Página Inicial » Dicas e Truques



|04|

 

Windows XP "Light"
  

Windows XP 'Light'

Segundo a Microsoft, a configuração mínima para rodar o Windows XP é um processador de 233 MHz e 64 Mb de memória. Ok, agora pare e tente lembrar se você já viu algum PC com essas características rodando o referido sistema... A maioria das pessoas respondeu "nenhum"! Ocorre que os elementos visuais do Windows XP são demasiadamente pesados e, pior, vêm todos ativados por padrão. Além disso, há outras opções desnecessárias que só fazem o sistema pesar mais. Neste tutorial, faremos uma verdadeira dieta no Windows XP, desabilitando toda e qualquer opção que influencie diretamente na velocidade do sistema. Sinceramente não sei se, com essas mudanças, será possível rodá-lo numa configuração tida como mínima pela Microsoft, por não dispor de um; entretanto, garanto que haverá um ganho de performance considerável, independente do PC usado.

  • Deskmod, não!

O deskmod, prática que consiste em mudar e/ou incrementar a área de trabalho, embora seja muito legal e apreciada pela maioria de nós, é um veneno para minar o desempenho geral da máquina. Programas abertos consomem mais memória, gráficos mais elaborados exigem mais da placa de vídeo, e todo este conjunto faz sofrer o processador. Então, a primeira providência a ser tomada é eliminar qualquer resquício de deskmod que exista no Windows.

Vamos começar pelo grosso: programas! StyleXP, Samurize, Rainlendar, Y'z (todos), enfim, qualquer programa de deskmod deverá ser desinstalado. Isso economizará uma grande quantidade de memória.

A seguir, iremos abolir o papel de parede. Apesar de que nos PCs atuais ele não faça muita diferença, nos antigos é uma tortura maximizar/minimizar uma janela, devido ao tamanho do papel de parede. O caminho para tirá-lo é o seguinte: botão direito no desktop, clique em Propriedades; na janela que se abre, clique na aba Área de trabalho. Em Plano de fundo, selecione a opção (Nenhum). Por fim, clique em Ok. Você pode mudar a cor de fundo do desktop navegando até a aba Aparência desta mesma janela, clicando no botão Avançada e, na nova janela que se abre, selecionando sua cor predileta.

Certifique-se também de não usar proteções de tela demasiadamente pesadas. Use aquela normal (Windows XP), ou então desabilite este recurso (recomendado!). Tudo isso pode ser configurado nas Propriedades de Vídeo, aba Proteção de tela.

Para terminar esta parte, habilite o tema clássico do Windows. Nas Propriedades de Vídeo (janela a que me referi nos parágrafos anteriores), logo na primeira aba (Temas), escolha a opção Tema clássico do Windows e clique em Ok.

  • Desabilitando efeitos especiais

A interface do Windows XP, como já foi dito, traz inúmeros efeitos que embelezam o ambiente de trabalho, mas comprometem o desempenho. O que faremos agora é desabilitar todos, sem exceção. Para começar a faxina, comecemos pelas Propriedades de Vídeo; lá, navegue até a aba Aparência, e clique no botão Efeitos…. Configure as opções desta janela como na figura abaixo:

img 1

Só uma nota: o método Clear Type, embora seja recomendado para melhorar a visualização da imagem em monitores LCD (de cristal líquido), tem um efeito muito bom em monitores CRT. Ative a opção e veja a diferença ;)

Nosso próximo passo é eliminar mais efeitos visuais. Vá até as Propriedades do sistema (botão direito no Meu Computador, clique em Propriedades), e entre na aba Avançado. Logo na primeira tela da janela que abriu-se, clique no botão Configurações da primeira caixa (Desempenho). Na nova janela, marque a opção Ajustar para obter um melhor desempenho. Dê Ok e pronto!

No Explorer, vá até o menu Ferramentas, e entre em Opções de pasta. Na primeira tela, em Tarefas, marque a opção Usar pastas clássicas do Windows. Dê Ok, vá ao menu Exibir, acione a opção Barra de status, e marque também a opção Detalhes. A seguir, volte às Opções de pasta, entre na aba Modo de Exibição e clique no botão Aplicar a todas as pastas.

Vamos agora dar uma ajeitada no Menu Iniciar. Clique com o botão direito nele e vá até Propriedades. Na primeira tela, configure-a assim:

img 2

Em seguida, navegue até a aba Menu 'Iniciar'. Embora o Menu Iniciar normal seja recomendado, e de fato seja superior, neste tutorial especificamente recomendarei a adoção do Menu Iniciar Clássico. Como este artigo de destina a computadores de baixo desempenho, nestes casos o Menu Iniciar normal é mais pesado, sim. Selecionando o clássico, clique no botão Personalizar... que se acende. Na parte baixa da nova janela (Opções avançadas do Menu 'Iniciar'), quanto menos itens estiverem selecionados, melhor! Trate de deixar apenas os vitais; tudo que for irrelevante, desmarque. Dê Ok, e confira seu novo Menu Iniciar.

