/12/1046 - 09/10/1047
Duração: 293 dias
Nome de batismo: Suidger
País: Itália

Foi o primeiro Papa a permanecer bispo de outra diocese (Bamberg, na Alemanha) enquanto atuava como Bispo de Roma. Morreu envenenado por chumbo.

 
 

  149. Dâmaso II (Damasus Secundus)

17/07/1048 - 09/08/1048
Duração: 23 dias
Nome de batismo: Poppo
País: Alemanha

Pontificado curto e sem grandes acontecimentos.

 
 

  150. São Leão IX (Leo Nonus)

12/02/1049 (50 anos) - 19/04/1054 ( 55 anos)
Duração: 5 anos e 67 dias
Nome de batismo: Bruno,Conde de Dagsbourg
País: França

Papa alemão recebido em Roma com entusiasmo por causa de suas vestes simples. Ficou conhecido como o “peregrino apostólico” por realizar diversas viagens pela Europa defendendo reformas a favor da castidade clerical e contra a simonia (venda de bençãos, objetos sagrados ou cargos eclesiásticos). Seu pontificado ficou marcado pelo início da Grande Cisma do Oriente, disputa doutrinária que irromperia em 1054 (embora cultivada ao longo de séculos) e marca a separação definitiva da Igreja Católica Romana da Igreja Ortodoxa.

 
 

  151. Vítor II (Victor Secundus)

13/04/1055 - 28/07/1057
Duração: 2 anos e 107 dias
Nome de batismo: Gebhard, Conde de Calw, Tollenstein e Hirschberg
País: Alemanha

Escolhido Papa pelo imperador Henrique III, que também o nomeou Duque de Spoleto e Conde de Fermo. Em seu leito de morte, Henrique deixou o império e seu filho de cinco anos de idade sob responsabilidade do Papa, que nomeou a mãe do garoto, Agnes, a regente e garantiu a sucessão.

 
 

  152. Estêvão IX (X) (Stephanus Nonus (Decimus))

02/08/1057 - 29/03/1058
Duração: 239 dias
Nome de batismo: Frederic de Lorraine
País: França

Papa conhecido por nomear cardeal o reformista Pedro Damião, aclamado como um “Doutor da Igreja” e ferrenho crítico da imoralidade no clero (que já sofria com escândalos relacionados ao abuso de menores).

 
 

 153. Nicolau II (Nicolaus Secundus)

06/12/1058 - 27/07/1061
Duração: 2 anos e 234 dias
Nome de batismo: Gerard de Bourgogne
País: França

Papa bastante influenciado pelos pensadores reformistas da Igreja da época, como Humberto de Silva Candida, Hildebrando (futuro Papa Gregório VII) e Pedro Damião. Em concílio histórico, decretou que a eleição do Papa seria realizada apenas entre cardeais, sem participação do império, na tentativa de evitar a prática da simonia (venda de bençãos, objetos sagrados, favores ou cargos eclesiásticos).

 
 

  154. Alexandre II (Alexander Secundus)

30/09/1061 - 21/04/1073
Duração: 11 anos e 206 dias
Nome de batismo: Anselmo da Baggio
País: Itália

Papa de perfil reformista eleito sem o apoio da aristocracia romana, que nomeou Honório II como Papa. A disputa chegou a tomar o campo de batalha e só foi encerrada com a interferência do Duque de Lorraine, que levou o assunto a julgamento e decidiu formalizar o pontificado de Alexandre II.

 
 

  155. São Gregório VII (Gregorius Septimus)

22/04/1073 (53 anos) - 25/05/1085 ( 65 anos)
Duração: 12 anos e 36 dias
Nome de batismo: Hildebrand
País: Itália

Considerado um dos Papas mais importantes e influentes da história da Igreja por ser o primeiro a defender a jurisdição universal do Papa sobre assuntos de toda a Igreja e do cristianismo, incluindo sobre reis e imperadores. Na prática, combateu a investidura leiga (interferência de senhores feudais e vassalos sobre nomeações de bispos e abades) e divulgou a série de proposições ‘Dictatus papae’ afirmando a supremacia pontifícia. Foi deposto por conta da violência com que seu aliado, Roberto de Altavila, expulsou as tropas do rei Henrique IV de Roma.

 
 

  156. Beato Vítor III (Victor Tertius)

24/05/1086 - 16/09/1087
Duração: 1 ano e 115 dias
Nome de batismo: Desiderio
País: Itália

Pontificado curto, afetado por disputas entre facções favoráveis e contrárias às reformas propostas pelo seu antecessor, Gregório VII. Foi obrigado a se exilar no mosteiro de Monte Cassino, a sudoeste de Roma, onde morreu.

 
 

  157. Beato Urbano II (Urbanus Secundus)

12/03/1088 (56 anos) - 29/07/1099 ( 57 anos)
Duração: 11 anos e 141 dias
Nome de batismo: Odo of Lagery
País: França

Seu pontificado estabeleceu a Cúria Romana (principal órgão administrativo da Igreja) e lançou a Primeira Cruzada, para liberar Jerusalém dos muçulmanos. Adotou um tom mais conservador em relação às reformas iniciadas pelo Papa Gregório VII (1073-85). Era considerado um Papa piedoso e humilde.

 
 

  158. Pascoal II (Paschalis Secundus)

13/08/1099 - 21/01/1118
Duração: 18 anos e 165 dias
Nome de batismo: Raniero
País: Itália

Pressionado pelo rei Henrique V, reverteu boa parte das reformas iniciadas pelo Papa Gregório VII (1073-85) e, por essa razão, viu o prestígio de seu pontificado ser bastante reduzido. A questão da investidura leiga (interferência de senhores feudais e vassalos sobre nomeações de bispos e abades) foi um ponto particularmente problemático, pois combatido de maneira enfática tanto por Henrique IV quanto por seu sucessor, Henrique V.

 
 

  159. Gelásio II (Gelasius Secundus)

24/01/1118 - 28/01/1119
Duração: 1 ano e 4 dias
Nome de batismo: Giovanni Coniulo
País: Itália

Pontificado acuado tanto pelos adversários de seu antecessor, Pascoal II, quanto pelo rei Henrique V, que nomeou seu próprio antipapa para ganhar vantagem na questão da investidura leiga (interferência de senhores feudais e vassalos sobre nomeações de bispos e abades). Passou a maior parte desse período exilado de Roma.

 
 

  160. Calisto II (Callistus Secundus)

02/02/1119 - 13/12/1124
Duração: 5 anos e 316 dias
Nome de batismo: Guido, Conde de Bourgogne
País: França

Em seu pontificado foi aprovada a histórica Concordata de Worms, acordo que determinou o fim da investidura leiga (interferência de senhores feudais e vassalos sobre nomeações de bispos e abades), encerrando uma das principais disputas entre a Igreja e o Sacro Império Romano na Idade Média.

 
 

  161. Honório II  (Honorius Secundus)

15/12/1124 - 13/02/1130
Duração: 5 anos e 61 dias
Nome de batismo: Lamberto Scannabecchi
País: Itália

A maioria dos cardeais elegeu Celestino II como o novo Papa, mas a poderosa família Frangipani organizou a invasão da cerimônia de posse de Celestino e, violentamente, impôs a eleição de Honório II. Este se mostrou um Papa reformista e favoreceu a Ordem dos Templários, oficialmente reconhecida pela Igreja em seu pontificado.

 
 

  162. Inocêncio II (Innocentius Secundus)

14/02/1130 - 24/09/1143
Duração: 13 anos e 235 dias
Nome de batismo: Gregorio Papareschi
País: Itália

A separação geográfica entre dois grupos de cardeais romanos acabou gerando duas eleições e dois Papas diferentes: Anacleto II e Inocêncio II. A divisão durou oito anos, até a morte de Anacleto. O Papa remasnescente então organizou o Segundo Concílio de Latrão, onde anulou todos os atos de Anacleto e se consolidou historicamente como o pontífice do período.

 
 

  163. Celestino II (Coelestinus Secundus)

26/09/1143 - 08/03/1144
Duração: 164 dias
Nome de batismo: Guido
País: Itália

Pontificado curto, marcado por uma disputa de poder com o rei Rogério II, da Sicília, sobre o reconhecimento de sua soberania no sul da Itália.

 
 

  164. Lúcio II (Lucius Secundus)

12/03/1144 - 15/02/1145
Duração: 340 dias
Nome de batismo: Gerardo Caccianemici dal Orso
País: Itália

Organizou uma ofensiva militar contra o Senado romano, que se organizava sob o comando do irmão do antipapa Anacleto II pela redução do poder político da Igreja. Foi gravemente ferido por pedras durante o ataque o morreu pouco tempo depois.

