Página Inicial » Medicina para Leigos




|03|


Sinusite

O que é Sinusite
A sinusite se refere à inflamação dos seios nasais que ocorre com uma infecção viral, bacteriana ou fúngica.

Nomes alternativos
Sinusite aguda; Infecção dos seios nasais; Sinusite crônica; Rinossinusite

Causas, incidência e fatores de risco

Os seios nasais são espaços cheios de ar no crânio (atrás da testa, do osso nasal, das bochechas e dos olhos) que são revestidos de membranas mucosas.

Os seios nasais saudáveis não contêm bactérias nem outros germes. Normalmente, o muco consegue ser drenado e o ar pode circular.

Quando as aberturas dos seios nasais se bloqueiam ou há muito acúmulo de muco, as bactérias e outros germes podem crescer com mais facilidade.

A sinusite pode ocorrer por uma dessas doenças:

Os pequenos cílios dos seios nasais, que ajudam o muco a sair, não funcionam corretamente devido algumas doenças.
Resfriados e alergias podem aumentar a produção de muco ou bloquear a abertura dos seios
Um desvio de septo, um osteófito nasal ou pólipos nasais podem bloquear a abertura dos seios nasais
A sinusite pode ser:

Aguda – os sintomas duram até 4 semanas
Subaguda – os sintomas duram de 4 a 12 semanas
Crônica – os sintomas duram 3 meses ou mais
A sinusite aguda geralmente é causada por uma infecção bacteriana nos seios nasais resultante de uma infecção do trato respiratório superior. A sinusite crônica se refere ao inchaço e a inflamação a longo prazo dos seios nasais, que podem ser causados por bactérias ou fungos.

As seguintes circunstâncias podem aumentar o risco de você ou seu filho desenvolverem sinusite:

Rinite alérgica ou febre do feno
Fibrose cística
Creche
Doenças que impedem que os cílios se movam adequadamente, como a síndrome de Kartagener ou a síndrome dos cílios imóveis
Alterações de altitude (voar ou mergulhar)
Adenoides aumentadas
Fumar
Infecções odontológicas (raro)
Sistema imunológico debilitado por HIV ou quimioterapia

Sintomas

Os sintomas clássicos da sinusite aguda em adultos, em geral, seguem um resfriado que não melhora ou que piora depois de 5 a 7 dias dos sintomas.

Os sintomas incluem:

  • Mau hálito ou perda do olfato

  • Tosse, muitas vezes pior durante a noite

  • Fadiga e mal-estar generalizado

  • Febre

  • Dor de cabeça – dor como pressão, dor atrás dos olhos, dor de dente ou sensibilidade facial

  • Congestão nasal e secreção

  • Dor de garganta e gotejamento pós-nasal
     

Os sintomas da sinusite crônica são os mesmos que os da sinusite aguda, mas tendem a ser mais suaves e duram mais de 12 semanas.

Os sintomas da sinusite em crianças são:

  • Resfriados ou doenças respiratórias que vêm melhorando e começam a piorar

  • Febre alta, juntamente com secreção nasal mais escura, por pelo menos 3 dias

  • Secreção nasal, com ou sem tosse, presente por mais de 10 dias e que não melhora

Exames e testes

O médico examinará você ou seu filho da seguinte maneira:

  • Procurando sinais de pólipos no nariz

  • Acendendo uma luz contra os seios nasais (transiluminação) para detectar sinais de inflamação

  • Apalpando a zona dos seios nasais para encontrar a infecção

Os raios X normais dos seios não são muito precisos para diagnosticar a sinusite.

Visualizar os seios através de um endoscópio de fibra óptica (exame denominado endoscopia nasal ou rinoscopia) pode ajudar a diagnosticar a sinusite. Isso geralmente é feito por médicos especializados em problemas de ouvido, nariz e garganta (otorrinolaringologistas).

Contudo, esses exames não são muito precisos para detectar a sinusite.

Uma tomografia computadorizada dos seios também pode ser usada para ajudar a diagnosticar a sinusite ou avaliar a anatomia dos seios para determinar se a cirurgia pode ser benéfica. Se há suspeitas de que a sinusite envolva um tumor ou uma infecção fúngica, pode ser necessária uma ressonância magnética.

