Página Inicial » Dicas e Truques



|01|

 

Boas práticas em segurança  



 

A cada dia, os computadores pessoais se tornam uma alternativa eficiente para o armazenamento e a manipulação de informações. Eles economizam tempo, espaço e material. A Symantec alerta, porém, que tal conveniência não deve comprometer a adoção de boas práticas em segurança.

Pensando nisso, os especialistas da empresa lançaram oito dicas para que os usuários finais adotem um conjunto de ações que ajudem na proteção e armazenamento de informações contidas em um computador. Confira.

1) Desconecte-se quando não estiver usando a Internet
As conexões de banda larga são rápidas, cômodas e crescem em popularidade. Infelizmente, o acesso de alta velocidade e os longos períodos de conexão também facilitam a invasão de crackers nos computadores residenciais. Segundo a Symantec, o importante é que, quanto mais tempo você passa on-line, maior é a probabilidade de um cracker invadir o seu sistema. Para diminuir as chances de comprometer o seu computador, desconecte-se da internet quando tiver terminado de usá-la.

2) Habilite o compartilhamento de arquivos apenas quando necessário
Seu sistema operacional, provavelmente, tem capacidade de compartilhamento de arquivos. Ou seja, isso permite que outros usuários em uma rede acessem arquivos em áreas designadas do seu computador. Porém, isso pode expor seus arquivos a pessoas sem autorização e deixar o seu sistema aberto a cavalos de tróia e outros vírus. Assim, a Symantec recomenda que o usuário habilite os recursos de compartilhamento de arquivos do seu sistema apenas quando necessário e certifique-se de desabilitá-los após o uso.

3) Proteja-se contra o roubo de identidade
As principais estatísticas revelam o aumento da atividade criminosa on-line de golpistas para roubar informações pessoais. Portanto, alerta a Symantec, cabe ao usuário proteger com cuidado o seu CPF, o número do RG e outros dados importantes. Assim, procure não fornecer seus dados a ninguém na internet, a menos que você conheça e confie plenamente em quem os estiver solicitando. E, se possível, não armazene o seu CPF, números de contas bancárias ou de cartões de crédito em qualquer lugar em seu computador.

4) Abra programas descarregados e anexos de e-mail com cuidado
A maioria dos programas obtidos através da internet parece bastante inofensiva, mas pode ter problemas embutidos nela. Programas executáveis, incluindo proteções de tela e jogos, podem conter vírus ou mecanismos de ataque escondidos. A não ser que você saiba quem desenvolveu um programa e confie nessa pessoa ou empresa, não o abra. Tenha cuidado também para não compartilhar programas suspeitos, por mais divertidos que eles possam parecer, com amigos ou colegas de trabalho. O mesmo serve para os anexos de e-mails. Não abra ou encaminhe um anexo de e-mail de fontes desconhecidas ou suspeitas.

5) Use senhas difíceis
As senhas estão entre as ferramentas de segurança mais predominantes e vitais que usamos. Elas são as chaves que desbloqueiam os nossos desktops, PDAs e contas na internet. Portanto, ressalta a Symantec, é imperativo evitar senhas simples e fáceis de adivinhar. Também é importante mudar as senhas freqüentemente e armazená-las em um lugar seguro.

6) Mantenha seu sistema operacional e programas de internet atualizados
Os fabricantes do seu sistema operacional, navegadores e outros programas críticos de internet estão constantemente atualizando os produtos, na forma de correções relacionadas à segurança. Com certeza, os crackers e os programadores de vírus estão cientes dessas correções e os problemas de segurança que eles corrigem. Não seja pego de surpresa. Para se certificar de ter as atualizações mais recentes para os seus programas, verifique freqüentemente os sites da web dos fornecedores e faça o download de quaisquer correções de segurança disponíveis.

7) Backups, sempre!
Os crackers e os programadores de vírus não são as únicas ameaças para as suas informações pessoais. Desastres naturais e falhas de equipamento também podem comprometer os dados armazenados em seu computador residencial. Portanto, esteja preparado para incêndios, inundações e possíveis oscilações elétricas. Faça backups regulares das suas informações mais importantes e as mantenha em algum lugar seguro, de preferência em uma mídia removível que você possa guardar longe de casa.

8) Bloqueie o seu computador residencial
Embora as precauções acima possam reduzir a sua exposição às muitas ameaças, elas não são suficientes. A Symantec ressalta a importância da utilização de um conjunto de ferramentas de segurança para bloquear o seu computador residencial. Assim, recomenda-se a instalação de um firewall pessoal e programa anti-spam para manter afastados os e-mails maliciosos.


Fonte: Symantec

 

 

 

  RECOMENDE NO GOOGLE +1:


Conheça os Cursos On-Line
Portal do Conhecimento