Página Inicial » Saúde e Bem Estar


     

|04|


Dicas para melhorar o seu intestino preso - prisão de ventre

Intestino preso é um problema que causa enormes desconfortos, e é mais comum do que parece, já que 20% da população mundial sofrem com esse mal. Ele pode ser causado por inúmeros fatores, por isso é sempre bom ficar de olho para não sofrer com esse mal.

A prisão de ventre ou constipação intestinal é mais comum em mulheres e idosos, mas saiba que esse é um problema que atinge todas as idades. Caso você esteja sofrendo, saiba como melhor o funcionamento do seu intestino, amenizando assim o seu desconforto.

Alimentos que ajudam no funcionamento do intestino

Algo que incomoda muito as pessoas é a constipação intestinal, portanto é necessário que se tenha uma dieta com alimentos saudáveis.

Um dos problemas de saúde mais comuns, que atingem principalmente as mulheres, é a constipação intestinal conhecida por prisão de ventre, essa dor causa edemas, enxaqueca, gases, fadiga e muito estresse. Esse problema pode ser tratado com alimentos saudáveis, exercícios físicos, dentre outros métodos que ajudam a regular o intestino.

A famosa prisão de ventre pode ser causada pela ingestão diária de alimentos industrializados como os fast foods, alimentos gordurosos, enfim refeições nada saudáveis. Essas são as causas de uma vida corrida, pois o indivíduo não tem tempo para preparar suas refeições e opta por lanches prontos.

Alimentos indicados

Para que o seu intestino funcione corretamente é necessário que você tenha uma alimentação equilibrada, com alimentos ricos em proteína e fibras, como o leite, pois contribuem para o funcionamento do intestino. As frutas, legumes, verduras, fibras, cereais integrais, são uma boa pedida. A ingestão de líquidos como água e sucos naturais é muito importante.

Principais alimentos:
Leite, iogurte, feijão, figo, linhaça, batata doce, ameixa seca, damasco, mamão, abacaxi, maracujá, laranja, vegetais crucíferos (couve, repolho, chicória) são recomendados.

Além de ingerir alimentos saudáveis é recomendado ter horários regulares para as refeições, desta maneira o seu intestino acostuma; nunca segure a vontade de defecar; evite chás, cafés, bebidas alcoólicas e mantenha horários certos para ir ao banheiro. Caso as dores sejam muito fortes podem ser feitas compressas com água quente para aliviar o incomodo.

Vitamina com frutas confira a receita:
-2 colheres de sopa de mamão picado
-1 colher de sobremesa de ameixa preta sem semente
-1 colher de sopa de farelo de trigo
-1 copo americano de suco de laranja

Modo de preparo
Misture todos os ingredientes, bata no liquidificar e adoce se preciso. O suco pode ser trocado por leite.

Ao perceber que esta com o intestino preso siga as instruções acima, pois este problema deve ser tratado.

10 Dúvidas sobre a prisão de ventre

A prisão de ventre ainda é um tabu, ou seja, poucas pessoas estão realmente dispostas a falar sobre ela, porém ela afeta 1 entre cada 5 pessoas na França. A maioria dos doentes são mulheres (80%) e os idosos. Através de 10 perguntas, nós tiramos suas principais dúvidas sobre o assunto.

1. Quando você pode dizer que você está com prisão de ventre?
Para os médicos, quando você vai ao banheiro menos de três vezes por semana durante um período de várias semanas ou meses.

2. Por que as mulheres são mais afetadas do que os homens?
A gravidez predispõe a prisão de ventre. Com efeito, a redução das contrações intestinais devido a alterações hormonais e a compressão do útero através do colo contribuir para o abrandamento do trânsito.
Os idosos são também frequentemente sujeitos a sofre com a prisão de ventre, porque a inatividade física e certos medicamentos podem acabar gerando o problema.
Porém é bom ressaltar que a prisão de ventre não poupa mesmo os bebês, incluindo mamadeira e filhos, que “segurar” para não ir ao banheiro na escola.

3. O que causa a prisão de ventre?
Dois mecanismos são geralmente envolvidos:

A “preguiça” do intestino grosso: o tubo digestivo se contrai pouco e as fezes progridem muito lentamente

A “secagem” das fezes: parede do colón tem entre suas funções a reabsorção da água nas fezes. Na ausência de uma hidratação regular e suficiente, a reabsorção de água no intestino grosso pode levar à formação de fezes duras, secas, tornando-as difíceis de serem removidas.

4. Quais são os fatores que contribuem para a prisão de ventre?
Prisão de ventre pode ser:

Ocasional: neste caso, é muitas vezes devido a uma mudança nos hábitos diários (viajar para o exterior, mudanças na dieta, stress).

Brutal: neste caso não uma causa aparente específica, por isso é necessário consultar um médico, pois pode ser um sintoma de uma doença mais grave.

Crônica: acontece devido a falta de um estilo de vida saudável (falta de exercício, algumas bebidas, alimentos não saudáveis ​​…). No entanto, a gravidez e certos medicamentos também podem promover uma constipação a longo prazo.

5. Quais os alimentos que devo evitar?
Nenhum produto precisa ser completamente evitado, mas alguns devem ser ingeridos com moderação, como os alimentos ricos em amido. Em caso de inchaço doloroso, evite alimentos que possam fermentar, como feijão, repolho ou lentilhas.

6. Quais os alimentos que promovem o trânsito intestinal?
Produtos com fibras, como verduras, salada, frutas frescas ou secas, cereais ou pão. As fibras ajudam a reter água, aumentando o volume. Elas também estimular as contrações do intestino.
Dica: descasque os legumes o mínimo possível, pois é na sua pele que há mais fibra, mas não caia no outro extremo de aumentar a ingestão de fibra ao extremo, pois você pode acabar com inchaço e flatulência.

7. Como prevenir a prisão de ventre na vida cotidiana?
Beba de 1,5 a 2 litros de líquido por dia;
Lute contra a inatividade, promovendo caminhadas e estimulando os exercícios abdominais;
Coma em horários regulares;
Evite refeições em qualquer lugar e tenha horário para isso;
Não deixe de ir ao banheiro para reduzir condições de estresse;

8. Quais são as complicações da prisão de ventre?
Os mais comuns são os inchaços e dores intestinal. Devido à pressão, a constipação também pode gerar o desenvolvimento de hemorroidas. Em alguns casos, e especialmente em pessoas debilitadas e acamado, constipação pode levar a uma obstrução real do intestino.
Em todos os casos, um início súbito de constipação ou recente agravamento deve levar a consultar um médico.

9. O laxante pode ser usado em que condições?
Para usar laxante não é preciso ter prescrição médica, mas seu uso deve permanecer pontual. Existem vários tipos:
Laxantes osmóticos são usados para amolecer as fezes. Alguns laxantes tem o efeito de promover a produção de gases o que leva ao aumento da pressão nas paredes do intestino facilitando a eliminação das fezes.
Laxantes emolientes (óleo de parafina) amolecem as fezes e lubrificando o conteúdo intestinal.
Laxantes estimulantes atuam sobre os músculos do intestino e estimula a secreção de água e electrólitos.
Laxantes irritante age sobre a parede e aumenta as contrações do aparelho gastrointestinal.

10. Por que devemos evitar o uso prolongado de laxantes?
Os laxantes devem ser evitados porque podem causar a inflamação da parede do cólon e gerar uma dependência: o intestino já não pode funcionar corretamente sem eles.

 

 


Conheça os Cursos On-Line
Portal do Conhecimento