Página Inicial » Carreira Pessoal




|02|
 

8 lições para lidar com pessoas difíceis

Trabalhar perto de alguém ‘complicado’ não é fácil para ninguém , não é ?

Quase toda empresa tem aquela pessoa que parece estar sempre pronta para acabar com o humor de toda a equipe. É aquela que pergunta – se não com palavras, certamente com o olhar – “Bom dia por quê?”, tem sempre um comentário ácido e raramente vê graça em alguma coisa. Trabalhar perto de alguém com esse tipo de comportamento não é fácil para ninguém. Quando se trata apenas de um colega, a situação ainda pode ser contornada com alguma facilidade. Agora, quando o dono desse péssimo humor é o seu chefe direto, tudo fica bem mais complicado.

“Normalmente, pessoas ‘difíceis’, que têm esse tipo de comportamento, estão na empresa há bastante tempo e, de alguma forma, sentem-se à vontade para agir assim”, observa Renata Mello, consultora de imagem. Confira a seguir suas recomendações para quem precisa lidar com esse problema sem perder o rebolado:

1 – Tente não reforçar o mau humor. Se você disse “Bom dia” e não ouviu resposta, simplesmente siga em frente. Não cobre, não questione. “Não precisa perguntar se a pessoa não ouviu ou se não vai responder porque isso não vai melhorar nada”, aconselha.

2 – Tire o seu sorriso do caminho, se for necessário. “Normalmente, pessoas que agem assim estão frustradas com a carreira ou com alguma coisa pessoal, por isso qualquer demonstração excessiva de alegria ou realização pode piorar a situação”, diz Renata. Não quer dizer que você tenha que esconder a alegria por receber uma promoção ou comprar as passagens para a viagem dos seus sonhos. A ideia é apenas não reforçar isso perto da pessoa mal humorada para que ela não fique pior ainda – e, claro, tente estragar a sua alegria de alguma forma.

3 – Outro ponto importante é evitar ficar comentando a indelicadeza alheia. “Fofoca é ruim tanto para quem faz quanto para quem fica sabendo depois”, explica Renata. Quanto mais você lembrar e comentar o ocorrido, mais vai se irritar com ele.

4 – Não critique e não julgue. Se a pessoa não parece bem, é possível que ela esteja de fato com algum problema que ninguém está sabendo. “Claro que algumas pessoas simplesmente nascem de mau humor e não precisam de motivo para azedar o dia dos outros, mas nem todo mundo é assim”, diz Renata.

5 – Dê espaço. “Não adianta ficar perguntando o tempo todo por que a pessoa está daquele jeito, se aconteceu alguma coisa etc”, diz Renata. Para ela, o melhor é deixar o colega do mau humor na dele. “Deixe que ele procure você se quiser conversar.”

6 – Tome cuidado para não se deixar contagiar. Trabalhar com alguém difícil muitas vezes pode ser um veneno para quem não sabe tirar o foco desse problema. Por isso, o ideal é tratar com educação e deixar para lá.

7 – Claro que tudo tem limite. Se o mau humor se transformar em grosseria no ambiente de trabalho, você pode, sim, responder em tom mais ríspido. Se a grosseria for muita, você pode dizer que prefere conversar em outro momento e, principalmente, em um tom mais adequado. “O melhor é não responder na hora porque você também pode estar de cabeça quente, começar um bate-boca e acabar perdendo a razão”, diz Renata. Com calma, em outro momento, você pode dizer que não gostou da atitude do colega e da forma como foi tratado. “Diga claramente que você trata todo mundo com respeito e espera o mesmo das pessoas.”

8 – Se for o seu chefe, sim, a situação fica mais delicada, mas a recomendação é a mesma. Se ele for extremamente grosso, tente se controlar no momento e, depois, em outra circunstância, dizer como se sentiu. “Se for uma ofensa muito grave, você pode falar na hora que não aceita o tom que ele usou e que vocês podem conversar quando ele estiver mais calmo.”

 

 


Conheça os Cursos On-Line
Portal do Conhecimento