  • Uma ajuda de peso: Tweak UI

Para quem não conhece, o Tweak UI é o membro mais ilustre da "mini-família" de softwares para Windows XP pela Microsoft denominada PowerToys. Ele é um utilitário que permite ao usuário alterar diversas configurações antes ocultas do Windows XP. Iremos agora aos pontos principais no que se refere à economia de recursos do sistema. Para facilitar a demonstração de quais opções ativar ou não, as explicações de cada opção será dada na mesma ordem que está no programa. Só faça as mudanças citadas abaixo; o que não for comentado, deixe como está.

General: desmarque todas as opções.

Explorer: desmarque a opção Allow Recent Documents on Start Menu.

Explorer > Thumbnails: Em Image Quality, mova a barrinha para Low.

Taskbar: desmarque as opções Enable balloon tips e Warn when low on disk space.

Desktop: Só deixe o que você achar necessário (sugestão: só o Meu Computador).

Templates: Aqui a regra é a seguinte: quanto menos, melhor! Sugestão: deixe somente o Bloco de Notas.

Agora dê um Ok e sinta a diferença :)

  • Menu Iniciar organizado

Cada programa instalado no Windows adiciona atalhos no Menu Iniciar, que facilita o acesso à documentação, extras e ao próprio programa. Cada programa cria uma pasta no Menu Iniciar, o que vai inflando-o, ficando este cada vez maior e mais pesado. Vamos aprender agora a organizar o Menu Iniciar, processo qual nos trará dois benefícios: maior organização e conseqüente facilidade em encontrar o que se procura, e mais velocidade de abertura do menu em computadores lentos.

O Menu Iniciar é composto por duas pastas, uma pública, compartilhada (All Users), presente em todas as contas, e outra particular, específica de cada conta. Veja o caminho delas no Explorer:

Pública / compartilhada
C:\Documents and Settings\All Users\Menu Iniciar\Programas

Particular
C:\Documents and Settings\[usuário]\Menu Iniciar\Programas

Se somente você usa o computador, ou então queira compartilhar o mesmo menu com os outros usuários, concentre-se na pasta All Users. Caso contrário, será preciso deixar esta pasta vazia (com exceção das pastas Acessórios e Ferramentas administrativas), e concentrar-se em cada pasta particular. Neste tutorial, vamos supor que o menu será compartilhado por todos os usuários; então, fiquemos na pasta All Users.

Antes de começarmos, veja um exemplo de Menu Iniciar organizado:

img 3

De inicio, crie pastas que discriminem certo tipo de programa (dentro da All Users). Alguns exemplos: Internet, Utilitários, Multimídia etc. Nestas pastas ficaram os atalhos dos programas.

Para terminar, navegue pelas pastas que foram criadas pelos programas durante a instalação, copie o atalho principal para uma das pastas criadas, e delete a do programa. Veja a imagem abaixo para se localizar melhor:

img 4

------------------------------------------------------------------------

img 5

Repita este processo com todos os programas presentes no Menu Iniciar.

  • Dieta na inicialização

Alguns programas, visando a comodidade, iniciam junto com o Windows. Isto faz com que o carregamento do sistema demore mais que o normal. Logicamente, alguns programas têm que abrir junto com o Windows, como é o caso do anti vírus. Mas outros, como comunicadores instantâneos (ICQ, MSN Messenger etc.) são totalmente dispensáveis, afinal de contas, você não os usará assim que ligar o PC (pelo menos a maioria age assim =) Há duas maneiras de remover estes programas da inicialização: configurando para que isto não aconteça diretamente nas opções dos programas, ou mexendo no msconfig.exe. A desvantagem do primeiro método é que nem sempre os programas dão ao usuário esta faculdade de decisão. Portanto, iremos aprender a maneira mais fácil e rápida, pelo Utilitário de configuração do sistema.

Para entrar nesta aplicação, vá ao Menu Iniciar, clique em Executar..., e digite "msconfig.exe" (sem aspas); dê Ok e uma janela abrirá. Nesta janela há várias abas, com algumas possibilidades de personalização. Sem delongas, vamos ao que nos interessa, a aba Inicializar. Nesta, há três colunas: Item de inicialização, que é o nome do programa/aplicação, Comando, que é o que o próprio nome diz, o comando que o Windows utiliza para iniciá-lo, e Local, que refere-se ao lugar onde determinado arquivo/programa está.

Alguns programas você identifica pela coluna Comando, pois ali se encontra, na maior parte das vezes, o caminho do atalho do software. Tente desmarcar o máximo de itens possível; só reforçando, o único que deve ser deixado com certeza é o anti vírus; ademais, todos podem ser dispensáveis, dependendo apenas de você.

  • Finalizando...

O Windows XP emagrece alguns quilos depois deste tutorial =) Não sei se, mesmo com todas estas dicas, PCs com requisitos mínimos serão capazes de rodar o sistema; se não forem, é melhor a Microsoft rever seus conceitos, pois, mais leve que isso, só usando o DOS =P

 

 

 

  RECOMENDE NO GOOGLE +1:


Conheça os Cursos On-Line
Portal do Conhecimento