 
 

  165. Beato Eugênio III (Eugenius Tertius)

15/02/1145 - 08/07/1153
Duração: 8 anos e 145 dias
Nome de batismo: Bernardo da Pisa
País: Itália

Monge da Ordem de Cister que manteve o estilo de vida monástico durante seu pontificado, o último de seu período a ser reformista. Autorizou a Segunda Cruzada, pregada pelo também monge Bernardo de Claraval com o objetivo de reconquistar o Condado de Edessa (atual Turquia) dos muçulmanos.

 
 

  166. Anastácio IV (Anastacius Quartus)

08/07/1153 - 03/12/1154
Duração: 1 ano e 148 dias
Nome de batismo: Corrado Demetri della Suburra
País: Itália

Papa que manteve boas relações com o Senado romano, que havia entrado em conflito com o Papa Lúcio II (1144-45).

 
 

  167. Adriano IV (Hadrianus Quartus)

04/12/1154 (40 anos) - 01/09/1159 ( 44 anos)
Duração: 4 anos e 272 dias
Nome de batismo: Nicholas Breakspear
País: Reino Unido

Primeiro e único Papa inglês. Entrou em conflito com o imperador Frederico I da Germânia ao tentar enfatizar sua subordinação ao Papa.

 
 

  168. Alexandre III (Alexander Tertius)

07/09/1159 (49 anos) - 30/08/1181 ( 70 anos)
Duração: 21 anos e 363 dias
Nome de batismo: Rolando
País: Itália

Seu longo pontificado, de mais de duas décadas, foi quase integralmente marcado pela oposição dos três antipapas apoiados pelo imperador Frederico I da Germânia, que já havia se chocado com o Papa anterior, Adriano IV (1154-59). O conflito só se encerrou com a derrota militar de Frederico em 1176. No Terceiro Concílio de Latrão, em 1179, criou a regra que exige uma maioria de dois terços dos votos dos cardeais para a eleição de um novo Papa.

 
 

  169. Lúcio III (Lucius Tertius)

01/09/1181 (70 anos) - 25/11/1185 ( 74 anos)
Duração: 4 anos e 25 dias
Nome de batismo: Ubaldo
País: Itália

Passou quase todo seu pontificado fora de Roma por conta de disputas políticas na região. Criou regras mais rígidas a respeito de hereges, que não só deveriam ser excomungados (expulsos da Igreja) como entregues ao Estado para punição.

 
 

  170. Urbano III (Urbanus Tertius)

25/11/1185 - 19/10/1187
Duração: 1 ano e 328 dias
Nome de batismo: Uberto Crivelli
País: Itália

Papa ousado e intransigente que desencadeou uma crise ao se recusar a coroar o filho do imperador Frederico como co-imperador. Em resposta, o imperador ordenou a invasão dos Estados Pontifícios. O Papa morreu na estrada após ser expulso de Roma.

 
 

  171. Gregório VIII (Gregorius Octavus)

21/10/1187 (77 anos) - 17/12/1187 ( 77 anos)
Duração: 57 dias
Nome de batismo: Alberto di Morra
País: Itália

Eleito aos 87 anos, após o monge Enrico di Castel Marsiaco recusar o cargo. Foi escolhido com o propósito claro de reaproximar a Igreja do imperador, com quem seu antecessor, Urbano III, se indispôs. Seu pontificado recebeu a notícia da tomada de Jerusalém pelos muçulmanos, em 1187.

 
 

  172. Clemente III (Clemens Tertius)

17/12/1187 - 20/03/1191
Duração: 3 anos e 94 dias
Nome de batismo: Paolo Scolari
País: Itália

Pontificado dedicado à preparação da Terceira Cruzada (1189-92), pela retomada de Jerusalém. Além disso, restaurou as relações da Igreja com o império e retomou o controle dos Estados Pontifícios.

 
 

  173. Celestino III (Coelestinus Tertius)

21/03/1191 (85 anos) - 08/01/1198 ( 92 anos)
Duração: 6 anos e 295 dias
Nome de batismo: Giacinto Bobone
País: Itália

Eleito aos 85 anos, teve um pontificado surpreendentemente longo, de quase sete anos. Embora tenha coroado o rei Henrique VI, este o desrespeitou por duas vezes: primeiro, ao nomear bispos por conta própria. Depois, por prender o rei da Inglaterra, Ricardo Coração de Leão, que havia servido ao Papa nas Cruzadas. Celestino, porém, não reagiu.

 
 

  174. Inocêncio III (Innocentius Tertius)

08/01/1198 (45 anos) - 16/07/1216 ( 55 anos)
Duração: 18 anos e 194 dias
Nome de batismo: Lothario dei Conti di Segni
País: Itália

Considerado o Papa mais poderoso do período medieval e um dos principais da história da Igreja. Clamou pelo controle não só sobre a Igreja, mas também sobre todo o mundo. Agiu com habilidade para expandir a influência da Igreja sobre Inglaterra, Portugal, Polônia, Escandinávia, Espanha, Armênia e Prússia, entre outros locais. Lançou a Quarta Cruzada (1202-04), combateu a heresia e organizou o Quarto Concílio de Latrão. Nele, fixou decretos sobre temas como a obrigatoriedade de ao menos uma confissão por ano para todos os católicos, o requerimento de vestes diferentes para judeus e muçulmanos e a exposição do dogma da transubstanciação (conversão do pão e do vinho no Corpo e no sangue de Cristo durante a eucaristia).

 
 

  175. Honório III (Honorius Tertius)

18/07/1216 (66 anos) - 18/03/1227 ( 76 anos)
Duração: 10 anos e 245 dias
Nome de batismo: Cencio
País: Itália

Deu continuidade à agenda reformista de seu antecessor, o poderoso Papa Inocêncio III. Lançou a Quinta Cruzada (1217-21), que assim como a anterior, fracassou. Em seu pontificado, aprovou oficialmente a criação de três ordens importantes: a Dominicana, a Franciscana e a dos Carmelitas.

 
 

  176. Gregório IX (Gregorius Nonus)

19/03/1227 (79 anos) - 22/08/1241 ( 93 anos)
Duração: 14 anos e 160 dias
Nome de batismo: Ugolino dei Conti di Segni
País: Itália

Criador da Inquisição, instrumento do sistema judicial da Igreja responsável pela punição (às vezes capital) de heresias entre os católicos. Pontificado perturbado pelos constantes conflitos com o imperador romano-germânico Frederico II, que chegou a organizar um cerco a Roma para impedir um concílio convocado pelo Papa, que morreu durante o episódio.

 
 

  177. Celestino IV (Coelestinus Quartus)

25/10/1241 - 10/11/1241
Duração: 16 dias
Nome de batismo: Goffredo Castiglioni
País: Itália

Eleito sob cerco do imperador romano-germânico Frederico II a Roma, em conflito com seu antecessor, o Papa Gregório IX. Morreu aproximadamente duas semanas depois de escolhido, antes mesmo de realizar qualquer ação oficial como Papa.

 
 

  178. Inocêncio IV (Innocentius Quartus)

25/06/1243 (35 anos) - 07/12/1254 ( 46 anos)
Duração: 11 anos e 168 dias
Nome de batismo: Sinibaldo Fieschi
País: Itália

Papa que aprovou o uso de tortura como método para extração de confissões heréticas durante a Inquisição. Papa ambicioso e ardiloso, aguardou a morte do imperador Conrado IV para anexar a Sicília aos Estados Pontifícios.

 
 

  179. Alexandre IV (Alexander Quartus)

12/12/1254 - 25/05/1261
Duração: 6 anos e 166 dias
Nome de batismo: Rinaldo dei Conti di Jenne
País: Itália

Enfrentou as consequências da ousadia de seu antecessor, Inocêncio IV, que anexou a Sicília aos Estados Pontifícios. Sob comando de Manfredo, filho bastardo do imperador romano-germânico Frederico II, os sicilianos se rebelaram contra o Papa e não só retomaram controle da Sicília como invadiram os Estados Pontifícios. Por essa razão, o Papa passou quase todo seu pontificado longe de Roma.

 
 

  180. Urbano IV (Urbanus Quartus)

29/08/1261 - 02/10/1264
Duração: 3 anos e 35 dias
Nome de batismo: Jacques Pantaleon
País: França

Pontificou sob a constante ameaça de Manfredo da Sicília, que entrara em conflito com seu antecessor, Alexandre IV, e chegou a invadir os Estados Pontifícios. Não conseguiu, contudo, resolver a questão e não deixou obra importante.

