Como enfrentar alagamentos com segurança

As tempestades não tem hora e podem ser um verdadeiro perigo, por isso, saber como atravessar alagamentos pode ser a solução para muitos problemas.

Muita chuva em cidade grande é sinônimo de alagamento e transtorno para o motorista. Na dúvida é recomendado não arriscar, mas e quando somos pegos de surpresa, o que fazer?

Evitar

A melhor coisa a fazer é evitar passar por ruas alagadas devido aos grandes riscos de prejuízos e problemas com o seguro. Principalmente em ruas que você não conhece e em fila com muitos carros.

Enfrentar com técnica

Caso não tenha como escapar, enfrentar um alagamento exige técnica e também coragem. O ideal é que a profundidade da água não ultrapasse 20 cm (a altura da metade da calota).

Além disso o motorista tem que andar sempre em primeira marcha enquanto estiver na água e não parar no alagamento. A mudança de marcha só deve ocorrer depois que ultrapassar a água.

Antes de tentar atravessar um alagamento, verifique os veículos que vem em sentido contrário. Procure observar a profundidade da água, não esqueça que o nível máximo é na metade da roda. Se a água estiver na altura do farol, cuidado. Você pode danificar seriamente o motor do seu carro. Muito bem, resolveu atravessar?

- Acelere o carro durante toda a travessia. Se o motor morrer, não tente ligar novamente.

- Passe pela área alagada em primeira marcha e devagar (porque a aceleração do carro evita a entrada de água pelo escapamento).

- Evite marola, principalmente de caminhões e ônibus que estão em sentido contrário. O perigo está na entrada de água dentro do motor, através do filtro de ar.

- Vou repetir, se o motor morrer não tente fazê-lo pegar. Peça ajuda e retire o carro do local, uma boa limpeza resolverá. Se você insistir em ligar, poderá causar grandes danos, o que os técnicos chamam de calço hidraulico.

- Fique atento ao noticiário de rádio para saber como evitar as áreas alagadas

Se a água já invadiu o carro

Caso a água invada o carro, deve-se desligar o motor imediatamente e acionar o seguro. Se o carro estacionado sofrer inundação, o mesmo não deve ser ligado em hipótese alguma. Ligue o pisca de alerta e saia do carro por questão de segurança.

Mesmo se o nível da água abaixar, o motor do carro não deve ser ligado. O carro deve ser rebocado para uma oficina de confiança. Deve ser assim porque o motor pode aspirar a água, que entra nos cilindros e causa uma falha grave chamada calço hidráulico.

Calço hidráulico

Calço hidráulico acontece quando os cilindros do motor comprimem água ao invés de ar, fazendo os pistões trabalharem indevidamente, forçando e entortando outras peças do sistema, estourando o motor. Além do calço hidráulico, o encharcamento dos módulos eletrônicos é um outro grande problema.

Seguro pode negar sinistro

A seguradora pode negar o sinistro em situações de alagamentos e enchentes, se comprovar negligência por parte do proprietário do carro. Por isso avalie corretamente a situação, antes de colocar seu veículo dentro da água!

Escolha o lado mais raso da rua, tendo cuidado com os veículos que vêm em sentido contrário

Conforme falamos anteriormente, caso a água ultrapasse a metade do pneu, você deve evitar a travessia.
Agora, se não tiver alternativa, uma saída pode ser escolher o lado mais raso da rua, para que a água não alcance esse limite. Para medir essa altura, uma boa dica é tomar como base o meio fio.

E se o motor do carro morrer em meio ao trecho alagado?

Entender como atravessar alagamentos, exige também que você saiba driblar alguns contratempos. Entre eles a possibilidade do seu carro morrer em meio a travessia.
Nestas horas, não tente ligá-lo novamente. Se isso aconteceu certamente a água já deve ter entrado no motor. Assim, se você der a partida vai piorar a situação.
Portanto, se isso acontecer com você, ligue o pisca alerta e aguarde o socorro chegar. Ou ainda, peça ajuda para empurrá-lo para o bordo lateral da via.

Faça um check up geral do carro

Após passar pelo alagamento o correto é se dirigir diretamente para uma oficina para atestar que o veículo está em bom estado. Afinal, mesmo que o carro esteja aparentemente normal, ele pode apresentar problemas futuros. Na oficina, seu carro deve passar por uma limpeza no sistema de ventilação, de freios e elétrico, para depois, ser todo avaliado para uma utilização segura.

Compartilhar no Twitter Recomende pelo WhatsApp


 
 

 

Fale Conosco
Miziara e Silveira Ltda ME
CNPJ: 01.828.629/0001-97 NIRE: 53 2 0085951-3
SQSW 305 B 102 - Setor Sudoeste - Brasília-DF CEP 70.673-422