Página Inicial » Dicas de Construção e Reformas


                                        

     

|02|


Como evitar o mau cheiro de esgoto em banheiros e cozinhas

Medidas simples podem detectar se os equipamentos que vedam o odor desagradável estão com problema

O cheiro de esgoto incomoda o ser humano em qualquer lugar. Mas quando o odor está presente dentro da residência, o problema se torna ainda maior. E tudo isso pode ocorrer por erros na construção ou até mesmo por defeitos em alguns equipamentos da rede hidráulica.

Em muitas situações não é necessária a quebra de paredes ou pisos para detectar o problema, basta verificar algumas peças, como sifão, caixa sifonada e o anel de vedação no vaso sanitário.

A origem do problema

Defeitos em equipamentos hidráulicos e a má instalação de peças que vedam a passagem dos gases formados na rede de esgoto contribuem para que o odor desagradável esteja presente dentro dos imóveis.

As causas mais prováveis de mau cheiro são problemas relacionados aos ralos, sifões e vaso sanitário. “Esses equipamentos devem levar a água e dejetos das atividades cotidianas para o esgoto. Porém, quando apresentam problemas fazem com que o odor dessas impurezas retorne ao ambiente”

Como identificar?

A identificação do problema pode ser fácil, mas em alguns casos é preciso ter o auxílio de um especialista. “Nem sempre os problemas serão visíveis externamente, mas, muitas vezes, é possível observá-los com facilidade. É importante que se faça uma conexão entre o uso dos equipamentos e a origem do mau cheiro para detectar as reais causas. Porém, recomendo sempre contar com a ajuda de um especialista para evitar ‘quebrar’ os cômodos desnecessariamente”, fala.

O especialista ensina como verificar se a instalação está correta: “No sifão, basta olhar se ele não está reto, e possui um copo fixo moldado junto a ele. Com relação aos ralos, uma vistoria mais atenta detectará a existência de algum entupimento ou vazamento. Caso o mau cheiro venha das caixas sifonadas, neste caso, sim, o acompanhamento de algum técnico será necessário”.

Em apartamentos, “se o problema for o entupimento da rede, é necessário identificar se o mesmo é somente no apartamento ou no prédio, uma situação que requer maior atenção”.

Cheiro de esgoto no banheiro geralmente acontece porque não foram instaladas três peças importantes (ou pelo menos alguma delas):

Anel de vedação
 
fica entre o vaso sanitário e a tubulação de esgoto e impede a passagem de cheiros

Ralo sifonado
 
não deixa que o cheiro da fossa retorne pro ambiente. Isso porque ele é feito para ter um pouco de água no fundo, que tampa a boca do cano que está indo para a fossa. Assim, os odores não conseguem passar.

Tubo de ventilação
 
fica conectado aos tubos de esgoto para levar os gases e odores para fora. Ele é instalado por dentro da parede e deve passar da altura da casa, ficando 50 cm acima do telhado, pro cheiro não permanecer na casa.

Mas se o problema já aconteceu, o que fazer para resolver?
Se esses materiais não foram usados na sua casa, não tem jeito: a solução vai ser quebrar (a menos que você não se importe com o cheiro).

Para instalar o anel de vedação: será preciso desparafusar a privada, colocar o anel e fixar com o parafuso de novo. Depois tem que usar um rejunte entre a privada e o piso e pronto. (Se o vaso sanitário foi fixado com argamassa, aí tem que quebrar. Mas aproveita pra melhorar e depois fica com parafuso).

Para instalar o ralo sifonado: será preciso quebrar o piso e refazer a tubulação no banheiro.

Para instalar o tubo de ventilação: será preciso quebrar a parede e instalar a tubulação que vai subir até ultrapassar a laje e o telhado.
E se você vai começar uma obra de esgoto, melhor prevenir.
Certifique-se de que esses materiais estão na sua lista de compra e combine com o encanador ou o pedreiro que eles serão instalados corretamente. Não deixe de visitar a obra e conferir. Assim, o banheiro novo fica lindo e sem cheiro de esgoto pra incomodar.

Medidas preventivas

Para não correr o risco de conviver com o cheiro de esgoto, orienta-se comprar materiais de qualidade e verificar com frequência a instalação dos equipamentos.

 

 

 


Conheça os Cursos On-Line
Portal do Conhecimento