 
 

  181. Clemente IV (Clemens Quartus)

05/02/1265 - 29/12/1268
Duração: 3 anos e 328 dias
Nome de batismo: Gui Faucoi
País: França

Era viúvo e tinha duas filhas quando eleito Papa. Em nenhum momento de seu pontificado chegou a morar em Roma por conta dos conflitos iniciados no período do Papa Alexandre IV (1254-61). Organizou uma ofensiva militar que matou Manfredo da Sicília, que invadira os Estados Pontifícios durante o pontificado de Urbano IV (1265-68).

 
 

  182. Beato Gregório X (Gregorius Decimus)

01/09/1271 (62 anos) - 10/01/1276 ( 66 anos)
Duração: 4 anos e 132 dias
Nome de batismo: Tebaldo Visconti
País: Itália

Primeiro Papa eleito sob um conclave. Após um período de três anos de indefinição sobre a sucessão papal, as autoridades civis trancaram os cardeais no palácio papal em Viterbo (na região italiana do Lácio) e ameaçaram-nos de inanição caso não elegessem um novo pontífice rapidamente. O próprio Papa, em seu pontificado, fixou as regras do conclave: os cardeais deveriam se reunir dez dias após a morte do Papa e eleger um novo Bispo de Roma sem qualquer interferência exterior. Tentou lançar uma nova Cruzada, sem sucesso, e tentou unificar as igrejas Latina e Grega.

 
 

  183. Beato Inocêncio V (Innocentius Quintus)

21/01/1276 (51 anos) - 22/06/1276 ( 51 anos)
Duração: 153 dias
Nome de batismo: Pierre de Tarentaise
País: Itália

Primeiro Papa da ordem Dominicana. Teria sido o primeiro a adotar a batina branca - característica dos monges dominicanos - como veste oficial.

 
 

  184. Adriano V (Hadrianus Quintus)

11/07/1276 (71 anos) - 18/08/1276 ( 71 anos)
Duração: 38 dias
Nome de batismo: Ottobuono Fieschi
País: Itália

Pontificado curto e historicamente relevante apenas pelo status do Papa ao ser eleito: era um diácono que não chegou a ser ordenado padre antes de coroado pontífice. Teologicamente, o Papa precisa ser ordenado bispo. Foi retratado na ‘Divina Comédia’, de Dante, como habitante do purgatório, culpado pelo pecado da avareza.

 
 

  185. João XXI (Ioannes Vicesimus Primus)

08/09/1276 - 19/10/1277
Duração: 1 ano e 41 dias
Nome de batismo: Pedro Hispano
País: Portugal

Primeiro e único Papa português. Além disso, foi o único Papa médico: lecionou medicina na Universidade de Siena e foi o médico pessoal do Papa Gregório X (1272-76). Morreu devido aos ferimentos causados pela queda do teto de seu escritório.

 
 

  186. Nicolau III (Nicolaus Tertius)

25/11/1277 (61 anos) - 22/08/1280 ( 63 anos)
Duração: 2 anos e 271 dias
Nome de batismo: Giovanni Gaetano Orsini
País: Itália

Primeiro Papa a residir no palácio do Vaticano. Buscou assegurar a independência da Santa Sé na Itália e sobre os Estados Pontifícios. Foi retratado na ‘Divina Comédia’, de Dante, como habitante do inferno, culpado de nepotismo e avareza.

 
 

  187. Martinho IV (Martinus Quartus)

22/02/1281 - 28/03/1285
Duração: 4 anos e 35 dias
Nome de batismo: Simon de Brion
País: França

Reverteu a política de independência da Santa Sé, promovida pelo seu antecessor, Nicolau III (1277-80), ao entregar o controle dos Estados Pontifícios a Carlos I da Sicília.

 
 

  188. Honório IV (Honorius Quartus)

02/04/1285 (74 anos) - 03/04/1287 ( 76 anos)
Duração: 2 anos e 1 dias
Nome de batismo: Giacomo Savelli
País: Itália

Era cardeal-diácono na igreja de Santa Maria in Cosmedin, em Roma. Teve um pontificado sem realizações notáveis.

 
 

  189. Nicolau IV (Nicolaus Quartus)

22/02/1288 (61 anos) - 04/04/1292 ( 65 anos)
Duração: 4 anos e 43 dias
Nome de batismo: Girolamo Masci
País: Itália

Primeiro Papa franciscano. Conhecido como um pontífice missionário, que enviou um representante até a corte do imperador mongol Kublai Khan para estabelecer a primeira Igreja na China.

 
 

  190. São Celestino V (Coelestinus Quintus)

05/07/1294 (85 anos) - 13/12/1294 ( 85 anos)
Duração: 161 dias
Nome de batismo: Pietro da Morrone
País: Itália

Papa de origem camponesa, foi eleito aos 85 anos, sem saber sequer falar latim. Sob o ponto de vista político e administrativo, teve um pontificado desastroso e cedeu a todas as vontades do rei Carlos II de Nápoles. Um dos poucos Papas e renunciar do cargo.

 
 

  191. Bonifácio VIII (Bonifacius Octavus)

24/12/1294 (60 anos) - 11/10/1303 ( 68 anos)
Duração: 8 anos e 262 dias
Nome de batismo: Benedetto Caetani
País: Itália

Um dos principais Papas do período medieval. Foi um pontífice temperamental, obcecado com o acúmulo de riquezas e com a supremacia do poder papal. Na bula pontifícia ‘Unam sanctam’, de 1302, levou ao extremo o argumento pelo poder supremo do Papa ao afirmar que não há nenhuma possibilidade de salvação fora da Igreja e que “é necessário que todas as criaturas humanas se submetam ao pontífice de Roma”. Essa postura lhe garantiu atritos com os governantes do período.

 
 

  192. Beato Bento XI (Benedictus Undecimus)

22/10/1303 (64 anos) - 07/07/1304 ( 64 anos)
Duração: 259 dias
Nome de batismo: Niccolo Boccasini
País: Itália

Como é comum na história da Igreja, o sucessor de um Papa forte e autoritário como Bonifácio VIII (1295-1303), um dos principais da história, geralmente é um Papa de perfil conciliador, às vezes até fraco. Foi o caso de Bento XI, que reverteu algumas ações de seu antecessor e não deixou obra marcante.

 
 

  193. Clemente V (Clemens Quintus)

05/06/1305 (42 anos) - 20/04/1314 ( 50 anos)
Duração: 8 anos e 321 dias
Nome de batismo: Bertrand de Got
País: França

Assumiu seu pontificado sofrendo de um câncer no estômago que afetou suas aparições públicas. Foi o início de um período de 70 anos em que o Papa residiu em Avignon, na França. Quando morreu, em 1314, deixou os cofres da Igreja quase vazios.

 
 

  194. João XXII (Ioannes Vicesimus Secundus)

07/08/1316 (71 anos) - 04/12/1334 ( 89 anos)
Duração: 18 anos e 123 dias
Nome de batismo: Jacques d'Euse
País: França

Eleito aos 71 com a intenção clara de servir como um Papa de transição e pontificado breve. Acabou, porém, permanecendo 18 anos no poder. Reestabeleceu o equilíbrio fiscal da Igreja, abalado pelo antecessor, Clemente V (1305-14), e resolveu uma longa disputa entre a Ordem dos Frades Menores e os Cordeliers, ambas ordens franciscanas. Causou polêmica ao afirmar que santos só encontrariam Deus depois do Juízo Final, e não logo após a morte, como era tradicionalmente aceito.

 
 

  195. Bento XII (Benedictus Duodecimus)

20/12/1334 (50 anos) - 25/04/1342 ( 57 anos)
Duração: 7 anos e 128 dias
Nome de batismo: Jacques Fournier
País: França

Papa famoso por seu conhecimento teológico e sua habilidade como inquisidor, capaz de extrair confissões de supostos hereges. Desfez polêmica criada por seu antecessor, João XXII, que afirmou que santos só encontrariam Deus depois do Juízo Final, e não logo após a morte, como era tradicionalmente aceito. Bento XII confirmou a doutrina tradicional. No campo político, pouco pôde fazer para evitar a Guerra dos Cem Anos (1337-1453) entre Inglaterra e França.

