Página Inicial » Temas Polêmicos


 
|03|

 

Adão, Seus Filhos, População Mundial e Longevidade
W. Janzen

Gên.3: 22 Então disse o Senhor Deus: Eis que o homem se tem tornado como um de nós, conhecendo o bem e o mal. Ora, não suceda que estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente.
Gên. 4
1 Conheceu Adão a Eva, sua mulher; ela concebeu e, tendo dado à luz a Caim, disse: Alcancei do Senhor um varão.
2 Tornou a dar à luz a um filho-a seu irmão Abel. Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra.
3 Ao cabo de dias trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor.

Gên.4: 14 Eis que hoje me lanças da face da terra; também da tua presença ficarei escondido; serei fugitivo e vagabundo na terra; e qualquer que me encontrar matar-me-á.
15 O Senhor, porém, lhe disse: Portanto quem matar a Caim, sete vezes sobre ele cairá a vingança. E pôs o Senhor um sinal em Caim, para que não o ferisse quem quer que o encontrasse.
16 Então saiu Caim da presença do Senhor, e habitou na terra de Node, ao oriente do Éden.
17 Conheceu Caim a sua mulher, a qual concebeu, e deu à luz a Enoque. Caim edificou uma cidade, e lhe deu o nome do filho, Enoque.
18 A Enoque nasceu Irade, e Irade gerou a Meujael, e Meujael gerou a Metusael, e Metusael gerou a Lameque.
19 Lameque tomou para si duas mulheres: o nome duma era Ada, e o nome da outra Zila.
20 E Ada deu à luz a Jabal; este foi o pai dos que habitam em tendas e possuem gado.
21 O nome do seu irmão era Jubal; este foi o pai de todos os que tocam harpa e flauta.
22 A Zila também nasceu um filho, Tubal-Caim, fabricante de todo instrumento cortante de cobre e de ferro; e a irmã de Tubal-Caim foi Naamá.
23 Disse Lameque a suas mulheres: Ada e Zila, ouvi a minha voz; escutai, mulheres de Lameque, as minhas palavras; pois matei um homem por me ferir, e um mancebo por me pisar.
24 Se Caim há de ser vingado sete vezes, com certeza Lameque o será setenta e sete vezes.
25 Tornou Adão a conhecer sua mulher, e ela deu à luz um filho, a quem pôs o nome de Sete; porque, disse ela, Deus me deu outro filho em lugar de Abel; porquanto Caim o matou.
26 A Sete também nasceu um filho, a quem pôs o nome de Enos. Foi nesse tempo, que os homens começaram a invocar o nome do Senhor.

Gên.5
1 Este é o livro das gerações de Adão. No dia em que Deus criou o homem, à semelhança de Deus o fez.
2 Homem e mulher os criou; e os abençoou, e os chamou pelo nome de homem, no dia em que foram criados.
3 Adão viveu cento e trinta anos, e gerou um filho à sua semelhança, conforme a sua imagem, e pôs-lhe o nome de Sete.
4 E foram os dias de Adão, depois que gerou a Sete, oitocentos anos; e gerou filhos e filhas.

Comentários:
1- A palavra Adão e homem são a mesma em grego e estão relacionados com "terra". É mera escolha do tradutor usar "Adão" ou "homem" na tradução.
 
2- Gênesis relata que Adão e Eva geraram filhos e filhas. Alguma filha foi citada pelo nome em alguma lista genealógica?
 
3- Caim foi o primeiro filho, Abel o segundo, mas Sete não foi obrigatoriamente, o terceiro filho.
 
4- A citação da idade de Adão ao gerar Sete está atrelado ao fato "um filho à sua semelhança", isto tem a ver com a genealogia de Jesus, Lucas 3: 38 Cainã de Enos, Enos de Sete, Sete de Adão, e Adão de Deus.
 
5- Se Adão e Eva tiveram, por exemplo, o seu primeiro filho, Caim, aos 25 anos de idade, e somente a cada 5 anos tivessem tido mais um filho, ao Sete nascer teriam já 25 filhos e filhas! A pílula e a TV não foram inventadas ainda e então é de se supor que este número poderia estar, no mínimo, duas vezes mais elevado!
 
