Página Inicial » Espaço Sideral


 

|02|

Em 1 século o Sol irá entrar numa nuvem interestelar muito quente

O que vai acontecer com o universo nos próximos cem anos? Essa é uma pergunta que nem os astrônomos mais importantes ou as sondas espaciais mais avançadas conseguiram responder com exatidão até o momento. No entanto, em 2009, a sonda espacial IBEX, da NASA, descobriu que a fronteira do Sistema Solar possui uma faixa brilhante e curiosa. Até ai tudo bem! Mas um grupo de cientistas da Palônia e dos Estados Unidos decidiram estudar esse tema mais a fundo.

Os pesquisadores sugerem que essa faixa brilhante é resultado da emissão de átomos energéticos neutros, um sinal de que o Sistema Solar está prestes a entrar em uma nuvem de gás interestelar de altas temperaturas.

O calor nessa faixa de gás pode chegar à casa dos milhões de graus Celsius. Apesar de parecer assustador, o fato não vai resultar em nenhum risco ao nosso sistema solar.

Os cientistas afirmam que o Sol deve entrar nessa nuvem de gás daqui um século.

Essa bolha super quente é provavelmente um remanescente de uma série de explosões de supernovas que ocorreram alguns milhões de anos atrás.

Ainda segundo os pesquisadores, não há razões para preocupações. "Não há nada de incomum, o Sol frequentemente atravessa várias nuvens de gás interestelar durante sua viagem galáctica," afirma Grzedzielski, um dos cientistas responsáveis pelo estudo.

Uma vez lá dentro, a heliosfera se adaptará, podendo encolher um pouco. O nível de radiação cósmica entrando na magnetosfera também poderá subir um pouco, mas isso não representa qualquer ameaça!

A descoberta da nuvem interestelar foi apontada como um dos achados mais importantes na exploração espacial feita em 2009.

 

 


Conheça os Cursos On-Line
Portal do Conhecimento