 
 

  196. Clemente VI (Clemens Sextus)

07/05/1342 (50 anos) - 06/12/1352 ( 61 anos)
Duração: 10 anos e 216 dias
Nome de batismo: Pierre Roger
País: França

Com sua bula pontifícia ‘Unigenitus’, defendeu o uso das indulgências (remissão da pena temporal por pecados já perdoados). A venda de indulgências tornaria-se um dos principais problemas da Igreja e um fator determinante para a Reforma Protestante, dois séculos depois. Foi considerado um Papa pouco virtuoso e vida sexual questionável, que esvaziou os cofres da Irgreja por conta de sua vida desregrada.

 
 

  197. Inocêncio VI (Innocentius Sextus)

18/12/1352 (70 anos) - 12/09/1362 ( 80 anos)
Duração: 9 anos e 270 dias
Nome de batismo: Etienne Aubert
País: França

Conhecido por retomar o espírito reformista do Papa Bento XII (1335-42), regularizando o ‘beneficium’ (cargos eclesiásticos remunerados) e condenando a Ordem dos Frades Menores por sua visão considerada radical sobre o voto de pobreza.

 
 

  198. Beato Urbano V (Urbanus Quintus)

28/09/1362 (72 anos) - 19/12/1370 ( 81 anos)
Duração: 8 anos e 84 dias
Nome de batismo: Guillaume (de) Grimoard
País: França

Monge beneditino que manteve as vestes monásticas e os hábitos durante seu pontificado. Avançou a agenda reformista de seu antecessores Inocêncio VI (1352-62) e Bento XII (1335-42) ao reduzir os luxos da corte papal e combater o acúmulo de cargos eclesiásticos remunerados entre o clero. Fundou universidades em Orange (sul da França), Cracóvia (Polônia) e Viena (Áustria).

 
 

  199. Gregório XI (Gregorius Undecimus)

30/12/1370 (42 anos) - 26/03/1378 ( 50 anos)
Duração: 7 anos e 88 dias
Nome de batismo: Pierre Roger de Beaufort
País: França

Sobrinho do Papa Clemente VI (1342-1352). Primeiro Papa a retornar para o Vaticano após um período de 70 anos de pontificados instalados em Avignon, na França. Enfrentou uma revolta de Florença, que acusou o Papa de sonegar alimentos durante uma crise de desabastecimento em 1374-75.

 
 

  200. Urbano VI (Urbanus Sextus)

08/04/1378 (59 anos) - 15/10/1389 ( 70 anos)
Duração: 11 anos e 193 dias
Nome de batismo: Bartolomeo Prignano
País: Itália

Um dos Papas mais instáveis da história. Considerado intransigente e insensato, dividiu a Igreja no período que ficaria conhecido como o Grande Cisma do Ocidente, que durou quase quatro décadas (1378-1417). Com sua postura agressiva, acabou alienando os cardeais que o elegeram. A eleição do antipapa Clemente VII consolidou a divisão, que teve inclusive o conflito armado de forças mercenárias contratadas pelos Papas. Urbano sagrou-se vencedor, mas nada fez para restaurar a união da Igreja. É provável que tenha morrido envenenado.

 
 

  201. Bonifácio IX (Bonifacius Nonus)

02/11/1389 (34 anos) - 01/10/1404 ( 48 anos)
Duração: 14 anos e 336 dias
Nome de batismo: Pietro Tomacelli
País: Itália

Pontificado marcado pelas práticas do nepotismo e da simonia (venda de bençãos, objetos sagrados ou cargos eclesiásticos), assim como pela manutenção da Grande Cisma do Ocidente (1378-1417), gerada por seu antecessor, Urbano VI (1389-1404).

 
 

  202. Inocêncio VII (Innocentius Septimus)

17/10/1404 (65 anos) - 06/11/1406 ( 67 anos)
Duração: 2 anos e 20 dias
Nome de batismo: Cosimo Gentile Migliorati
País: Itália

Pouco fez para encerrar o Grande Cisma do Ocidente (1378-1417), grave divisão entre membros da Igreja que se originou no desastroso pontificado de Urbano VI (1389-1404).

 
 

  203. Gregório XII (Gregorius Duodecimus)

30/11/1406 (60 anos) - 04/07/1415 ( 69 anos)
Duração: 8 anos e 218 dias
Nome de batismo: Angelo Correr
País: Itália

Último Papa a renunciar do cargo antes de Bento XVI (2005-13). Pontificado confuso, marcado por intensas negociações pelo do Grande Cisma do Ocidente (1378-1417), grave divisão entre membros da Igreja que se originou no desastroso pontificado de Urbano VI (1389-1404). Até a renúncia de Gregório XII, nada menos que três outros cardeais foram eleitos Papa e depostos, em um dos períodos mais conturbados da história da Igreja.

 
 

  204. Martinho V (Martinus Quintus)

11/11/1417 (48 anos) - 20/02/1431 ( 62 anos)
Duração: 13 anos e 104 dias
Nome de batismo: Oddone Colonna
País: Itália

Pontificado que encerrou a Grande Cisma do Ocidente (1378-1417), grave divisão entre membros da Igreja que se originou no desastroso pontificado de Urbano VI (1389-1404) e se arrastava por quase quatro décadas.

 
 

  205. Eugénio IV (Eugenius Quartus)

03/03/1431 (47 anos) - 23/02/1447 ( 63 anos)
Duração: 15 anos e 361 dias
Nome de batismo: Gabriele Condulmer
País: Itália

Em seu pontificado ocorreu o Concílio de Basileia-Ferrara-Florença (1431-45), que discutiu a extensão do poder papal, arranjou uma curta união entre as Igrejas Ortodoxas nacionais e legitimou a cláusula filioque, que inclui a expressão “... do Filho” ao credo niceno - ponto de conflito entre a Igreja Católica Romana e a Igreja Ortodoxa, que discorda do status divino conferido a Jesus.

 
 

  206. Nicolau V (Nicolaus Quintus)

06/03/1447 (49 anos) - 24/03/1455 ( 57 anos)
Duração: 8 anos e 20 dias
Nome de batismo: Tommaso Parentucelli
País: Itália

Foi o primeiro Papa renascentista: um patrono da literatura, das artes e da arquitetura. Construiu uma vasta biblioteca pessoal que, mais tarde, se tornaria a base para a Biblioteca do Vaticano. Tentou lançar, sem sucesso, uma nova Cruzada por Constantinopla, que caiu em 1453.

 
 

  207. Calisto III (Callistus Tertius)

08/04/1455 (76 anos) - 06/08/1458 ( 79 anos)
Duração: 3 anos e 121 dias
Nome de batismo: Alfonso de Borgia
País: Espanha

Primeiro Papa espanhol e o primeiro pontífice membro da infame e poderosa família Bórgia. Foi acusado de nepotismo e de autoritarismo. Fixou duras medidas proibindo a comunicação entre cristãos e judeus.

 
 

  208. Pio II (Pius Secundus)

19/08/1458 (52 anos) - 15/08/1464 ( 58 anos)
Duração: 5 anos e 363 dias
Nome de batismo: Enea Silvio Piccolomini
País: Itália

Papa humanista e incentivador das artes. Tentou por várias vezes lançar uma Cruzada pela retomada de Constantinopla, sem sucesso, e viu diminuir o prestígio papal.

 
 

  209. Paulo II (Paulus Secundus)

30/08/1464 (47 anos) - 26/07/1471 ( 54 anos)
Duração: 6 anos e 331 dias
Nome de batismo: Pietro Barbo
País: Itália

Um dos Papas mais impopulares da história por ignorar a agenda reformista pela qual foi eleito, por seu desprezo por intelectuais e por seu comportamento pessoal marcado pela vaidade e pela luxúria.

 
 

 210. Sisto IV (Xystus Quartus)

09/08/1471 (57 anos) - 12/08/1484 ( 70 anos)
Duração: 13 anos e 7 dias
Nome de batismo: Francesco della Rovere
País: Itália

Entrou para a história ao construir a Capela Sistina e criar os Arquivos Secretos do Vaticano. Ficou também marcado pelo nepotismo, ao nomear seis sobrinhos como cardeais, e pela criação da Inquisição espanhola, liderada por Tomás de Torquemada. Devido aos grandes gastos feitos em seu pontificado, praticou a venda de indulgências (remissão da pena temporal por pecados já perdoados) para reposição da fortuna papal.

 
 

  211. Inocêncio VIII (Innocentius Octavus)

29/08/1484 (51 anos) - 25/07/1492 ( 59 anos)
Duração: 7 anos e 332 dias
Nome de batismo: Giovanni Battista Cybo
País: Itália

Pontificado infame, marcado pelo estilo de vida luxuoso do Papa e de seus cardeais. Para quitar dívidas adquiridas pelo seu antecessor, Sisto IV (1471-84), criou e pôs à venda diversos cargos na Cúria Romana (principal órgão administrativo da Igreja).