6- Geralmente nascem mais filhas do que filhos mas vamos ficar nos 50% para cada um. Teríamos então 25 filhas e 25 filhos.
 
7- Quando Caim, digamos, alcançou 25 anos ele teria uma irmã com 22,5 anos, outra com 17,5 anos e outra com 12,5 anos, todas em idade para casar. É possível que quando Caim matou a Abel que outros filhos de Adão e Eva já estavam casados e até já tinham filhos próprios pois diz a passagem: Gên. 4: 3 "Ao cabo de dias trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor." Em outras palavras: "Depois de algum tempo", o contrário de "imediatamente".
 
8- Lucas 3: 38 Também é enfático de que Adão foi o primeiro Homem: "Cainã de Enos, Enos de Sete, Sete de Adão, e Adão de Deus."
 
9- Tudo isto se resume na credibilidade que se tem da Palavra de Deus. Se eu tenho que escolher entre o que é simbologia ou o que é relato verdadeiro como eu vou saber se Jesus Cristo é de fato o filho de Deus, Deus tornado carne, ou que isto é apenas força de expressão dos escritores? Receio que teríamos tantas versões de interpretação como temos pessoas no mundo. Tudo se resume à credibilidade da Bíblia. Se não sabemos que ela é por longe o mais extenso relato histórico, o mais confiável relato histórico, que não há nada, nem por perto similar a ela, que Cristo, como Deus incarnado, dela citou sem um revelar um pingo de dúvida, ela é para mim também confiável.
 
10- O que a medicina aumentou foi a expectativa de vida e não a idade máxima que as pessoas alcançam. Expectativa de vida é a média das idades. Se você combate a mortalidade infantil você aumenta a expectativa de vida, a idade média das pessoas mas eventualmente não acrescenta nada às suas idades máximas. É interessante observar que as idades máximas registradas foram de escravos e pessoas do terceiro mundo. O que o primeiro mundo registrou foi um percentual maior de pessoas idosas mas os recordes de idade não estão com eles. Expectativa de vida se relaciona com as doenças e o combate delas. Quanto maior a densidade demográfica e ou menor o grau de higiene, menor a expectativa de vida útil. Quando a higiene é levada aos extremos há novamente redução da expectativa de vida por falta de desenvolvimento de anticorpos, como foi recentemente noticiado na mídia. O que limita a idade máxima é a incidência de raios cósmicos, tida hoje como principal causa do envelhecimento.
Muitos povos do mundo tem histórias sobre o dilúvio dos quais o relato bíblico é por longe o mais sóbrio, o mais detalhado e o menos fantasioso.
É de se esperar que uma catástrofe de tamanha abrangência não se tenha apagado totalmente da humanidade.
Pelo que consta, as letras do Chinês tem o desenho de um barco com oito pessoas para representar o mar ou uma inundação!
O Pterosauro, um dinosauro voador que chegava a pesar até uma tonelada, não poderia voar nas condições rarefeitas da atual atmosfera.
Estima-se que "as águas acima do firmamento" de Gên.1: 7 "Fez, pois, Deus o firmamento, e separou as águas que estavam debaixo do firmamento das que estavam por cima do firmamento. E assim foi." Em forma de vapor d'água transparente devem ter tido um equivalente de 30 metros de água líquida o que elevaria a pressão atmosférica do atual 1 bar para uns 30 bar de pressão. Nestas condições o Pterosauro poderia voar.
A Terra não tinha cordilheiras nem montanhas elevadas e o mar certamente era bem menos profundo.
As placas continentais são delimitadas por descontinuidades abissais cujos valores se mede em km. Nitidamente houve um afundamento do fundo dos mares e uma elevação dos continentes, os quais receberam as águas do dilúvio e fizeram novamente aparecer terra seca.
O relato bíblico do dilúvio informa: Gên.7:11b e 12 romperam-se todas as fontes do grande abismo, e as janelas do céu se abriram, e caiu chuva sobre a terra quarenta dias e quarenta noites.
   1- romperam-se todas as fontes do grande abismo
   2- as janelas do céu se abriram
Entende-se que grandes vulcões entraram em erupção e contaminaram o vapor d'água acima da atmosfera com núcleos de condensação, e por este motivo esta condensou e se precipitou em forma de chuva torrencial. Isto por 40 dias e 40 noites.
A chuva providenciou uma elevação das águas sobre todo o globo terrestre de uns 30 metros e os vulcões e fontes do grande abismo acrescentaram mais água juvenil à chuva. Como não havia montanhas altas é fácil de se imaginar que toda a superfície terrestre foi coberta por água.
A maioria das camadas geológicas são testemunho disto.
Os animais marinhos foram os primeiros a serem sepultados, em seguida os ribeirinhos e com menos poder de locomoção e finalmente os maiores e mais velozes, dando a impressão de que eles evoluíram nesta seqüência.
Há evidências fósseis de que antigamente os pólos gozavam de climas tropicais. Uma camada de vapor d'água transparente equivalente a uma coluna de 30 m de água líquida produziriam um efeito de estufa apropriado para produzir tal clima.
Trinta metros de camada de água tem um poder de isolamento contra raios cósmicos igual a 1 metro de camada de chumbo! Isto é um fator considerado ter contribuído para que as pessoas viviam muitos anos mais antes do dilúvio do que depois.
Com o dilúvio a camada protetora se destruiu e com isto a longevidade. Deus antecipou a declaração disto antes do dilúvio: (Gên.6: 3) Então disse o Senhor: O meu Espírito não permanecerá para sempre no homem, porquanto ele é carne, mas os seus dias serão cento e vinte anos.
O projeto inicial previa que o homem obedecesse a Deus, não comesse da árvore do entendimento do bem e do mal e oportunamente comesse da árvore da vida adquirisse vida eterna. Esta árvore aparece novamente, para os redimidos, no apocalipse.
Deus determinou, então, quando as idades dos homens ainda alcançavam idades quase milenares e quando tratou da multiplicação da maldade dos homens e da exterminação de todos os seres viventes terrestres, de que isto não continuaria desse jeito. A idade futura, verbo no futuro, será de 120 anos e para isto derrubou a camada protetora e esta causou o dilúvio.
 
