Página Inicial » Carreira Pessoal




|03|
 


O poder do design da embalagem para sucesso de um produto

Nos últimos anos podemos observar que um dos fatores mais decisivos no processo de fidelização de consumidores foi a preocupação das empresas com o aperfeiçoamento das embalagens de seus produtos.

Conforme especialistas em Marketing, uma boa embalagem deve – primeiramente – apresentar o produto aos consumidores e se constitui num elemento relevante do Marketing-Mix.

Um importante componente da embalagem é o rótulo o qual identifica, descreve e classifica um produto.

Um bom rótulo promove o produto no ponto de vendas através de figuras e cores atraentes, pois em produtos de consumo de massa o visual formado por rótulo e embalagem se constitui no primeiro elemento de Merchandising no ponto de vendas.

No caso dos alimentos e bebidas algumas imitações de rótulos e nomes apresentam certas semelhanças em termos de cores e desenhos. Certamente, isso acaba induzindo consumidores desatentos a comprarem determinados produtos como é o caso das bebidas Caldezano e Cortezano, as quais se confundem com o líder de mercado nesse segmento – Cinzano.

Dessa forma, pode-se afirmar que uma boa embalagem deve se transformar em um anúncio do próprio produto, devendo ser fácil de manusear e poupar o tempo dos consumidores.

Deve informar os usos do produto, ser fácil de transportar e dispor de opções de tamanho e quantidades do produto. Além disso, uma embalagem deve ser fácil de abrir, de fechar e de ser reciclada a fim de ser novamente utilizada para o mesmo produto.

Empresas que planejam seu Marketing-Mix com competência acompanham de perto o relacionamento de suas embalagens com os consumidores dos seus produtos.

E nesse processo de pesquisa permanente elas acabam identificando algumas imperfeições nas embalagens, as quais são uma ótima oportunidade para estreitar suas relações com os consumidores e se transformam em fatores de fidelização às suas marcas.

Dentre as centenas de novidades nas embalagens algumas merecem destaques como a lata das batatinhas fritas Pringle’s (da Procter & Gamble), a qual revolucionou esse segmento e se transformou em padrão.

Outro destaque é a nova embalagem da cerveja Antarctica, a qual aparentemente descobriu a quantidade certa para a maioria dos bebedores desse produto – 237 ml.

Ainda no segmento de bebidas pode-se destacar a embalagem com três doses do conhaque Dreher, o qual consegue caber no bolso dos consumidores tanto em tamanho quanto em preço (abaixo de R$ 2).

No segmento de maioneses, a Cica lançou o sache de 500 g com bico dosador em formato de estrela – a fim de facilitar a decoração de determinados pratos. E para não ficar atrás a Hellmann’s lançou uma embalagem com bico que abre e fecha, a qual também possibilita decorar pratos e ocupa menos espaços nas prateleiras.

Atendendo às queixas de seus consumidores, a Parmalat lançou uma embalagem com adesivo especial que possibilita abri-la e fechá-la diversas vezes, até acabarem todos os biscoitos do pacote.

Já a Bauducco lançou uma embalagem de biscoito com um “berço” de papelão ondulado, o qual servindo de base evita a quebra de biscoitos.

Portanto, como vimos, produtos com embalagens bem planejadas ao gosto dos consumidores acabam se transformando em importantes ferramentas de fidelização de consumidores e não permitem que eles caiam na tentação de experimentarem os produtos concorrentes.

 

 


Conheça os Cursos On-Line
Portal do Conhecimento