 
 

  212. Alexandre VI (Alexander Sextus)

11/08/1492 (61 anos) - 18/08/1503 ( 72 anos)
Duração: 11 anos e 8 dias
Nome de batismo: Rodrigo de Lanzol-Borgia
País: Espanha

É considerado o Papa mais infame da história por seu nepotismo, ganância e depravação sexual - teve filhos antes e depois de eleito Papa. Membro da família Bórgia e sobrinho do Papa Calisto III (1455-58), foi escolhido em um conclave marcado pelo suborno. Pontificou unicamente em benefício da própria família e em busca de riqueza e mulheres. Nomeou um filho e o irmão de uma amante como cardeais. Excomungou, torturou e matou Girolamo Savonarola, sacerdote que denunciou as práticas corruptas do Papa. Morreu envenenado.

 
 

  213. Pio III (Pius Tertius)

22/09/1503 (64 anos) - 18/10/1503 ( 64 anos)
Duração: 26 dias
Nome de batismo: Francesco Todeschini Piccolomini
País: Itália

Morreu apenas 17 dias após eleito, um dos pontificados mais curtos da história.

 
 

  214. Júlio II (Iulius Secundus)

31/10/1503 (59 anos) - 21/02/1513 ( 59 anos)
Duração: 9 anos e 116 dias
Nome de batismo: Giuliano della Rovere
País: Itália

Dedicou pouco interesse aos assuntos espirituais em seu pontificado, mais militar e político que eclesiástico. Vestiu armadura para liderar a retomada as regiões de Perúgia e Bolonha das mãos de tiranos. Patrocinou artistas como Rafael, Bramante e Michelangelo - que pintou o teto da Capela Sistina por encomenda deste Papa. Também iniciou a construção da atual Basílica de São Pedro - financiada com a venda de indulgências (remissão da pena temporal por pecados já perdoados).

 
 

  215. Leão X (Leo Decimus)

09/03/1513 (37 anos) - 01/12/1521 ( 45 anos)
Duração: 8 anos e 269 dias
Nome de batismo: Giovanni di Lorenzo de' Medici
País: Itália

Papa que testemunhou a Reforma Protestante, movimento iniciado por Martinho Lutero em resposta à prática da simonia (venda de bençãos, objetos sagrados ou cargos eclesiásticos) e da venda de indulgências (remissão da pena temporal por pecados já perdoados) para o financiamento de empreitadas militares e construções da Igreja (incluindo a atual Basílica de São Pedro). Lutero afixou suas 95 teses sobre a doutrina católica na porta da igreja de Wittenberg, em 1517. Em resposta, o Papa o excomungou, porém sem impedir o crescimento do movimento protestante.

 
 

  216. Adriano VI (Hadrianus Sextus)

09/01/1522 (62 anos) - 14/09/1523 ( 64 anos)
Duração: 1 ano e 248 dias
Nome de batismo: Adriaan Floriszoon Boeyens
País: Holanda

Primeiro Papa da reforma contra-protestante. Foi também o primeiro e único Papa holandês, e o último não-italiano até João Paulo II (1978-2005). Tentou, sem sucesso, a reforma da Cúria Romana (principal órgão administrativo da Igreja). Seu principal legado foi a Dieta de Nuremberg de 1522, em que reconhece a culpa da Cúria pela desordem e corrupção na Igreja.

 
 

  217. Clemente VII (Clemens Septimus)

26/11/1523 (45 anos) - 25/09/1534 ( 56 anos)
Duração: 10 anos e 306 dias
Nome de batismo: Giulio di Giuliano de' Medici
País: Itália

Durante seu pontificado, a influência da Reforma Protestante avançou no norte da Europa e na Inglaterra. Após trair o imperador Carlos I da Espanha, este invadiu a Itália e saqueou Roma, mantendo o Papa refém por seis meses antes de liberá-lo apenas depois de coroado Sacro Imperador Romano.

 
 

  218. Paulo III (Paulus Tertius)

13/10/1534 (66 anos) - 10/11/1549 ( 81 anos)
Duração: 15 anos e 32 dias
Nome de batismo: Alessandro Farnese
País: Itália

Um dos principais Papas da Contra-Reforma Católica. Aprovou oficialmente a criação da Companhia de Jesus (jesuítas), contratou Michelangelo para conclusão do painel ‘O Juízo Final’ na Capela Sistina e convocou o Concílio de Trento (1545-63), um dos mais importantes da história por ser aquele que emitiu o maior número de decretos dogmáticos e reformas, que teriam impacto duradouros na Igreja Católica.

 
 

  219. Júlio III (Iulius Tertius)

29/11/1549 (62 anos) - 29/03/1555 ( 67 anos)
Duração: 5 anos e 121 dias
Nome de batismo: Giovanni Maria Ciocchi del Monte
País: Itália

Considerado um dos ‘Papas renascentistas’ por sua paixão por teatro, caça, banquetes e outros prazeres. Reconvocou o Concílio de Trento (1545-63), um dos mais importantes da história, por diversas vezes interrompido por conflitos políticos.

 
 

  220. Marcelo II (Marcellus Secundus)

09/04/1555 (53 anos) - 01/05/1555 ( 53 anos)
Duração: 22 dias
Nome de batismo: Marcello Cervini
País: Itália

Apesar do curto pontificado, deixou marcas simbólicas importantes para a Contra-Reforma da Igreja, como a condenação do estilo de vida exuberante de seu antecessor, Júlio III (1550-55), e a redução da Cúria (principal órgão administrativo da Igreja).

 
 

  221. Paulo IV (Paulus Quartus)

23/05/1555 (78 anos) - 18/08/1559 ( 83 anos)
Duração: 4 anos e 88 dias
Nome de batismo: Giovanni Pietro Carafa
País: Itália

Papa considerado autoritário e intolerante, que criou o infame ‘Index Librorum Prohibitorum’, índice de publicações proibidas por conteúdo considerado impróprio e que seria abolido apenas em 1966.

 
 

  222. Pio IV (Pius Quartus) 

26/12/1559 (60 anos) - 09/12/1565 ( 66 anos)
Duração: 5 anos e 350 dias
Nome de batismo: Giovanni Angelo Medici
País: Itália

Papa amante das artes, caloroso e amigável. Seu mais importante legado foi a reconvocação e a conclusão do Concílio de Trento (1545-63), um dos mais importantes da história por ser aquele que emitiu o maior número de decretos dogmáticos e reformas, que teriam impacto duradouro na Igreja Católica.

 
 

  223. São Pio V (Pius Quintus)

07/01/1566 (61 anos) - 01/05/1572 ( 68 anos)
Duração: 6 anos e 116 dias
Nome de batismo: Michele Ghislieri
País: Itália

Papa responsável pela aplicação das reformas emitidas no Concílio de Trento (1545-63), um dos mais importantes da história. Ex-inquisidor-geral da Igreja, foi um rígido defensor da ortodoxia católica. No campo político, organizou a Liga Santa de países católicos do Mediterrâneo para combater o domínio dos turcos otomanos na região.

 
 

  224. Gregório XIII (Gregorius Tertius Decimus)

13/05/1572 (70 anos) - 10/04/1585 ( 83 anos)
Duração: 12 anos e 335 dias
Nome de batismo: Ugo Boncompagni
País: Itália

Ficou conhecido pela criação do calendário gregoriano, em 1582, que substituiu o calendário juliano. Com o objetivo de melhorar a educação do clero, reformou o Colégio Romano, posteriormente convertido na Pontifícia Universidade Gregoriana em sua homenagem. Apesar dessa faceta humanista, comemorou o Massacre da noite de São Bartolomeu (1572), quando milhares de católicos protestantes foram mortos a mando dos reis protestantes, na França, a e apoiou diversas tentativas de assassinato da rainha Elizabeth I, da Inglaterra.

 
 

  225. Sisto V (Xystus Quintus)

24/04/1585 (63 anos) - 27/08/1590 ( 68 anos)
Duração: 5 anos e 126 dias
Nome de batismo: Felice Peretti
País: Itália

Fixou o número máximo de 70 cardeais, que seria mantido até o pontificado de João XXIII (1958-63), reorganizou a Cúria (principal órgão administrativo da Igreja) e criou a regra que obriga que todos os bispos visitem a Santa Sé ao menos uma vez a cada cinco anos para prestação de contas de suas dioceses. Foi um administrador enérgico, que solucionou o problema da criminalidade nos Estados Pontifícios por meio de execuções públicas.