11- Crescimento demográfico. Cientistas das áreas afirmam que nem as grandes pestes nem as grandes guerras retardaram significativamente o crescimento demográfico mundial. Quanto mais pobre o país maiores as famílias, quanto mais desenvolvido o país, maior a preservação da vida mas menores as famílias. Alguns países desenvolvidos tem taxa de crescimento até negativa. Outros países sem a mínima saúde e vivendo na miséria tem taxas de crescimento até 4% anuais. Quanto mais densa a população maior a incidência de doenças contagiosas e vice-versa. É de se esperar quando a população do mundo ainda era pouca que pestes eram quase que ausentes. O Brasil tem atualmente uma taxa de crescimento pouco abaixo dos 2%. Em outras partes do terceiro mundo tem países com taxas bem superiores. Vamos considerar que o dilúvio aconteceu a uns 4400 anos atrás, que apenas três gerações convivem simultaneamente e que a idade de uma geração é de 25 anos. Qual é a taxa de crescimento necessária para alcançarmos a atual cifra de 6 bi de habitantes?
Noé teve três filhos, três famílias, depois do dilúvio. Por isto vamos multiplicar o cálculo por três ou determinar a taxa para uma população de 6 bi dividido por três = 2 bi.

 

    TC = Taxa de crescimento em % anuais
    H = Número de descendentes
    H1 = 4625 anos primeira geração que nasceu antes do dilúvio.
    H2 = 4600 anos
    H3 = 4575 anos
    H = (1+TC/100)anos
    Para TC = 0,45% temos

    H1 = (1+0,45/100)4625 = 1.145.672.965 pessoas
    H2 = 1+0,45/100)4600 = 932.672.105
    H3 = 1+0,45/100)4575 = 833.643.677
    Sub=total 2.911.988.747
    X 3 = 8.735.966.241

     

Conclusão: Mesmo com uma modesta taxa de crescimento de 0,45% ao ano se chega, à partir das pessoas na arca, e da suposta data do dilúvio, a uma população superior à população mundial atual (2005).

 

 


 


Conheça os Cursos On-Line
Portal do Conhecimento