Se você ou seu filho tiver sinusite crônica ou recorrente, poderão ser feitos outros exames como:

  • Teste de alergia

  • Exames de sangue de HIV ou outros exames para detectar uma baixa função imune

  • Teste da função ciliar

  • Citologia nasal

  • Exames de cloro no suor para detectar fibrose cística

Tratamento

Autocuidado

Experimente as seguintes medidas para ajudar a reduzir a congestão em seus seios nasais:

  • Aplique um pano úmido e quente no rosto várias vezes ao dia

  • Beba muito líquido para diluir o muco

  • Inale vapor de 2 a 4 vezes por dia (por exemplo, sentado no banheiro com o chuveiro ligado)

  • Use spray com solução salina no nariz várias vezes ao dia

  • Use um umidificador

Tenha cuidado com os descongestionantes nasais em spray de venda livre. Eles podem ser úteis no início, mas usá-los por mais de 3 a 5 dias pode, na verdade, piorar a congestão nasal.

Além disso, para a dor ou pressão nos seios nasais:

  • Evite viajar de avião se estiver congestionado

  • Evite temperaturas extremas, mudanças bruscas de temperatura e curvatura para frente com a cabeça baixa

  • Experimente tomar paracetamol ou ibuprofeno

Medicamentos e outros tratamentos

Em geral, não são necessários antibióticos para a sinusite aguda. A maior parte dessas infecções desaparece sozinha. Mesmo quando os antibióticos ajudam, eles podem simplesmente reduzir um pouco o tempo em que você ou seu filho fica doente.

Os antibióticos podem ser receitados antes para:

  • Crianças com secreções nasais, possivelmente com tosse, que não melhoram depois de 2 ou 3 semanas

  • Febre alta (mais de 39 °C)

  • Dor de cabeça ou dor no rosto

  • Inchaço severo ao redor dos olhos

A sinusite aguda deve ser tratada durante 10 a 14 dias. A sinusite crônica deve ser tratada durante 3 a 4 semanas. Algumas pessoas com sinusite crônica podem necessitar de medicamentos especiais para tratar infecções fúngicas.

Em algum momento, o médico vai considerar outros medicamentos com receita, mais exames ou o encaminhamento para um otorrinolaringologista ou especialista em alergias.

Outros tratamentos para a sinusite incluem:

  • Injeções contra alergia (imunoterapia) para ajudar a evitar a reincidência da doença

  • Evitar os desencadeadores de alergia

  • Sprays nasais com corticoides e anti-histamínicos para diminuir o inchaço, principalmente se existirem pólipos nasais ou alergias

Uma cirurgia para limpar e drenar os seios nasais também pode ser necessária, principalmente em pacientes cujos sintomas persistam depois de 3 meses apesar do tratamento médico ou em pacientes que tenham mais de dois ou três episódios de sinusite aguda por ano. Um otorrinolaringologista pode realizar essa cirurgia.

A maioria das infecções fúngicas nos seios nasais requer cirurgia. A correção cirúrgica do desvio de septo ou de pólipos nasais pode prevenir a reincidência da doença.

Evolução (prognóstico)

As infecções nos seios nasais, em geral, são curáveis com medidas de autocuidado e tratamento médico. Se você tiver ataques recorrentes, deve verificar se existem causas subjacentes como pólipos nasais ou outros problemas como alergias.

Complicações

Embora sejam muito raras, as complicações podem incluir:

  • Abscesso

  • Infecção óssea (osteomielite)

  • Meningite

  • Infecção na pele ao redor dos olhos (celulite orbital)

Prevenção

A melhor forma de prevenir a sinusite é evitar ou tratar rapidamente gripes e resfriados:

  • Coma muitas frutas e vegetais, que são ricos em vitaminas e antioxidantes e outros químicos que podem estimular seu sistema imunológico e ajudar seu corpo a resistir à infecção

  • Tome a vacina contra a gripe todos os anos

  • Reduza o estresse (faça o teste: você está estressado?)

  • Lave suas mãos frequentemente, especialmente depois de apertar a mão de outras pessoas

Outras dicas para prevenir a sinusite:

  • Evite fumaça e poluição

  • Beba muito líquido para aumentar a hidratação do corpo

  • Tome descongestionantes durante uma infecção do trato respiratório superior

  • Trate as alergias rápida e adequadamente

  • Use um umidificador para aumentar a hidratação do nariz e dos seios nasais

 

 


Conheça os Cursos On-Line
Portal do Conhecimento