 
 

  226. Urbano VII (Urbanus Septimus)

15/09/1590 (69 anos) - 27/09/1590 ( 69 anos)
Duração: 12 dias
Nome de batismo: Giovanni Battista Castagna
País: Itália

Teve um dos pontificados mais breves da história. Contraiu malária na noite seguinte à de sua eleição e morreu pouco tempo depois.

 
 

  227. Gregório XIV (Gregorius Quartus Decimus)

05/12/1590 (55 anos) - 16/10/1591 ( 56 anos)
Duração: 315 dias
Nome de batismo: Niccolo Sfondrati
País: Itália

Um dos pontificados mais impopulares e mal-sucedidos da história. Papa fraco e doente, falhou em lidar com a fome e a praga que assolavam Roma.

 
 

  228. Inocêncio IX (Innocentius Nonus)

29/10/1591 (72 anos) - 30/12/1591 ( 72 anos)
Duração: 62 dias
Nome de batismo: Giovanni Antonio Facchinetti
País: Itália

Assumiu o papado já com a saúde abalada, e morreu após dois meses de eleito.

 
 

  229. Clemente VIII (Clemens Octavus)

30/01/1592 (55 anos) - 03/03/1605 ( 69 anos)
Duração: 13 anos e 36 dias
Nome de batismo: Ippolito Aldobrandini
País: Itália

Papa de hábitos austeros, que caminhava mensalmente até as sete igrejas de peregrinação de Roma. Levou adiante as reformas da Igreja, publicando uma versão corrigida da tradução para o latim da Bíblia, aumentando a lista de livros proibidos e endurecendo a Inquisição, que em seu período mandou queimar mais de 30 pessoas, incluindo o filósofo dominicano Giordano Bruno, em 1600.

 
 

  230. Leão XI (Leo Undecimus)

01/04/1605 (69 anos) - 27/04/1605 ( 69 anos)
Duração: 26 dias
Nome de batismo: Alessandro Ottaviano de Medici
País: Itália

Morreu menos de um mês após ser eleito Papa.

 
 

  231. Paulo V (Paulus Quintus)

16/05/1605 (52 anos) - 28/01/1621 ( 68 anos)
Duração: 15 anos e 261 dias
Nome de batismo: Camillo Borghese
País: Itália

Entrou para a história como o papa que censurou Galileu Galilei pela defesa da tese heliocentrista (de que a Terra gira em torno do Sol, e não o contrário) de Nicolau Copérnico.

 
 

  232. Gregório XV (Gregorius Quintus Decimus)

09/02/1621 (67 anos) - 08/07/1623 ( 69 anos)
Duração: 2 anos e 149 dias
Nome de batismo: Alessandro Ludovisi
País: Itália

Primeiro Papa de formação jesuíta. Fixou a regra do voto secreto no conclave, norma que permanece válida até hoje. Criou a Congregação para a Evangelização dos Povos, órgão com a função de propagar a fé católica no mundo. Também canonizou os jesuítas Inácio de Loyola e Francisco Xavier.

 
 

  233. Urbano VIII (Urbanus Octavus)

06/08/1623 (55 anos) - 29/07/1644 ( 76 anos)
Duração: 20 anos e 363 dias
Nome de batismo: Maffeo Barberini
País: Itália

Papa marcado pelo nepotismo e por colocar o interesse de sua família acima da Igreja - nomeou um irmão e dois sobrinhos para o Colégio de Cardeais, além de realizar vários arranjos lucrativos para membros de sua família. Em bula publicada em 1639, proibiu a escravidão de índios no Brasil, no Paraguai e nas Índias Ocidentais. Também foi o responsável pela segunda condenação de Galileu Galilei pela defesa da tese heliocentrista (de que a Terra gira em torno do Sol, e não o contrário) de Nicolau Copérnico.

 
 

  234. Inocêncio X (Innocentius Decimus)

15/09/1644 (70 anos) - 07/01/1655 ( 80 anos)
Duração: 10 anos e 116 dias
Nome de batismo: Giovanni Battista Pamphilj
País: Itália

Papa marcado pela sinistra influência de sua cunhada, a viúva Olimpia Maidalchini. Acreditava-se que o Papa obedecia a seus desígnios. Seu pontificado deu mais poder à Congregação para a Evangelização dos Povos, órgão com a função de propagar a fé católica no mundo.

 
 

  235. Alexandre VII (Alexander Septimus)

07/04/1655 (56 anos) - 22/05/1667 ( 68 anos)
Duração: 12 anos e 48 dias
Nome de batismo: Fabio Chigi
País: Itália

Ficou conhecido por decretar, em 1656, que missionários jesuítas na China poderiam realizar rituais chineses sem a necessidade de rezar a Liturgia das Horas (a oração pública e comunitária oficial da Igreja) em latim - incentivando aquela que seria uma das principais características dos jesuítas, a adaptação à cultura dos povos a quem pregavam. Também foi o responsável pela contratação do escultor Bernini para a construção das suas colunatas semicirculares na Praça de São Pedro, no Vaticano.

 
 

  236. Clemente IX (Clemens Nonus)

20/06/1667 (67 anos) - 09/12/1669 ( 69 anos)
Duração: 2 anos e 173 dias
Nome de batismo: Giulio Rospigliosi
País: Itália

Seu pontificado curto ficou marcado por uma característica inusitada do Papa: foi autor do libreto de algumas óperas, e é considerado um dos criadores da ópera-bufa. Um dos seus maiores méritos como Papa foi a recusa ao nepotismo, uma das manchas de seus antecessores recentes.

 
 

  237. Clemente X (Clemens Decimus)

29/04/1670 (79 anos) - 22/07/1676 ( 86 anos)
Duração: 6 anos e 86 dias
Nome de batismo: Emilio Altieri
País: Itália

Financiou a campanha militar de João III Sobieski, rei da Polônia, contra o avanço turco na região. Submeteu-se, porém, aos caprichos do rei Luís XIV, da França, que confiscou propriedades da Igreja e clamou direito irrestrito de nomeação de cargos eclesiásticos, numa clara violação do poder do pontífice. Foi também responsável pela canonização de Rosa de Lima, a primeira de uma pessoa nascida na América do Sul.

 
 

  238. Beato Inocêncio XI (Innocentius Undecimus)

21/09/1676 (65 anos) - 12/08/1689 ( 78 anos)
Duração: 12 anos e 328 dias
Nome de batismo: Benedetto Odescalchi
País: Itália

Principal Papa do século XVII. Impôs medidas de austeridade não apenas no orçamento papal como nos hábitos do clero. Entrou em conflito com o rei francês Luís XIV, que aprovara medidas que violavam a autoridade do Papa sobre assuntos eclesiásticos, como a nomeação de cargos eclesiásticos.

 
 

  239. Alexandre VIII (Alexander Octavus)

06/10/1689 (79 anos) - 01/02/1691 ( 80 anos)
Duração: 1 ano e 118 dias
Nome de batismo: Pietro Vito Ottoboni
País: Itália

Papa de personalidade expansiva, que reverteu algumas medidas de austeridade de seu antecessor, Inocêncio XI (1676-89), e retomou a prática do nepotismo.

 
 

  240. Inocêncio XII (Innocentius Duodecimus)

12/07/1691 (76 anos) - 27/09/1700 ( 85 anos)
Duração: 9 anos e 79 dias
Nome de batismo: Antonio Pignatelli
País: Itália

Um Papa reformista que elegeu o nepotismo como um de seus principais alvos: emitiu o importante decreto ‘Romanum decet pontificem’, de 1692, no qual define que Papas não poderiam conceder propriedades, cargos ou verbas a parentes. Também fez concessões ao reinado francês e encerrou um conflito político que já se arrastava por 50 anos.

 
 

  241. Clemente XI (Clemens Undecimus)

23/11/1700 (51 anos) - 19/03/1721 ( 71 anos)
Duração: 20 anos e 121 dias
Nome de batismo: Giovanni Francesco Albani
País: Itália

Combateu o movimento jansenista da França, doutrina que pregava que apenas uma porção da humanidade estava predestinada à salvação, que não poderia ser alcançada por meio do livre arbítrio humano. O Papa também reverteu o decreto do Papa Alexandre VII (1655-67) sobre o uso de rituais chineses dos missionários na China, afetando permanentemente o avanço da Igreja na região.

