Página Inicial » Humor



|03|

 

   Ditados Populares (versão jurídica)
 

A fêmea ruminante deslocou-se para terreno sáfaro e alagadiço. (A vaca foi para o brejo)


Creio que V.Sa. apresenta comportamento galhofeiro perante a situação aqui exposta. (Você tá de sacanagem)

Prosopopéia flácida para acalentar bovinos. (Conversa mole pra boi dormir)

Romper a face. (Quebrar a cara)

Creditar um primata. (Pagar um mico)

Inflar o volume da bolsa escrotal. (Encher o saco)

Impulsionar a extremidade do membro inferior contra a região glútea de outrem. (Dar um pé na bunda)

Derrubar, com a extremidade do membro inferior, o suporte sustentáculo de uma das unidades de acampamento. (Chutar o pau da barraca)

Deglutir um batráquio... (Engolir um sapo)

Colocar o prolongamento caudal em meio aos membros inferiores. (Meter o rabo entre as pernas)

Derrubar com intenções mortais. (Cair matando)

Eximir de qualquer tipo de sorte. (Azarar)

Aplicar a contravenção do senhor João, este deficiente físico desprovido de um dos membros superiores. (Dar uma de João sem braço)

Sequer considerar a utilização de um longo pedaço de madeira. (Nem a pau)

Sequer considerando a possibilidade da fêmea bovina expirar fortes contrações laringo-bucais. (Nem que a vaca tussa)

Sequer considerando a utilização de instrumentos metálicos. (Nem ferrando)

Derramar água pelo chão através do tombamento violento e premeditado de seu recipiente. (Chutar o balde)

O orifício circular conjugado, localizado na parte ínfero-lombar da região glútea de um indivíduo em avançado estado etílico, deixa de estar em consonância com os ditames referentes ao direito individual de propriedade... (Forevis de bêbado não tem dono)

 

 

 

  RECOMENDE NO GOOGLE +1:


Conheça os Cursos On-Line
Portal do Conhecimento