 
 

  242. Inocêncio XIII (Innocentius Tertius Decimus)

08/05/1721 (65 anos) - 07/03/1724 ( 68 anos)
Duração: 2 anos e 304 dias
Nome de batismo: Michelangelo de Conti
País: Itália

Teve um pontificado considerado curto e improdutivo por conta de sua saúde frágil.

 
 

  243. Bento XIII (Benedictus Tertius Decimus)

29/05/1724 (75 anos) - 21/02/1730 ( 81 anos)
Duração: 5 anos e 269 dias
Nome de batismo: Pierfrancesco Orsini
País: Itália

Papa impopular junto ao povo romano. Manteve-se cardeal de Benevento ao aceitar o cargo de Bispo de Roma, prática considerada abusiva por dar margem à concessão de vantagens. O que de fato aconteceu: o Papa nomeou cardeal seu conselheiro e secretário de Benevento, atitude duramente criticada entre os demais cardeais.

 

  244. Clemente XII (Clemens Duodecimus)

12/07/1730 (78 anos) - 06/02/1740 ( 87 anos)
Duração: 9 anos e 211 dias
Nome de batismo: Lorenzo Corsini
País: Itália

Assumiu seu pontificado já enfraquecido pela gota, e ficou cego em seu segundo ano como Papa. Empregou parte da considerável fortuna familiar para construir alguns dos principais pontos turísticos de Roma até hoje: a Piazza di Trevi e a Fontana di Trevi.

 
 

  245. Bento XIV (Benedictus Quartus Decimus)

17/08/1740 (65 anos) - 03/05/1758 ( 83 anos)
Duração: 17 anos e 263 dias
Nome de batismo: Prospero Lorenzo Lambertini
País: Itália

Eleito após o maior conclave da Idade Moderna: seis meses. Tinha personalidade conciliatória e apoiava as artes e as ciências, recebendo inclusive homenagens do escritor e ensaista Voltaire. É autor daquela que é considerada a primeira encíclica papal (carta endereçada a todos os bispos católicos do mundo), a ‘Ubi primum’, que discutia os deveres dos bispos.

 
 

  246. Clemente XIII (Clemens Tertius Decimus)

06/07/1758 (65 anos) - 02/02/1769 ( 75 anos)
Duração: 10 anos e 214 dias
Nome de batismo: Carlo della Torre Rezzonico
País: Itália

Seu maior desafio foi a defesa dos jesuítas, que na época já somavam 23 mil membros, em 270 missões espalhadas pelo mundo. Seu maior inimigo em Portugal foi o Marquês de Pombal, que enxergava os jesuítas como uma ameaça à monarquia portuguesa e suas atividades econômicas na América do Sul. Pombal confiscou propriedades jesuítas e deportou seus membros em 1759. O conflito entre o Papa e Portugal duraria uma década.

 
 

  247. Clemente XIV (Clemens Quartus Decimus)

19/05/1769 (63 anos) - 22/09/1774 ( 68 anos)
Duração: 5 anos e 127 dias
Nome de batismo: Giovanni Vincenzo Antonio Ganganelli
País: Itália

Embora simpático aos jesuítas, foi forçado a dissolver a ordem - a maior da Igreja, passando de 23 mil membros na época - devido a uma forte pressão política de governos que criticavam a sua interferência econômica. A Companhia de Jesus, porém, continuou ativa na Prússia e na Rússia.

 
 

  248. Pio VI (Pius Sextus)

15/02/1775 (57 anos) - 29/08/1799 ( 81 anos)
Duração: 24 anos e 201 dias
Nome de batismo: Count Giovanni Angelo Braschi
País: Itália

Terceiro pontificado mais longo da história. Foi o Papa que testemunhou a Revolução Francesa, cuja defesa do secularismo (separação entre Igreja e Estado) teria efeito marcante sobre o poder do Papa, que chegou a condenar a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão (1789). Os líderes revolucionários ordenaram a invasão de Roma e a captura do Papa, que morreu na prisão. Na época, acreditava-se que este teria sido, enfim, o último dos Papas. Antes de morrer, porém, Pio VI, deixou instruções secretas sobre os arranjos necessários para a realização de um conclave emergencial e a escolha de seu sucessor.

 
 

  249. Pio VII (Pius Septimus)

14/03/1800 (57 anos) - 20/08/1823 ( 81 anos)
Duração: 23 anos e 164 dias
Nome de batismo: Barnaba Chiaramonti
País: Itália

Papa que assumiu após os efeitos devastadores da Revolução Francesa (1789-99) sobre a Igreja. Depois da invasão de Roma e da expulsão do Papa Pio VI (1775-99), o novo Papa pôde retornar ao Vaticano mediante um acordo com Napoleão Bonaparte, que restaurou (com limitações) o catolicismo na França. Em 1808, após recusar-se a apoiar o bloqueio naval à Inglaterra, o Papa foi capturado por Napoleão, libertando-se seis anos depois, quando o imperador francês sofria suas grandes derrotas militares. Foi o responsável pela restauração da Companhia de Jesus (jesuítas), dissolvida em 1773.

 
 

  250. Leão XII (Leo Duodecimus)

28/09/1823 (63 anos) - 10/02/1829 ( 68 anos)
Duração: 5 anos e 137 dias
Nome de batismo: Count Annibale Sermattei della Genga
País: Itália

Papa linha-dura, obscurantista e conservador, cujo pontificado foi marcado pela aversão ao mundo moderno - que então vivia a Revolução Industrial. Ele reforçou o ‘Index Librorum Prohibitorum’ (índice de publicações proibidas por conteúdo considerado impróprio) e a Congregação para a Doutrina da Fé (antiga Inquisição).

 
 

  251. Pio VIII (Pius Octavus)

31/03/1829 (67 anos) - 01/12/1830 ( 69 anos)
Duração: 1 ano e 245 dias
Nome de batismo: Francesco Saverio Castiglioni
País: Itália

Foi eleito num conclave dominado por cardeais modernos, que elegeram um Papa mais liberal para contrastar ao pontificado do obscurantista e conservador Leão XII (1823-29). A mudança, porém, foi pequena. Em sua única encíclica (carta endereçada a todos os bispos), o Papa atribuiu a culpa pelos problemas do catolicismo aos protestantes, aos ataques aos dogmas e à instituição do casamento e às sociedades secretas.

 
 

  252. Gregório XVI (Gregorius Sextus Decimus)

02/02/1831 (65 anos) - 01/06/1846 ( 80 anos)
Duração: 15 anos e 123 dias
Nome de batismo: Bartolomeo Alberto Cappellari
País: Itália

Último monge a ser eleito Papa, e um dos mais reacionários da história da Igreja: baniu linhas de trem e postes de luz nos Estados Pontifícios, além de proibir a reunião em locais públicos por temer conluios contra as autoridades. Em uma de suas encíclicas, criticou conceitos como a liberdade de imprensa e a separação entre Igreja e Estado. Apesar de seu conservadorismo, condenou publicamente a escravidão.

 
 

  253. Beato Pio IX (Pius Nonus)

16/06/1846 (54 anos) - 07/02/1878 ( 85 anos)
Duração: 31 anos e 244 dias
Nome de batismo: Count Giovanni Maria Mastai-Ferretti
País: Itália

Um dos pontificados mais longos da história: quase 32 anos. Assim como boa parte dos Papas do século XIX, mostrou-se reacionário. Acreditava que o poder civil da Igreja seria indispensável de sua independência espiritual e, por isso, resistia à dissolução dos Estados Pontifícios. Com a unificação da Península Itálica, em 1861, a Igreja manteve o controle apenas do Vaticano. Em 1854, o Papa definiu o dogma da Imaculada Concepção da Virgem Maria. Tambpem convocou o Primeiro Concílio do Vaticano, que reafirmou a supremacia papal e pela primeira vez definiu sua infalibilidade.

 
 

  254. Leão XIII (Leo Tertius Decimus)

20/02/1878 (67 anos) - 20/07/1903 ( 93 anos)
Duração: 25 anos e 155 dias
Nome de batismo: Gioacchino Vincenzo Raffaele Luigi Pecci
País: Itália

É considerado o primeiro Papa legitimamente moderno por seu chamado ao diálogo da Igreja com o mundo contemporâneo e por sua defesa da justiça social. É dele um dos mais importantes pronunciamentos papais da história, a encíclica ‘Rerum novarum’ (1891), em que defende a propriedade privada mas cobra responsabilidades sociais como o pagamento de salários justos aos operários e a garantia de direitos trabalhistas. Deu também abertura ao retorno das ‘ovelhas desgarradas’ protestantes e ortodoxas, embora sem ceder mudanças estruturais da Igreja.

 
 

  255. São Pio X (Pius Decimus)

04/08/1903 (68 anos) - 20/08/1914 ( 79 anos)
Duração: 11 anos e 19 dias
Nome de batismo: Giuseppe Melchiorre Sarto
País: Itália

Um dos Papas mais controversos do período contemporâneo por seu confronto com governos democráticos, teólogos católicos, intelectuais e historiadores. Na encíclica ‘Pascendi Dominici gregis’, classificou o modernismo como ‘a síntese de todas as heresias’. Criou uma rede de informantes à procura de desvios doutrinários, passíveis de excomunhão. Também foi responsável pela reorganização da Cúria (principal órgão administrativo da Igreja) e pela melhoria da grade curricular nos seminários e catequismos.

 
 

  256. Bento XV (Beneditus Quintus Decimus)

03/09/1914 (59 anos) - 22/01/1922 ( 67 anos)
Duração: 7 anos e 143 dias
Nome de batismo: Giacomo Della Chiesa
País: Itália

Pontificado obscurecido pela Primeira Grande Guerra (1914-18). Manteve-se neutro no conflito, que tentou encerrar, sem sucesso, com um plano de paz em 1917. A principal marca de seu pontificado é a encíclica ‘Ad beatissimi Apostolorum’, de 1914, em que pede o fim do embate entre católicos progressistas e integralistas.

 
 

  257. Pio XI (Pius Undecimus)

06/02/1922 (64 anos) - 10/02/1939 ( 81 anos)
Duração: 17 anos e 8 dias
Nome de batismo: Achille Ambrogio Damiano Ratti
País: Itália

Primeiro Papa a explorar os meios de comunicação de massa - no caso, o rádio - para divulgar o catolicismo. Foi um Papa que estimulou a participação da Igreja e as missões, as quais dobrou em seu pontificado. Assinou o Tratado de Latrão (1929), em que a Igreja reconhece o reino da Itália e, em retorno, recebe compensações financeiras pela perda dos Estados Pontifícios, em 1861. O tratado também define o catolicismo como religião oficial da Itália e estabelece a soberania da cidade-estado do Vaticano. Embora tenha inicialmente feito tratados com a Alemanha nazista (em 1933), por temor do comunismo, viria a denunciar o nazifascismo como racista e anti-cristão em 1937. Rompeu também com Mussolini em 1938.

 
 

  258. Pio XII (Pius Duodecimus)

02/03/1939 (63 anos) - 09/10/1958 ( 82 anos)
Duração: 19 anos e 226 dias
Nome de batismo: Eugenio Maria Giuseppe Giovanni Pacelli
País: Itália

Assumiu às vésperas da Segunda Guerra Mundial, conflito que não conseguiu impedir, apesar de sua defesa da paz. “Nada se perde com a paz, tudo se perde com a guerra”, disse. Com o início do conflito, manteve-se imparcial e conseguiu para Roma o status de cidade ‘neutra’. Embora tenha refugiado judeus, o Papa foi duramente criticado por não agir mais decididamente contra o Holocausto durante a guerra. Em dois pronunciamentos pós-guerra, eximiu a Alemanha de culpa coletiva pelos crimes do nazismo. Foi bastante ativo e enfático nas questões eclesiásticas - tanto que, na encíclica ‘Humani generis’, afirmou que a palavra do Papa sobre questões teológicas seria suficiente para encerrar qualquer discussão a respeito.

 
 

  259. Beato João XXIII (Ioannes Vicesimus Tertius)

28/10/1958 (76 anos) - 03/06/1963 ( 81 anos)
Duração: 4 anos e 219 dias
Nome de batismo: Angelo Giuseppe Roncalli
País: Itália

Um dos Papas mais queridos da história. Foi o primeiro Papa a ter sua benção inaugural transmitida ao vivo pela televisão. Sua maior contribuição foi o Segundo Concílio do Vaticano (1962-65), que abriu a Igreja para o diálogo com o mundo contemporâneo. Seu carisma alimentou a vocação ecumênica e pastoral de seu pontificado, que buscou acolher não-católicos e pregar justiça social. Aboliu o limite de 70 membros no Colégio dos Cardeais e diversificou sua composição com mais cardeais não-italianos. Foi diagnosticado com câncer no estômago em setembro de 1962, e sua morte no ano seguinte causou comoção mundial.

 
 

  260. Paulo VI (Paulus Sextus)

21/06/1963 (65 anos) - 06/08/1978 ( 80 anos)
Duração: 15 anos e 50 dias
Nome de batismo: Giovanni Battista Enrico Antonio Maria Montini
País: Itália

Primeiro Papa a viajar ao redor mundo de avião - até 1970, havia percorrido mais de 100 mil quilômetros em viagens. Foi o Papa que assumiu a responsabilidade de concluir o Segundo Concílio do Vaticano (1962-65), convocado pelo seu antecessor, João XXIII (1958-63), e implantar suas mudanças reformistas. Defendeu questões como direitos humanos, justiça social e paz. Ficou marcado, porém, pela encíclica ‘Humanae vitae’, de 1968, em que condena qualquer tipo de método anti-concepcional artificial. A encíclica causou ondas de protestos em todo o mundo, principalmente na Europa e na América do Norte. Foi alvo de uma tentativa frustrada de assassinato em 1970, em Manila, nas Filipinas.

 
 

  261. João Paulo I (Ioannes Paulus Primus)

26/08/1978 (65 anos) - 28/09/1978 ( 65 anos)
Duração: 33 dias
Nome de batismo: Albino Luciani
País: Itália

Primeiro Papa da história a escolher para si um nome duplo, em homenagem a João XXIII e a Paulo VI, seus antecessores. Foi encontrado morto em sua cama 33 dias depois de eleito, vítima de infarto. As circunstâncias de sua morte deram origem a diversas teorias da conspiração, a principal delas sugerindo que teria sido envenenado antes de revelar irregularidades financeiras no Banco do Vaticano.

 
 

  262. Beato João Paulo II (Ioannes Paulus Secundus)

16/10/1978 (58 anos) - 02/04/2005 ( 84 anos)
Duração: 26 anos e 175 dias
Nome de batismo: Karol Jozef Wojtyla
País: Polônia

Primeiro Papa de origem eslava e o primeiro não-italiano desde Adriano VI (1522-23). Embora seja considerado o primeiro Papa pós-moderno, seu pontificado - dos mais longos e ativos da história da Igreja - foi conservador. Manifestou-se contra o aborto, o uso de anticoncepcionais, a eutanásia e a pena de morte. Também condenou o envolvimento direto do clero na política, numa crítica velada à teologia da libertação, popular na América Latina. Era, porém, extremamente carismático. Tornou icônico seu gesto de ajoelhar-se e beijar o solo dos países que visitava. Um de seus legados negativos é o histórico de escândalos de abuso sexual de crianças dentro da Igreja, sobre os quais tardou em se manifestar. Sofreu um atentado no Vaticano, em 1981, quando foi baleado no abdômen por um militante fascista turco.

 
 

  263. Bento XVI (Benedictus Decimus Sextus)

19/04/2005 (78 anos) - 28/02/2013 ( 85 anos)
Duração: 7 anos e 307 dias
Nome de batismo: Joseph Alois Ratzinger
País: Alemanha

Um dos maiores intelectuais e teólogos a sentar na cátedra de São Pedro. Foi um dos colaboradores mais próximos de João Paulo II (1978-2005). Apostou na riqueza doutrinária da Igreja, defendendo tanto sua ortodoxia quanto sua mensagem de amor - um de seus gestos mais marcantes foi a abertura do diálogo com outras religiões, como o islamismo e o judaísmo. Herdou um das maiores crises da história recente da Igreja: os escândalos envolvendo pedofilia entre membros do clero. Em uma atitude que chocou o mundo, renunciou do papado, alegando falta de rigor físico para lidar com os desafios da Igreja.

 
 

  264. Francisco (Franciscus)

13/03/2013 (76 anos) - Atual
Duração: Em andamento
Nome de batismo: Jorge Mario Bergoglio
País: Argentina

Em um conclave de resultado surpreendente, os cardeais escolhem o cardeal de Buenos Aires Jorge Mario Bergoglio, que adota o nome Francisco. É o primeiro jesuíta a ser escolhido Papa. É considerado moderado.
 

 


 


Conheça os Cursos On-Line
Portal do Conhecimento